BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

terça-feira, 29 de março de 2011

AS NOITES DA ALMA


A expressão “noites da alma” foi usada por São João da Cruz, um místico extraordinário. Ela me fascina, pois esclarece, com precisão, tempos turbulentos que todos nós vivemos com as dúvidas que todo ser pensante tem, assim como as tempestades que temos de enfrentar.
Devemos, entretanto, nos lembrar que somos um espírito imortal que vive provisoriamente em um corpo material.
Nosso corpo tem a mesma composição da terra. Daí a expressão: “sois pó e ao pó voltarás”. Somos uma soma de moléculas de carbono, hidrogênio, ferro, zinco, etc. Tanto que temos que repor, diariamente, todos esses elementos para que nossa matéria possa sobreviver. Porém, quando a “chama eterna” abandona o nosso corpo, nada mais somos materialmente. A vida é este sopro divino que habita em nós.
Portanto, as crises que todos enfrentamos, além de nos ajudar a crescer espiritualmente, nos leva a lidar melhor com a vida nesse plano. Saímos dela sempre fortalecidos.
Lembram-se que Jesus também teve suas “noites da alma”? Ele derramou lágrimas e suou sangue. E nós, pobres criaturas, em um processo difícil de evolução?...
Devemos, no entanto, nesses momentos, lembrar-nos que tudo é passageiro e a mudança é uma lei do Universo. Portanto, a dor vai passar, assim como as alegrias.
O “Eu Superior”, que vive em nós, é a nossa verdadeira essência. E ele é perfeito e saudável. Esta é a única verdade. O mais é ilusão. Estejamos, pois, em “noites da alma” tranquilos e certos de que o apoio
Divino não nos faltará e que temos, dentro de nós, uma força que, muitas vezes, desconhecemos.
Não pensem que vivo isso. Prego, mas sou humana e caio a todo momento. Eu me desespero, choro, coloco em desarmonia meu corpo, minha mente, meus “chacras”. Não sou hipócrita ao falar do caminho, como se eu fosse uma mestra. Eu sei da verdade, mas, tantas vezes, não
consigo colocar em prática aquilo em que acredito.
Vamos, sempre, pedir a Deus que não nos deixe prolongar essas “noites da alma” pela desarmonia à qual nos entregamos. Temos que buscar a força interior que mora em todos nós e vencer, com calma e tranqüilidade, esses tempos de noites sombrias.
Eu estou tentando aprender e desejo, de coração, que vocês possam também fazê-lo.

Maria Luiza

2 comentários:

  1. Luiza,

    linda reflexão.
    Sem deixar de lembrar que mesmo que fora da carne, levamos todas as experiências vividas aqui, tanto as boas como as más. Então, se usamos mal aqui as nossas possibilidades, a nossa consciência vai nos cobrar do outro lado. Então a paz ou a guerra que vivemos aqui continua do lado de lá, só que com a lucidez maior.

    Anjo amiga, beijo no coração!!!

    ResponderExcluir
  2. Desculpe o descuido, Maria Luiza. Eu estava te seguindo mesmo sem estar entre os seguidores. Coloquei o link do seu blog na minha lista (veja em "Letras que saíram deles" na parte lateral esquerda). Mas acabei esquecendo de clicar no seu "Seguir". Desculpe-me. Adoro seu blog. Beijinho.

    ResponderExcluir

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO