BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

domingo, 21 de fevereiro de 2010

O PAPA DO AMOR


O PAPA DO AMOR


O apóstolo Paulo dizia que a fé sem amor é inócua, vazia. Do mesmo modo que Jesus, portanto, ele colocou o amor como a virtude suprema.

O amor, sem dúvida, mais do que qualquer outro sentimento, não apenas une, mas apazigúa, transforma, transmuta, sublima, faz crescer. Ele cura, promove a alegria, abranda os corações.

O amor verdadeiro, que não pode ser confundido com outros sentimentos, como a paixão, é desinteressado, incondicional e abnegado. Ele apenas deseja o bem do amado.

Quando conseguimos crescer espiritualmente, tornamo-nos capazes de sentir uma amor universal, que abraça todos os nossos semelhantes.

Inclusive, quando este amor toma conta de nós, nem precisamos perdoar ninguém, porque nunca nos sentimos ofendidos, compreendendo a fraqueza alheia e tendo sempre uma palavra de desculpa para com o nosso ofensor, abrigando-o em nossa complacência.

O amor é a maior expressão de Deus, a melhor maneira de definí-Lo. Ele é paciente, amigo, compassivo e, além de tudo, o melhor “investimento”.

Para mim, embora discordando do Papa João Paulo II em várias questões, sempre o vi como um verdadeiro símbolo e encarnação do amor. Até o apego e a coerência com seus princípios devem ser vistos como sinal de amor à humanidade e a Cristo.

Ele, como todo aquele que ama a humanidade, parecia carregar todo o peso do sofrimento coletivo e, mesmo nos seus instantes finais, estava preocupado com o que se passava no mundo.
Lí muitas críticas, vindas de pseudo-cristãos, a ele. Não consigo compreender como alguém que se diz creistão julga o seu próximo não por suas ações, mas por suas idéias.

Se ele era conservador ou não , o que importa ? O que ficará de sua vida é o exemplo de amor, dedicação, abnegação, acolhimento. Ele, realmente, amava seu próximo e procurava seguir os passos de seu Mestre, o que a maioria de nós não o faz.

Eu o considero, assim com Chico Xavier, Madre Teresa de Calcutá e Irmã Dulce, como um verdadeiro peregrino da fé, que veio, em sua sofrida caminhada, lutar pelo bem , pelo amor, pela paz e por tudo em que acreditava. Enfim, mais uma Luz em nossas trajetórias de vida.

Sofreu em sua vida de criança; sofreu, depois, como padre, que defendia os judeus, em plena e abominável perseguição dos nazistas; arriscou, muitas vezes, pelo próximo , sua própria vida e entregou-a, com a tranquilidade dos justos, em meio a um sofrimento atroz, a Deus Todo Poderoso.

AQUELE QUE É


Desde que se tem notícia do Homem sobre a Terra, ele sempre venerou um ser desconhecido que, muitas vezes, incorporava em um objeto , uma pessoa, uma figura, um animal, uma planta ou um astro.
É Este aquele que sempre esteve presente em todas as culturas, Deus. O Senhor de mil faces, de mil nomes e que se manifesta de múltiplas maneiras. Deus que é o Verbo, o Criador, o Santo Espírito.

O Deus que, mesmo negando, todos têm a sua verdade incrustada sob os véus do inconsciente. O Deus que nos fala na voz do vento, no rugir dos mares, no fragor das tempestades, no marulhar da água cristalina dos riachos, no sorriso da criança, no olhar de um casal apaixonado..

Deus que se mostra na beleza e na infinitude do Universo. Deus que está presente em cada um de nós , fazendo-nos capazes de amar, criar, perdoar, acolher.

Deus que tomou um rosto humano na figura de Cristo, que palmilhando os caminhos do planeta, anunciou a Boa Nova e o Reino Maior.

Deus que, ao escolher uma mulher para abrigar Cristo em seu seio, nos mostrou, na doce figura de Maria, a sua face materna, que é doçura, ternura, sensibilidade.

Ele nos fez Homem e Mulher para que compreendêssemos que Ele é a fusão de dois pólos de energia, a energia maior, a energia propuulsora de todos os Universos, a fonte de toda a vida.

Que O veneremos sempre, com amor e respeito, procurando cumprir-Lhe o plano e cooperando, amorosamente, na obra de Sua Criação. Ele, o Espírito adorado por todos os humanos, de todos os tempos, é o nosso Pai Maior, a nossa origem e o nosso destino.

O SOPRO DE DEUS


O VENTO SOPRA,

A NATUREZA CHORA

AS FOLHAS MORTAS

SÃO LEVADAS AO LÉU...

EU SOU SOPRADA

PELO ESPÍRITO DE DEUS.

SOB O SOPRO DIVINO,

EU CHORO,

COMO O INSTRUMENTO

QUE É TOCADO.

MAS O MEU PRANTO

SE TORNA

A DOCE MELODIA

DO AMOR.

NÃO ANDO AO LÉU,

SOU GUIADA:

MEU DESTINO É GRANDE,

É O PRÓPRIO DEUS !...

LOUVOR


SENHOR,

EU VOS LOUVO PELAS MÃOS CALEJADAS QUE TRABALHAM POR MIM !

PELO VENTRE QUE ME ABRIGOU, PELO SEIO QUE ME AMAMENTOU, PELAS MÃOS QUE ME GUIARAM, PELO AMOR QUE ME DEU A VIDA !

EU VOS LOUVO PELA PEDRAS NA ESTRADA,

PELO CARINHO DOS AMIGOS, PELA DÁDIVA DOS FILHOS, MESTRES E DISCÍPULOS. EU VOS LOUVO PELA ALEGRIA E PELA DOR ! EU VOS LOUVO, PAI, PELAS CIVILIZAÇÕES QUE NOS PRECEDERAM, E POR TODOS AQUELES QUE CRIARAM O QUE, HOJE, NOS FACILITA O EXISTIR !

EU VOS LOUVO, Ó MEU CRIADOR, PELA BELEZA DO UNIVERSO, QUE OS

OLHOS E OS OUVIDOS DOS ARTISTAS TÃO BEM NOS COMUNICAM,

ATRAVÉS DA ARGILA, DOS SONS, DAS CORES, DAS PALAVRAS !...

EU VOS LOUVO POR MEUS OLHOS QUE PODEM CONTEMPLAR VOSSAS MARAVILHAS;

POR MEUS OUVIDOS, QUE PODEM ENCANTAR-ME COM OS SONS;

POR MINHAS PERNAS, QUE ME TÊM LEVADO

POR TANTOS CAMINHOS; POR MINHAS MÃOS QUE TANTO TÊM

TRABALHADO, ABENÇOADO, ACOLHIDO, ACARICIADO ! POR MEU CORAÇÃO, QUE TANTO TEM AMADO !

PELA ENGRENAGEM EXTRAORDINÁRIA QUE É MEU CORPO, TEMPLO DO ESPÍRITO !

EU VOS LOUVO, SENHOR, PELAS CRIANÇAS, PELOS JOVENS, PELOS VELHOS, PELOS OPERÁRIOS PELAS LAVADEIRAS, PELOS CAMPONESES,

PELOS MISSIONÁRIOS, POR TODOA AQUELES QUE FAZEM, COM AMOR,

A VOSSA OBRA !

EU VOS LOUVO PELAS AVES DO CÉU, PELAS FLORES DO CAMPO, PELAS ÁGUAS DOS MARES, RIOS, RIACHOS E CASCATAS !

EU VOS LOUVO, SENHOR, POR TODA A CRIAÇÃO , QUE REFLETE,

COMO EM UM ESPELHO MULTIFACETADO,A VOSSA FACE, O VOSSO AMOR, A VOSSA BELEZA, A VOSSA MISERICÓRDIA !

AMÉM !

MEU GRITO


EU FUI, UM DIA,

UMA SEMENTE

QUE O AMOR

TRANSFORMOU

EM CRIATURA.

NUM PROCESSO,

ÀS VEZES LENTO,

OUTRAS FEBRIL,

VIREI GENTE

COMO OS OUTROS.

VIM AO MUNDO ASSIM:

NUA DE MALDADE,

FAMINTA DE PUREZA,

INDEFESA PARA A VIDA,

DEPENDENTE DE AMOR.

QUANDO NASCI,

LANCEI MEU GRITO

DE ESPERANÇA...

MAS, MUI CEDO, DESCOBRI

SER VERGONHOSA

A MINHA NUDEZ,

O AMOR UMA FRAQUEZA,

A ESPERANÇA UM DELITO...

ENCONTREI O HOMEM

SEPARADO ,

NUM MUNDO

ESTRATIFICADO ,

ONDE OS REBELDES

VIRAM PÁRIAS,

MEU SENHOR !

AMEI A VIDA

E RENEGUEI O MUNDO

E, EM TI,

BUSQUEI O MEU REFÚGIO.

E, DE TI, ESPERO OUVIR

O ECO DE MEU GRITO,

POIS A FOME DE MINH’ALMA

E A SEDE DE MEU SER

SÓ EM TI, SENHOR,

PODERÃO SER SACIADOS.

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO