BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

quarta-feira, 30 de junho de 2010

A PATOLOGIA DA AMBIÇÃO


A patologia da ambição

Todas as culturas e todas as religiões o condicionam a sentir-se negativo a respeito de si mesmo. Nenhuma pessoa é amada ou apreciada por ser ela mesma. Você é solicitado a provar se tem algum valor: ganhe medalhas de ouro nas competições esportivas, obtenha sucesso, dinheiro, poder, prestígio, respeitabilidade. Prove seu valor! Seu valor não é intrínseco; foi isso que lhe ensinaram. Seu valor tem de ser provado.

Daí resulta um grande antagonismo, um sentimento arraigado de que "não tenho valor do modo como sou - a não ser que se prove o contrário". Poucas pessoas podem triunfar neste mundo competitivo. Milhões e milhões estão competindo - quantas podem obter sucesso? Quantas podem se tornar presidentes e primeiros-ministros? Em um país de milhões de habitantes, só uma pessoa se tornará presidente, porém, bem no íntimo, todos anseiam pelo cargo. Milhões julgarão que não estão à altura das responsabilidades. Quantas pessoas podem se tornar grandes pintores? No entanto, qualquer pessoa tem algo para criar. Quantas podem se tornar grandes poetas, como Shakespeare, Milton ou Shelley? No entanto, toda pessoa tem uma veia poética em seu interior mais profundo; toda pessoa tem alguma poesia para transmitir ao mundo. Porém, quando ela se torna uma ambição, a ambição em si é anti-poética.

A idéia de sucesso o tortura. Esta é a maior calamidade que já aconteceu à humanidade: a idéia de sucesso, de que você tem de obter sucesso. E sucesso significa que você tem de competir, de lutar - por meios lícitos ou condenáveis, não importa. Quando obtém sucesso, tudo fica bem. O ponto-chave é o sucesso; mesmo se o alcançar por meios condenáveis, após obtê-lo, tudo o que fez é aceitável.

O sucesso altera a qualidade de todos os seus atos. O sucesso transforma meios ruins em meios bons. Portanto, a única pergunta é: como obter sucesso, como atingir o topo? E, naturalmente, muito poucas pessoas podem alcançar o topo. Se todos estão tentando chegar ao topo do Everest, quantas pessoas podem ficar lá? Não há muito espaço no pico; só uma pessoa pode permanecer lá com folga. Os milhões que também almejavam se sentirão fracassados e uma grande desesperança se instalará em seu espírito. Eles começarão a sentir-se negativos.

Esse é o tipo errado de educação. Essa assim chamada educação que lhe foi inculcada é totalmente perniciosa. Suas escolas e faculdades, suas universidades o estão envenenando. Estão tornando-o infeliz; são locais onde infernos são produzidos, porém de modo tão formoso que você nunca se conscientiza do que está acontecendo. O mundo todo tomou-se um inferno por causa da educação errada. Toda educação que se baseie na idéia de ambição criará o inferno na terra - e isso efetivamente ocorreu.

Todos estão sofrendo e se sentindo inferiores. Essa é uma situação realmente estranha. Ninguém é inferior e ninguém é superior, porque cada indivíduo é único - nenhuma comparação é possível. Você é simplesmente você, e não pode ser outra pessoa. E também não há necessidade. Não precisa tornar-se famoso, não precisa ser um sucesso aos olhos do mundo. Todas essas idéias são tolas.

Você só precisa ser criativo, carinhoso, consciente, meditativo... se sentir a poesia surgindo em seu interior, escreva-a para si mesma, para seu marido, para seus filhos, para seus amigos - e esqueça-se de tudo o mais! Cante sua canção e, se ninguém ouvi-la, cante-a sozinho e a aprecie! Dirija-se às árvores e elas o aplaudirão e o apreciarão. Ou fale com os pássaros e os animais e eles compreenderão muito mais que os seres humanos envenenados durante séculos e séculos com conceitos de vida errados.

A pessoa ambiciosa é patológica.

Você tem um sentimento negativo em relação a si mesmo porque o ensinaram a sentir-se assim. Seus pais agiram desse modo com você - essa é sua herança. Seus professores também se comportaram desse modo, tanto quanto seus líderes religiosos. Seus líderes políticos agiram assim com você - e um número tão grande de pessoas está procedendo desse modo que, naturalmente, você aceitou a idéia de que não tem valor, de que não tem significado ou valor intrínseco, que não tem nenhum significado próprio.
Os pais estão dizendo a seu filho: "Prove que você tem algum valor!". Ser, simplesmente ser, não é suficiente - é necessário fazer algo.

Toda a minha abordagem consiste em afirmar que ser contém um valor intrínseco. O fato de você apenas ser representa uma importante dádiva da existência; ao que mais você pode ansiar? Só respirar nessa existência maravilhosa constitui prova suficiente de que a existência o ama, de que ela precisa de VOCÊ, caso contrário você não estaria aqui. Você existe! A existência o fez nascer. Deve ter havido uma imensa necessidade e VOCÊ preencheu um vazio. Sem você a existência seria menor. E, quando digo isso, estou dizendo não somente para você: estou dizendo para as árvores, para os pássaros, para os animais, para os seixos na praia. Um único seixo a menos na imensa orla marítima e ela não seria a mesma. Uma única flor a menos e o universo sentiria falta dela.

Você precisa aprender que tem valor do modo como é. E não estou lhe ensinando a ser egoísta, ao contrário. Se você julga que tem valor do modo como é, também julgará que outras pessoas têm valor da maneira como são.

Aceite as pessoas como são; desista do “deveriam" e do "precisariam" - esses são conceitos inimigos. As pessoas estão adotando um número excessivo de "deveriam"; "faça isto e não faça aquilo!" Há tantos "faça" e “não-faça" que não se tem flexibilidade; a carga é muito pesada. Foram-lhe transmitidos tantos ideais e metas - ideais de perfeição -que você sempre julga não estar à altura. E os ideais são totalmente impossíveis de atingir. Você não consegue atingi-los; não há possibilidade de alcançá-los. Portanto, você nunca estará à altura.

Ser perfeccionista significa estar pronto para o divã do psiquiatra; ser perfeccionista é ser um neurótico. E a todos nós foi dito para sermos perfeitos.
A vida é maravilhosa em todas as suas imperfeições. Nada é perfeito. Permita-me lhe dizer: mesmo Deus não é perfeito - porque se Deus é perfeito então Friedrich Nietzsche está certo ao dizer que Deus está morto. Perfeição significa morte! Perfeição significa que não há possibilidade de crescimento adicional. Perfeição significa que tudo está terminado. Imperfeição significa a possibilidade de crescer. Imperfeição significa a excitação de novas pastagens, o êxtase, a aventura. Imperfeição significa que você está vivo, que a vida vai continuar.

A vida é eterna, portanto digo que a vida é eternamente imperfeita. Não há nada de errado em ser imperfeito. Aceite sua imperfeição e a idéia de ser negativo em relação a si mesmo desaparecerá. Aceite seu estado atual e não o compare com alguma perfeição futura, algum ideal futuro. Não pense em como você deveria ser! Essa é a raiz de toda patologia - desista disso. Você existe do modo como é hoje e amanhã pode ser diferente. Mas você não pode prever isso hoje e também não é necessário planejamento para que isso ocorra.

Viva este dia em toda sua beleza, em toda sua alegria, em toda sua dor, agonia, êxtase. Viva-o em sua totalidade - em sua obscuridade, em sua luz. Viva o ódio e viva o amor. Viva a irritação e a compaixão. Viva o que existe neste momento.
Minha abordagem não é a da perfeição, mas a da totalidade. Viva o momento que se encontra totalmente disponível para você e o próximo momento nascerá dele. Se esse momento tiver sido totalmente vivido, o próximo alcançará uma intensidade mais elevada de totalidade, um pico mais elevado de totalidade — pois de onde virá o próximo momento? Ele deve nascer deste momento. Esqueça tudo a respeito do futuro - o presente é suficiente.

Jesus diz: "Não pense no amanhã e olhe os lírios no campo! Como são belos. Mesmo Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles". E qual é o segredo dos lírios formosos? O segredo é simples: eles não pensam no amanhã, eles nada sabem sobre o futuro. O amanhã não existe. Este dia se basta; este momento se basta. E seu sentimento de negatividade a seu respeito desaparecerá.

Lembre-se: se você se sente negativo a seu próprio respeito, automaticamente se sentirá negativo a respeito das demais pessoas. Isso é um corolário necessário.
Ele tem de ser compreendido. A pessoa que tem um sentimento negativo a respeito de si mesma também não pode ser positiva a respeito dos outros, porque as falhas que identifica em si encontrará neles - na realidade, as ampliará nos outros. Ela se vingará. Seus pais o fizeram sentir-se negativo e você se vingará em seus filhos; você os tornará até mais negativos.

Desse modo a negatividade aumenta a cada geração. Cada geração torna-se cada vez mais patológica. Se as pessoas modernas estão sofrendo tanto psicologicamente, isso nada tem a ver com elas; isso apenas mostra que todo o passado foi errado. É a acumulação de todo o passado. A não ser que nos livremos de todo esse passado patológico e comecemos de novo, vivendo no presente, sem nenhuma idéia de perfeição, sem ideais, sem "deveríamos", sem mandamentos, a humanidade está condenada.

Todos se sentem negativos. Uma pessoa pode confessar, outra não. E quando uma pessoa sente-se negativa a seu respeito, ela se sente negativa em relação a tudo o mais. A atitude de uma pessoa torna-se negativa, um "não". E, se uma pessoa negativa for levada a uma roseira em flor, contará os espinhos em vez de olhar as rosas - ela não consegue vê-las. Não é capaz de olhar as flores. Simplesmente desprezará as rosas e contará os espinhos.

Se você está se sentindo negativo, então a totalidade da vida torna-se uma noite nua. Não há mais o raiar do dia, as manhãs nunca surgem. O sol só se põe, nunca nasce. Suas noites escuras nem sequer estão plenas de estrelas. O que você pode dizer a respeito das estrelas? Você nem sequer tem uma vela pequena.

A pessoa negativa vive na obscuridade, vive um tipo de morte. Ela morre lentamente. É isso que considera ser a vida. Ela prossegue se prejudicando de muitas maneiras; é autodestrutiva. E, naturalmente, quem entrar em contato com ela também será destruído. Uma mãe negativa destruirá a criança. O marido negativo destruirá a esposa; a esposa negativa destruirá o marido. Os pais negativos destruirão seus filhos; a professora negativa destruirá seus alunos.

É necessária uma nova humanidade que afirmará a vida, que amará a vida, que amará o amor, que amará essa existência tal como é, em primeiro lugar, que não exigirá ser perfeita, que celebrará a vida com todas as suas limitações. E você ficará surpreso – se você amar sua vida, a vida começará a abrir suas portas para você. Se você ama, mistérios lhe serão revelados, segredos lhe serão transmitidos. Se ama seu corpo, mais cedo ou mais tarde se tornará consciente da alma que reside nele. Se ama as árvores e as montanhas e os rios, mais cedo ou mais tarde verá as mãos invisíveis de Deus por trás de tudo. Sua assinatura encontra-se em cada folha. Você apenas precisa de olhos para enxergar - e apenas olhos positivos podem ver; olhos negativos não conseguem ver.

Aceite a si mesmo, caso contrário você se tornará um hipócrita. E o que é um hipócrita? A pessoa que diz uma coisa, acredita em outra e vive em situação oposta. Não reprima nada - nada em você é negativo. A existência é integralmente positiva. Expresse seus sentimentos interiores mais ocultos. Cante sua canção e não se preocupe com o que ela representa. Não espere que alguém a aplauda, pois não há necessidade. O próprio ato de cantar deve ser uma gratificação.

Se você deseja realmente viver, precisará de um "sim" profundo em seu coração. Só o "sim" lhe permite viver. Ele lhe proporciona alimento, lhe dá espaço para se locomover. Simplesmente observe -mesmo ao repetir a palavra "sim" algo começa a abrir-se em você. Diga "não" e algo se contrai. Diga não, repita o não e você estará se matando. Diga sim e se sentirá transbordante. Diga sim e estará pronto para amar, viver, existir.

Para mim cada indivíduo é soberbo e único. Não compare indivíduos; a comparação não é meu modo de agir, porque a comparação é sempre feia e violenta. Não direi que você é superior às outras pessoas, não direi que é inferior. Você é simplesmente você mesmo e é necessário do modo como é. E é incomparável - como são todas as demais pessoas.

Maria Elisete de Azevedo Welter

OS PÉS DO MUNDO



Os pés do mundo
São os pés de quem chora
De quem implora pela vida...
São os pés de quem vive sem viver!

Os pés do mundo
São os olhos de quem anda
De quem clama por um afeto...
São os olhos de quem ama e não vê!

Os pés do mundo
São as dores de uma criança
De quem acorda na bonança...
São as dores de um pequeno ser!

Os pés do mundo
São os sonhos do ser humano
De quem critica o desumano...
De quem sonha com o amanhecer!

Os pés do mundo
São os pés da humanidade
De quem clama por liberdade...
De quem vive e sabe viver!

Sirlley Jackeline

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO