BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

terça-feira, 6 de julho de 2010

NOTÍCIA


Os seres humanos podem resolver problemas durante o sono
A mente adormecida pode não parecer um instrumento apto para qualquer pensamento crítico, mas os seres humanos podem resolver problemas durante o sono, diz estudo realizado na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e publicado no site Live Science. E a pesquisa vai mais além; ela afirma que o propósito do sonho pode ser o de nos ajudar a encontrar soluções para os enigmas que nos afligem durante o dia.
"Os sonhos têm natureza altamente visual e muitas vezes ilógica, o que os torna maduros para o tipo de pensamento que a resolução de problemas exige", afirma a psicóloga e pesquisadora Deirdre Barrett.
A teoria dos sonhos de Barrett, apresentada na reunião da Associação para a Ciência da Psicologia em junho, afirma que sonhar é realmente pensar, mas em um estado um pouco diferente de quando nossos olhos estão abertos. Porque, segundo ela, o sonho é apenas um mistério da mente.
"Seja qual for o estado em que estamos, ainda estamos trabalhando com os mesmos problemas", disse Barrett. Embora os sonhos possam ter inicialmente evoluido para uma finalidade diferente, eles provavelmente foram aperfeiçoados ao longo do tempo, para que possam servir a um dever duplo: ajudar a "reiniciar" o próprio cérebro e resolver problemas.
Sonhos e evoluçãoUma teoria para explicar os sonhos, ou qualquer outro comportamento humano sobre esse assunto, precisa levar em conta a evolução, disse Barrett. Muitas teorias mais antigas sobre os sonhos não abordavam a evolução, ou simplesmente a contradiziam, disse ela.
Sigmund Freud, por exemplo, propôs que os sonhos existem para satisfazer nossos desejos. Mas tal gratificação em um mundo imaginário faria pouco para nos ajudar a adaptar os nossos instintos para o mundo físico, que é um ponto-chave na evolução, disse Barrett.
Outros propuseram que os sonhos não são mais que um efeito colateral do ciclo do sono. Os sonhos ocorrem geralmente durante a fase "Rapid Eye Movement", conhecida como REM, do sono. Acredita-se que esta fase sirva para várias funções: para descansar uma parte do cérebro (uma vez que algumas áreas estão ativas, enquanto outras não estão) e repor substâncias químicas do cérebro, tais como os neurotransmissores.
Isto levou alguns a afirmarem que os sonhos acontecem simplesmente porque o sono REM acontece, disse Barrett. O psicólogo Steven Pinker comparava os sonhos aos protetores de tela de computadores, dizendo que talvez "não importe qual seja o conteúdo, desde que certas partes do cérebro estejam ativas."
A pesquisadora Barrett discorda. "Minha opinião é que a evolução não é apenas um desperdício, que as coisas evoluem para uma finalidade e que geralmente não continuam ao longo do tempo tendo a mesma finalidade sempre. Nada que não seja útil continua a ser refinado", ela disse em uma entrevista ao Live Science.
A pesquisadora também chamou a atenção para o fato de que o sono REM existe há muito tempo, desde que os mamíferos evoluíram, há 220 milhões de anos. "Quanto mais tempo uma coisa existe ao longo da história evolutiva, mais provável é que ela venha a ter outras funções sobrepostas", disse.
Resolução de problemas Barrett estudou a resolução de problemas em sonhos por mais de 10 anos e documentou muitos exemplos do fenômeno. Em um experimento, um grupo de universitários tinha que escolher um problema para tentar resolver em um sonho. Os problemas eram questões bastante fáceis para as quais os estudantes ainda não tinham as respostas. "Os estudantes concentraram-se no problema cada noite antes de irem para a cama. No final de uma semana, cerca de metade dos estudantes tinha sonhado sobre o problema e cerca de um quarto deles tinha tido um sonho que continha a resposta", disse Barrett.
Assim, pelo menos nos casos onde os problemas são relativamente fáceis, algumas pessoas conseguem resolvê-los em seu sono.
Barrett também realizou uma extensa revisão na literatura científica e histórica, procurando exemplos de problemas resolvidos em sonhos. Ela encontrou exemplos de quase todo tipo de problemas sendo resolvidos em um sonho, desde questões envolvendo matemática até artes. Mas muitos estavam relacionados com problemas que as pessoas necessitavam visualizar em suas mentes, como um inventor imaginando um novo dispositivo.
A outra grande categoria de problemas resolvidos em sonhos incluíam "aqueles em que a sabedoria convencional errava no momento de escolher a abordagem", disse Barrett. "Os sonhos podem ter evoluído para ser particularmente bons em permitir que trabalhemos com os enigmas que se enquadram nestas duas categorias", afirmou.
"Eu acho que os sonhos e sono REM provavelmente evoluíram para serem úteis para trabalhar com nossos pensamentos", afirmou Barrett. "É apenas um tempo extra para pensar. Por isso, potencialmente, qualquer problema pode ser resolvido durante o sono, no estado que é mais visual e mais solto em associações. Por isso temos evoluído para usá-lo especialmente para trabalhar com esse tipo de problemas."


Obs: Desconheço a origem. Recebi a notícia de um amigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO