BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

sábado, 6 de agosto de 2011

ANTES DE TUDO, MULHER!



Mulher que conta o tempo a partir de então:
viro a ampulheta, deixo que os dias se escoem.
Eu os vivo, é certo, mais como uma obra em
desconstrução, dissolvendo-me, diluindo-me.

"Quem me vê assim cantando, não sabe nada de mim".

Algo assim, tão sem nexo,
a procura de um "eu"
que eu possa sê-lo.
Vou-me descosturando
com o passar dos anos,
sem deixar de coser os furos na manta
que mal cobre a minha nudez,
exposta tantas vezes
em carne viva em meus poemas.

Se eu fosse uma errante,
teria partido;
se eu fosse um trem,
estaria atrasada.

Como diz Dom Quixote:

"A mi solo faltó lo que a todos los desdichados sobra (...)
No hay memória a quiem el tiempo no acabe, nim dolor
que muerte no le consuma".

Sílvia Mendonça - Jornalista, escritora, do Peapaz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO