BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A MORTE


Geralmente o ser humano, assim como qualquer animal, tem medo do desconhecido. Entretanto, há uma diferença capital entre o ser humano e o animal diante da morte. O animal sente a aproximação da morte e se recolhe calado a um canto, aceitando, com tranqüilidade, aquilo que faz parte da vida.
Já o homem não. Ele teme a morte mais que tudo. Mas, eu lhes digo, com a experiência de quem já esteve para morrer várias vezes: não há motivo para este temor, a não ser que a pessoa tenha a consciência pesada. A gente morre como viveu. Se sua vida foi plena de amor e altruísmo, esteja certo de que um caminho de luz e paz estará esperando por você.
Já estive em coma e meu espírito saiu do corpo. Não adianta os céticos me dizerem que isto era um estado alterado de consciência. Estudei Psicologia, Parapsicologia, Psicopatologia, tanto quanto muitos. Eu tenho certeza do que me aconteceu. Fiquei entre as duas dimensões. Ouvia e via tudo que acontecia com meu corpo, mas, ao mesmo tempo, via um belo lugar que, com certeza, muitos chamariam de “Céu”. Via outros seres, cheios de luz, se movimentando.
Algumas vezes, na semiconsciência, eu ouvia as palavras dos médicos, que me explicavam a proximidade do meu desenlace porque nada mais podiam fazer por mim. Eu estava com septicemia e não reagia a nenhum antibiótico.
Estranhando aquilo que eles interpretavam como frieza, indiferença ou não-entendimento de minha parte, sempre um voltava e perguntava se eu havia entendido a situação. Eu lhes respondia com tranqüilidade: “Sim, estou fazendo a passagem. Tudo que nasce morre. Chegou a minha hora. Estou tranqüila porque cumpri a minha missão.”
Eles ficavam boquiabertos como se fosse uma anomalia eu não ter medo. Mas, todas as vezes, eu estava enganada. Minha missão não terminara. Assim, com a ajuda de seres luminosos, que eu interpreto como Anjos e Arcanjos, com a Luz banhando todo meu ser, para admiração dos excelentíssimos doutores, eu conseguia me recuperar.
Depois destas maravilhosas experiências, eu lhes pergunto: “Há motivo para temer a passagem?”. Porque a morte não é senão isto: a passagem para outra dimensão. O caminho da felicidade e da paz, Jesus Cristo nos ensinou, assim como outros mestres. Mas, de todos Ele é o maior. Se você foi bondoso e cheio de amor com o seu semelhante, pode ficar tranqüilo. Sua passagem se dará em paz, com o auxílio de seres maravilhosos, que nos esperam na outra dimensão.

Maria Luiza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO