BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

RETRATOS VELHOS


O baú sozinho
A vida registra.
Retratos velhos
De gente esquecida
E tempos idos
Na solidão doída...

A mente brilhante
Já nada registra
E os olhos sem vida
Já não percebem
Nem o baú,
Nem os retratos
E a própria vida...

A doença adormeceu
Os neurônios ativos outrora.
O tempo esgotou
A energia perdida.
Baú, retratos, gente e vida:
Nada mais a mente registra.


E diante da porta
Ou na janela debruçada,
Os olhos sem viço
Contemplam indiferentes
O casal que passa,
A árvore florida,
O gari que limpa
A bela avenida...

As fotos do baú
Guardam a beleza,
A alegria e a vida
Que a mente já não registra.

Qual criança sem noção
De tempo e realidade
Os olhos só vêem
Objetos e gente
Num triste olhar ausente.

E aqueles que ela tanto amou
Sofrem e choram
Sem saber
Se em algum recanto
Da mente adormecida
Existe ainda algum lampejo de vida
Ou saudade dos dias
Tão belamente vividos...

HECATOMBE


Quando tudo desmorona
E só resta a vida
Bate-nos a compreensão
Do quão pouco se precisa...

O homem orgulhoso
Que a tudo domina
Vê diante dos olhos
A terra que treme,
O mar que avança,
O vento que carrega.

Só então se dá conta
Da importância da vida
E de sua impotência
Diante da sorte
E da morte.


Tudo é pó e cinzas.
O tempo escorre,
A carne morre...
E a alma se eleva ao Infinito.

GESTAÇÃO


A mulher grávida
Olha o horizonte.
Sonha e espera...
A terra fertilizada
No silêncio e na escuridão
Aguarda que a semente vença
A dureza do chão.

A mulher espera
O fruto de seu ventre
A terra entrega
a dádiva do alimento.

É colheita, é festa.
É a alegria da dança
A poesia da vida
No eterno canto.

Tudo vive:
A mulher grávida,
A terra fértil.
Um dia semente,
Depois frutos, flores e gente.

A vida pára
E a mulher pare.
A vida dói
E um dia termina.

Cada vida uma história
Cada rosto uma sombra
De segredos que se revelam
No rictus e nas linhas
Da face sofrida.
Vida que se repete dia-a-dia...

CONVITE À FELICIDADE


SE TUA ALMA ESTÁ NOSTÁLGICA INTEGRA-TE NA HARMONIA DO UNIVERSO E A ALEGRIA POVOARÁ TEU MUNDO INTERIOR.

AO TEU LADO A NATUREZA CANTA INCESSANTES HINOS DE LOUVOR À CRIAÇÃO! AQUI E ALI, A VIDA É UMA PERENE CANÇÃO DE AMOR. TUDO FALA DE RENOVAÇÃO, EVOLUÇÃO, ALEGRIA E PAZ.

A DOR SÓ SERÁ CAPAZ DE DESTRUIR-TE SE LHE DERES GUARIDA. SE ESTIVERES PROTEGIDO PELA FÉ, PELA ESPERANÇA E PELO AMOR ELA NÃO SERÁ SENÃO UM PEQUENO ESPINHO QUE INCOMODA, MAS NÃO CHEGA A PENETRAR A CARNE...

SE TIVERES OLHOS PARA CONTEMPLAR A BELEZA PODERÁS ESQUECER DO QUE É FEIO.

SE TEUS OUVIDOS ESTIVEREM PRONTOS A OUVIR OS HINOS DE AMOR QUE CANTAM TEUS IRMÃOS, NUM TESTEMUNHO VEEMENTE DA MISERICÓRDIA DIVINA, DECERTO PASSARÃO DESPERCEBIDAS AS PALAVRAS DE RANCOR, CIÚME, INVEJA OU OFENSA...

SE PUDERES ASSISTIR, DE CORAÇÃO ABERTO, À CONTINUAÇÃO DO MILAGRE DA VIDA, ÀS ESTAÇÕES QUE VÃO E VOLTAM, AO SOL QUE SE ESCONDE E, DEPOIS, AINDA BRILHA, À CHUVA QUE CAI E FERTILIZA A TERRA, ÀS PLANTAS QUE SECAM E, AMANHÃ, AINDA DÃO FRUTOS...

SE PUDERES OBSERVAR A CRIANÇA, O JOVEM, O VELHO, O CASAL ENAMORADO...

SE PUDERES SENTIR O ETERNO FLUXO E REFLUXO DA VIDA, NÃO VOLTARÁS A ESTAR TRISTE E VERÁS QUE HÁ MOTIVOS PARA CRER E LOUVAR O CRIADOR!

RENASCER





Quero renascer, hoje: renascer das minhas limitações, dos meus erros, das minhas fraquezas, das minhas incoerências. Quero desabrochar, vir à luz, tornar-me...

Eu quero renascer, Senhor! Renascer para um vida nova de amor, de pensamentos generosos, de um profundo respeito pela humanidade. Uma vida de dignidade, fraternidade, solidariedade. Quero uma vida onde tudo tenha sentido. Uma vida sem discursos, sem boatos, sem mentiras, sem falsidade, sem corrupção.

Quero renascer, hoje, Senhor, porque sei que viver é nascer e morrer a cada dia. Mas, a minha fragilidade, os meus medos, a minha insegurança e a minha impotência me têm impedido, tantas vezes, de fazê-lo...

Hoje, quero medir-me pelo teu Amor. Este Amor que é bússola, farol, porto seguro. Este Amor que me abraça sempre, sem juízos e sem questionamentos. Este Amor incondicional de Pai-Mãe que quero alcançar. Este Amor que te levou a enfrentar a dura caminhada terrestre. Que te fez peregrino, perseguido, vilipendiado e escorraçado...

Ah, Senhor, ajuda-me a morrer no meu egoísmo para que eu possa renascer na Luz do teu Amor profundo, que haverá de fazer de mim uma doação total e perene.

Quero, Senhor, renascer com tuas esperanças e tua fé. Tua imensa fé no Homem.
Quero sofrer toda a dor e toda a alegria do parto que te fez e estar como tu, na manjedoura: humilde, serena e disponível, com a certeza de que tudo que é terrestre e celeste caminha com sentido!

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO