BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

domingo, 26 de dezembro de 2010

MANTER A MENTE QUIETA


"Tudo é uma questão de manter
a mente quieta
a espinha ereta
e o coração tranqüilo."


O mantra acima foi escrito pelo compositor Walter Franco.

Um mantra é uma frase que, por motivos religiosos, deve ser repetida pelos praticantes do budismo. O processo de repetição da frase tem por finalidade a incorporação dela aos conhecimentos inconscientes de quem a pratica. O nosso cérebro aprende por repetição. Quando queremos ficar aptos a realizar com destreza determinada ação, fazemos sua repetição por muitas vezes, até que possamos esquecer que sabemos realizá-la. É assim, por exemplo, quando queremos tocar um instrumento ou quando queremos aprender a dirigir um veículo. Temos que repetir muitas vezes, até que um "piloto automático" entre em ação e nos deixe a consciência livre para pensar em outras coisas enquanto praticamos aquela ação.

A mente quieta requer, na minha opinião, eliminar o desejo - não eliminar o querer. Quando ficamos desejando alguma coisa estamos com a mente inquieta. A mente inquieta traz angústia. A diferença entre desejar e querer é que o primeiro verbo não requer ação o segundo sim. Desejo é o que adolescentes sentem por artistas de cinema. Desejar ganhar na loteria não requer ida até a agência lotérica, querer sim. Querer requer a responsabilidade da decisão e da ação, que elimina a angústia. Manter a mente quieta é calar a mente consciente, reduzir a voz interna, significa permitir que o inconsciente assuma o comando, significa confiar em nossos instintos, significa respeitar a nossa natureza biológica.

A espinha ereta, para mim, é um simbolismo para a cabeça erguida daquelas pessoas que tem a auto-estima resolvida. Amar-nos é fundamental, para que possamos amar aos outros e sermos amados por eles, em troca. A espinha ereta significa também a manutenção da dignidade própria. Quando vendemos nossos princípios, seja por qual for o motivo, estamos dobrando nossa espinha dorsal. Isso nos causa dor. A espinha ereta não significa ser melhor do que ninguém, nem pior.

E o coração tranqüilo? Este é possuído por aqueles que estão em paz com eles próprios. E para estarmos em paz conosco, temos que ter certeza de estarmos fazendo o melhor que podemos fazer. Se formos enfrentar uma prova, uma banca de tese, um concurso, só estaremos com o coração tranqüilo, sem aceleração, sem nervosismo, sem angústias, se tivermos feito a melhor preparação que pudemos fazer. Se queremos ter o coração tranqüilo quando saímos à rua, temos que ter certeza de que estamos fazendo o melhor possível para melhorar a qualidade de vida de todos. Aquele que rouba, engana, trapaceia, mente em proveito próprio, não terá o coração tranqüilo, andará estressado, com a mente inquieta e espinha freqüentemente dobrada.

Mas, o maior problema, ainda, não é conseguir atingir estes pontos citados anteriormente. O maior problema está na palavra "MANTER". A manutenção é o ponto chave de muitos processos que contribuem com nossa qualidade de vida. Há uma piada que diz: deixar de fumar é fácil, já deixei 28 vezes! Quando estamos fazendo regime para emagrecer, o problema não é reduzir o peso com técnicas mirabolantes "da lua", "do abacaxi", " da água", o maior problema é a manutenção do peso ideal, que requer uma mudança de hábitos alimentares, de mentalidade alimentar. O problema da técnica é praticar o "regime da lua" para o resto da vida!

Ando praticando esse mantra e tentando me convencer dos seus ensinamentos: a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo. Amém


Prof. Dr. Tabajara Lucas de Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO