BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

CURIOSIDADES



Profecia Maia – 2012 Fim dos tempos
Posted by: David in Fim dos tempos
Atualmente, muitas pessoas sabem o que é a profecia maia, porém para quem ainda não tem a menor idéia, a profecia maia não é nada além do que uma astrológica contagem regressiva para um suposto fim do mundo.
Para os maias, o fim dos nossos tempos começou em 1999 e acabará em 2012.
Calma! Antes de tudo, um lembrete: Hollywood é Hollywood, não entrem em pânico, não procurem arcas para se salvar, não abusem da vida só porque existe uma sugestão de que o mundo irá acabar.
Os maias se dedicavam muito ao estudo astrológico, responsável por um amplo entendimento do universo, e, a partir desses estudos, criaram um calendário com base nas contagens de ciclos conhecidos como “katun”.
Dessa forma, o calendário maia foi escrito há mais de 5 mil anos, e seu termino é em 21 de dezembro de 2012. Entretanto, essa é uma data fictícia, pois há estudiosos afirmando que a data real será o dia 23.
Calendário Maia
O nosso calendário tem como base o calendário gregoriano (promulgado pelo Papa Gregório XIII, no ano 1582, em substituição ao calendário Juliano), que foi modificado duas vezes, por motivos religiosos. Assim, pelos cálculos, 2012 já passou; e o mundo ainda continua… Então, teoricamente, não podemos nos prender a previsões catastróficas.
Ah, sim! A idéia de que o mundo terá um fim é mais antiga do que nos imaginamos. E não tem só o mérito maia.
Nostradamus
Um grande exemplo disso foi em 1999, quando o mundo entrou em pânico, pensando que os computadores, as máquinas, etc., deixariam de funcionar, causando o “bug” do milênio. Esse pânico teve como base uma das profecias de Nostradamus.
Obviamente, se o tão propagado fim do mundo tivesse acontecido em 2000, não estaríamos mais aqui, e você não estaria lendo este texto, tranquilamente.
Em nosso dia a dia, podemos observar que, de certa forma, o fim do mundo já é uma realidade: países desmoronando por causa de terremotos; tsunamis arrasando Estados; chuvas fortes e enchentes inundando bairros, cidades; pessoas praticando a violência sem nem mesmo conseguir explicar o porquê de seus atos.
O caos tomou conta do nosso cotidiano, de forma que não percebemos que o “fim dos tempos” já ocorre, que, hoje, lutamos para sobreviver, mas, graças a Deus, também podemos observar que muitas pessoas ainda se esforçam para fazer do mundo um lugar melhor para se viver.
O homem, desde os primórdios da civilização, consome o planeta de forma indiscriminada, e a Terra, por sua vez, só procura se curar. Os desastres naturais não são uma “vingança pessoal da natureza contra a humanidade”; de forma alguma, o mundo procura, sim, dessa forma sobreviver.
Mas, infelizmente, durante esses “desastres”, muitas pessoas morrem. Muitos morreram nos recentes terremotos.
É isso nada mais é do que a consequência de uma “pequena” lei, conhecida como “Lei da Ação e Reação”.
É triste admitir que o ser humano abusou do “poder”, e o resultado é que está arriscado a perder o seu planeta.
http://petit.com.br/sobrenatural/

Como o Espiritismo analisa esse assunto?
- A Terra não será transformada por um cataclismo que aniquile de súbito uma geração. A atual desaparecerá gradualmente e a nova lhe sucederá do mesmo modo, sem que haja mudança na ordem natural das coisas. Tudo, pois, exteriormente, se passará como de costume, com uma única diferença, embora capital: a de que uma parte dos Espíritos que nela encarnavam não mais encarnarão. Em cada criança que nasça, em lugar de um Espírito atrasado e propenso ao mal, encarnará um Espírito mais adiantado e propenso ao bem. Trata-se, portanto, muito menos de uma nova geração corporal, do que de uma nova geração de Espíritos. Assim, desapontados, ficarão os que contem que a transformação resulte de efeitos sobrenaturais e maravilhosos.
(KARDEC, Allan. Obras Póstumas. “Regeneração da Humanidade”. Rio/RJ: Ed. FEB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO