BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

sábado, 31 de dezembro de 2011

REFLEXÃO


"Renova-te.
Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado,
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro. Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo."


(Cecília Meireles)

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

O DECÁLOGO DA SERENIDADE


1- Só por hoje, tratarei de viver exclusivamente o dia de hoje, sem querer resolver os problemas da minha vida de uma só vez.


2- Só por hoje, terei o máximo cuidado com os meus atos; serei cortês nas minhas maneiras, não criticarei ninguém e nem pretenderei melhorar ou disciplinar ninguém, senão a mim mesmo.

3- Só por hoje, serei feliz na certeza de que fui criado para a felicidade não só no outro mundo, mas neste também.

4- Só por hoje, me adaptarei às circunstâncias, sem pretender que elas se adaptem a todos os meus desejos.

5- Só por hoje, dedicarei dez minutos do meu tempo a uma boa leitura, recordando que, assim como o alimento é necessário para a vida do corpo, a boa leitura é necessária para a vida da alma.
6- Só por hoje, farei uma boa ação e não direi a ninguém.

7- Só por hoje, farei pelo menos uma coisa que não desejo fazer e se me sentir ofendido nos meus sentimentos, procurarei que ninguém o saiba.


8- Só por hoje, farei para mim um programa detalhado; talvez não o cumpra integralmente, mas ao menos o escreverei. E me guardarei de duas calamidades: a pressa e a indecisão.

9- Só por hoje, acreditarei firmemente que, embora as circunstâncias demonstrem o contrário, a boa providência de Deus se ocupa de mim como se não existisse mais ninguém no mundo.

10- Só por hoje, não terei temores. De modo particular, não terei medo de gozar ... o que é belo e de crer na bondade.

Escrito em 1960, pelo PAPA BOM (Ângelo Giusepp Roncalli, o Papa João XXIII)

PENSAMENTO DO DIA



Lembra-te de que a vida é curta. Enquanto ela durar, esforça-te por adquirir o que vieste procurar neste mundo: o verdadeiro aperfeiçoamento. Possa teu ser espiritual daqui sair melhor e mais puro do que quando entrou!
Acautela-te das armadilhas da carne; reflete que a Terra é um campo de batalha onde a alma é a todo o momento assaltada pela matéria e pelos sentidos. Luta corajosamente contra as paixões vis; luta pelo espírito e pelo coração; corrige teus defeitos, adoça teu caráter, fortifica tua vontade. Eleva-te, pelo pensamento, acima das vulgaridades terrestres; dilata as tuas aspirações sobre o céu luminoso.

LÉON DENIS

CHICO XAVIER E SUAS OBRAS



Francisco Cândido Xavier, mais conhecido por Chico Xavier, considerado o médium do século e o maior psicógrafo de todos os tempos, nasceu em Pedro Leopoldo, pequena cidade do estado de Minas Gerais, Brasil, no dia 2 de Abril de 1910.

Filho de um operário pobre e inculto, João Cândido Xavier, e de uma lavadeira chamada Maria João de Deus, falecida em 1915, quando o filhinho contava apenas com 5 anos de idade. Na altura tinha mais 8 irmãos, tendo todos sido distribuídos por vários familiares e pessoas amigas. Como órfão de mãe em tenra idade, sofreu muito em casa de pessoas de precária sensibilidade.

Aos nove anos seu pai, já casado novamente, empregou-o como aprendiz numa indústria de fiação e tecelagem. De manhã, até às 11 horas, freqüentava a escola primária pública, depois trabalhava na fábrica até às 2 horas da madrugada. Aprendeu mal a ler e a escrever. Quando concluiu o pequeno curso da escola pública empregou-se como caixeiro numa loja e mais tarde como ajudante de cozinha e café.

Em 1933 o Dr. Rômulo Joviano, administrado da Fazenda Modelo do Ministério da Agricultura, em Pedro Leopoldo, deu ao Jovem Xavier uma modesta função na Fazenda e lá se tornou um pequeno funcionário público em 1935, tendo trabalhado consecutivamente até finais dos anos cinqüenta, altura em que foi aposentado por invalidez (doença incurável nos olhos), com a categoria de escrevente datilógrafo . Não podemos deixar de registrar, sob pena de cometermos grave omissão, que durante as décadas que esteve ao serviço do Ministério da Agricultura, jamais — não obstante a sua precária saúde e trabalho doutrinário, fora das horas de serviço — deu uma única falta ou gozou qualquer tipo de licença, conforme documentos facultados pelo M. A. Em finais da mesma década de cinqüenta, vai residir em Uberaba – MG, por motivos de saúde e a conselho médico, onde permanece até hoje e apenas com a sua magra reforma (aposentadoria).
As suas faculdades mediúnicas são extraordinárias, Sua mediunidade (capacidade natural de ser intermediário entre o plano material e o plano espiritual) manifestou-se, quando tinha 4 anos de idade, pela clarividência e clariaudiência, pois via e ouvia os Espíritos e conversava com eles sem a mínima suspeita de que não fossem homens normais do nosso mundo. Já como jovem e depois como adulto, muitas vezes não diferencia de imediato os homens dos Espíritos. Aos 5 anos, já órfão de mãe, esta manifestou-se várias vezes junto dele encorajando-o e dizendo-lhe que não poderia ir para casa porque estava em tratamento, mas que enviaria um bom anjo que juntaria novamente a família. Esse bom anjo foi a D. Cidália, a segunda esposa de João Xavier, que para casar com o seu pai fez questão de reunir todos os filhos do primeiro casamento e lhe daria depois mais cinco irmãos.
Quando tinha 17 anos, fundou-se o grupo espírita Luiz Gonzaga , onde rapidamente desenvolveu a psicografia, isto é, a faculdade de escrever mensagens dos Espíritos. Época em que se desligaria da Igreja Católica onde deu os primeiros passos na espiritualidade, mas onde não encontrava explicação para os fenômenos que se passavam com ele, designadamente a perseguição de espíritos inferiores de que era alvo. O padre que o ouvia nas confissões foi um conselheiro, um verdadeiro pai e não o dissuadiu do caminho que iniciou no Espiritismo, mas abençoou-o e nunca deixou de ser seu amigo.
No centro espírita começou a psicografar poemas notáveis de famosos poetas mortos, num nível literário tão elevado que os próprios companheiros do grupo não conseguiam atingir integralmente o seu conteúdo. Muitos desses poetas eram totalmente desconhecidos do meio, nomeadamente alguns portugueses: António Nobre, Antero de Quental, Guerra Junqueira e João de Deus. A 9 de Julho de 1932, seria publicada a célebre PARNASO DE ALÉM-TÚMULO , a sua primeira obra psicografada que iria abalar os meios intelectuais do Brasil e tornar conhecida a pacata Pedro Leopoldo.

O estilo dos 56 poetas mortos, entre os quais vários portugueses, era precisamente idêntico ao estilo dos mesmos enquanto vivos, informavam os literatos das academias e universidades dos grandes centros culturais do Brasil, embora não soubessem explicar o fenômeno. Seria o início da sua imponente obra mediúnica que hoje já ultrapassa os 350 livros.

Bastava apenas um desses livros para constituir um roteiro seguro para o homem na Terra rumo à sua alforria, à sua felicidade. Seus ensinamentos revivem plenamente o Evangelho de Jesus e as lições do Consolador que Kardec — o discípulo fiel de Jesus — nos legou com tanto sacrifício e renúncia.
Mais de mil entidades espirituais nos deram informações através das suas abençoadas mãos, provando à saciedade a imortalidade do Espírito e a sua comunicabilidade com os homens. Mas falar de Chico Xavier é falar de EMMANUEL que indelevelmente estará ligado à sua missão. Esse venerando Espírito é o seu protetor espiritual e manifestou-se-lhe pela primeira vez de forma ostensiva em 1931, acompanhado-o desde então até hoje. A respeito desse Benfeitor espiritual nos diz o próprio médium:

Lembro-me de que num dos primeiros contactos comigo, ele me preveniu que pretendia trabalhar ao meu lado, por tempo longo, mas que eu deveria, acima de tudo, procurar os ensinamentos de Jesus e as lições de Allan Kardec e disse mais que, se um dia, ele, Emmanuel, algo me aconselhasse que não estivesse de acordo com as palavras de Jesus e Kardec, que eu devia permanecer com Jesus e Kardec, procurando esquece-lo.

Emmanuel propõe ainda ao jovem Xavier mais três condições para com ele trabalhar: 1ª condição, DISCIPLINA 2ª condição, DISCIPLINA, 3ª condição, DISCIPLINA.

Entre as muitas dezenas de obras mediúnicas de Emmanuel, destacamos os cinco documentos históricos, retirados dos arquivos do plano espiritual, que constituem autênticas obras primas de literatura, e que nos mostram o nascimento do cristianismo e a sua paulatina adulteração logo nos primeiros séculos da era. São os romances mediúnicos baseados em fatos verídicos: HÁ 2000 ANOS … (a autobiografia de Emmanuel, a história do orgulhoso senador romano Publico Lentulus), 50 ANOS DEPOIS , AVE, CRISTO , RENÚNCIA e PAULO E ESTEVÃO (a história de um coração extraordinário, que se levantou das lutas humanas para seguir os passos do Mestre, num esforço incessante ). Esta última obra, de 553 paginas, por si só justificaria a missão mediúnica de Chico Xavier, segundo o erudito J. Herculano Pires.

Em 1943 começara a utilizar a mediunidade do abnegado médium uma nova entidade espiritual que assinará as suas mensagens com o nome André Luiz. Quem não conhece, mesmo aqui em Portugal, a quadra:

Não se irrite. SORRIA Não critique. AUXILIE Não grite. CONVERSE Não acuse. AMPARE

André Luiz é o pseudônimo utilizado por um espírito que foi médico e cientista na sua última existência e que desencarnou numa clínica do Rio de Janeiro pelo início da década de trinta. É considerado o verdadeiro repórter de além-túmulo. Relata-nos numa séria de 11 livros a experiência do seu pensamento, as dificuldades iniciais, o reencontro com familiares e conhecidos que o precederam na partida para o plano espiritual a observação e as expedições de estudo junto de Espíritos de elevada evolução. Esses relatos começam com o já célebre, livro NOSSO LAR (nome duma cidade do plano espiritual), hoje traduzido em vários idiomas, entre eles o Japonês e o Esperanto e que já vai na 40ª edição em Português, com 800.000 exemplares editados até hoje. Obra que também iria causar e ainda causa uma certa polemica. Nessa série de reportagens a alma humana é profundamente escalpelizada, e onde se confirma na prática os ensinamentos que Jesus nos legou há dois milênios atrás e que Kardec relembra e amplia tão bem sob orientação do Espírito de Verdade. Um dia, no futuro, os médicos, os psicólogos, os sociólogos, etc., ficarão admirados pela sabedoria neles contida, que já no século XX se encontrava no Planeta, apontando diretrizes segura para a felicidade e paz entre os homens.

A obra monumental de Chico Xavier que se considera, segundo suas próprias palavras: um servidor humilde — humilde no sentido da desvalia pessoal , jamais serviu para beneficiar materialmente a sua pessoa. Todos os direitos autorais foram cedidos graciosamente a instituições espíritas, nomeadamente à Federação Espírita Brasileira, e a instituições de solidariedade social. Quando as autoridades públicas lhe concedem títulos de cidadania (mais de cem já lhe foram concedidos) diz que o mérito não é para ela mas para os Espíritos e sobretudo para a Doutrina Espírita que revive os ensinamentos de Jesus na sua plenitude e que ele não passa de um poste obscuro para a colocação do aviso de que a Doutrina Espírita foi premiada com essas considerações públicas .

Há que registrar também que várias centenas de instituições de solidariedade social forma criadas e inspiradas no seu exemplo e obra: orfanatos, escolas para os pobres, lares de deficientes, sopas dos pobres, campanhas do quilo, ambulatórios médicos, alfabetização de adultos, bibliotecas, etc., etc.

Antes de encerrarmos estas notas gostaríamos de registrar ainda o seu ponto de vista em relação às outras doutrinas, filosofias e ideologias, aliás que são o do próprio Espiritismo, mas passemos-lhe novamente a palavra:

Nosso amigo espiritual, Emmanuel, nos aconselha a respeitar crenças, preconceitos, pontos de vista e normas de quaisquer criaturas que não pensem como nós, mas adverte-nos que temos deveres intransferíveis para com a Doutrina Espírita e que precisamos guardar-lhe a limpidez e a simplicidade com dedicação sem intransigências e zelo sem fanatismo .

Estes são alguns dos traços biográficos desse abnegado bem-feitor que renunciou a tudo para que o mundo seja um pouco melhor e que dá pelo nome simples de Chico Xavier.

Norma Villares do blog Sem fronteiras para o Sagrado

Fonte:

1. - www.batuiranet.com.br/.../

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

CONTRASTE



Graciosa é a manhã que me desperta em teu abraço.
Teu hálito em meu rosto guarda o aroma
do amor derramado.

O desejo perfilando por entre as ramificações nervosas
Remete ao cérebro a lembrança da saciedade
Vivida por nossos corpos.

O ar desnuda a música criada pelo ritmo
Das palavras excitantes e amorosas
Sussurradas nos ouvidos.

E este conto de vida que dispensa as fadas
Traz suas marcas impressas
em nossos sentidos.

O amor quer eternizar suas delícias
Mas a morte sempre espreita
nas entrelinhas da vida.

A perda faz parte da nossa temporalidade...
Mas a lembrança é divina e pode
Reter em si a eternidade!


Gi Neves, do blog Retalhos do Tempo

MENSAGEM


CONFIE SEMPRE Não percas a tua fé entre as sombras do mundo. Ainda Que Os Teus pés estejam sangrando, segue para a frente, erguendo-a por luz celeste, acima De ti mesmo. Crê e trabalha. Esforça-te no bem e espera Com paciência. Tudo passa e tudo se renova na terra, mas o que vem do céu permanecerá. De todos os infelizes os mais desditosos são os que perderam a confiança Em Deus e em si mesmo, porque o maior infortúnio é sofrer a privação Da fé e prosseguir vivendo. Eleva, pois, o teu olhar e caminha. Luta e serve. Aprende e adianta-te. Brilha a alvorada além da noite. Hoje, é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguilhoando-te com a aflição ou ameaçando-te com a morte. Não te esqueças, porém, de que amanhã será outro dia.

Chico Xavier

CANÇÃO DA NOITE


Tão breve passou o tempo
ao longo da longa vida,
- brisa voluteando
por serranias de sonhos,
e por campinas de amores.
Chorando horas perdidas
nas contexturas inúteis,
sobre planícies de luz,
dissipando desencontros
no amor que se traduz.
A experiência crescia,
o pensamento alteava-se,
chama intensa... amor... cansaço...
Célere correu o tempo
e a brisa se desmanchando
no corpo pálido ... lasso...

Yvonne Silveira

VESTIDA DE INFINITO


Tenho veias que explodem
Um coração que pulsa forte
Na cabeça apenas versos
As mãos sempre estendidas
Pés cansados, mas cheios de chegada
E no peito Amor...
Em mim escorre esperança
Meus dias são longos, redondos
Meu amanhã descansa na sacada
Atravessando todas as verdades
E caindo ,sempre, no Amor...
Minhas lágrimas não secam
Meus risos despencam das árvores
O silêncio em mim nunca adormece
E os passos que ouço saltitam
Os choros que nascem ecoam
E se transformam em Amor...
Minhas asas não cansam
Permanecem em vOos azuis, azuis
Olhando os seres celestes que descansam
E aguardam o acordar risonho
De uma lua vermelha, enorme,
Alimentada por Amor...
Meu corpo por vezes estremece
Ao viver um doce poema
Transmitindo algo que não explica,
Mas adentra nas minhas entranhas
Que, sozinhas, renascem brancas
E o que leio se transforma
Em amor...
E a tristeza nunca me vence
Diante da arte, perto daquele Todo
Por mais que tente
Qualquer Nunca
Nem esbarra
No meu Sempre...

Amor...

Ka Santos




terça-feira, 27 de dezembro de 2011

SETE DICAS VALIOSAS PARA UM 2012 DE MUITA PAZ



A inquietação e a ansiedade humana nos leva a buscar e desejar inúmeras realizações em todos os campos da vida: financeiro, profissional, amoroso e saúde física. No fundo acreditamos que ao concretizarmos esses objetivos finalmente nos sentiremos completos. E o que significa essa completude mas profundamente? Significa nos sentirmos em paz, sem ansiedade.
Entretanto, os mais experientes já devem ter percebido que há uma ilusão nesse processo. Concretizamos novos objetivos (aumento da renda, novo apartamento, novo relacionamento, ter um filho e etc.), temos uma sensação inicial de bem estar, mas é passageira. Logo vem novamente a ansiedade e então iremos buscar mais coisas e realizações para que finalmente possamos nos sentir completos.
Quando vivemos dessa forma, a felicidade e a paz interior estão sempre no futuro. O agora, que é a única realidade que existe, tem apenas breves momentos de alívio. Depositamos as expectativas no futuro, que não existe, e deixamos de viver em paz no agora.
Como assim "o futuro não existe?". Alguém pode questionar isso. O futuro existe apenas em forma de pensamentos que geramos. É apenas uma imagem mental ou um punhado de pensamentos. Você já conseguiu chegar no futuro? Nunca. Toda a vez que ele chega, ele é vivido como o agora, que é a única realidade que existe.
Alguns demoram a perceber que viver dessa forma serve apenas para alimentar a ansiedade. O ego vive dessa maneira sempre no futuro e fugindo do agora.Quando ficamos em paz no presente, os objetivos se concretizam com muito mais facilidade. Só que o ego inverte a ordem das coisas querendo que os objetivos nos tragam paz.

Primeira dica: Decida que a paz interior é o que é mais importante para sua vida. Afirme pra você mesmo: "Me sentir em paz é o que mais importa pra mim, eu escolho a paz interior". Repita essa frase muitas e muitas vezes até que essa idéia se torne parte do seu ser, se refletindo nos seus pensamentos e ações.

Se a paz interior é o mais importante para a sua vida, você irá escolher viver o agora, pois viver no futuro e ficar em paz é incompatível. Sim, você poderá fazer o planejamento para atingir um objetivo. Poderá pensar no futuro para concretizar algo, mas assim que terminar de planejar, você voltará ao presente. Gradualmente você viverá a ordem natural das coisas: viver o agora a maior parte do tempo e fazer breves visitas ao futuro por meio dos seus pensamentos.

Segunda dica: A segunda dica para ficar em paz é aceitar cada momento que surge do jeito que ele é. Indubitavelmente muitos momentos se apresentarão de uma forma que você não deseja. Observe a sua reação. Você sente a contrariedade tomar conta de você? Lembre-se novamente da afirmação: "Me sentir em paz é o que mais importa, eu escolho a paz interior". Você pode ainda completar: "Eu escolho a aceitação". Aceite o agora como ele se apresenta.

Favor não confundir aceitação com conformismo, inoperância ou falta de atitude. Se é possível fazer algo para mudar a situação para melhor, faça. Mas escolha se sentir em paz primeiro e depois aja. Agindo dessa forma suas ações serão muito mais eficazes. Não condicione o seu bem estar a resolução da situação. E caso não seja mesmo possível fazer nada para mudar, apenas aceite total e incondicionalmente e fique em paz. Aceitar significa não criar uma resistência interior aquilo que já é. Brigar com aquilo que já é, é insanidade, coisa do ego.

A mente egóica irá tentar convencê-lo a brigar mentalmente com a situação tirando a sua tranquilidade. Fique atento, observe, e não dê energia a esses pensamentos. A repetição das afirmações de paz irá ajudá-lo a manter-se firme no seu propósito.

Terceira dica: Tenha muita paciência com você mesmo. Viver no agora e praticar a aceitação exige treino. A mente vem sendo condicionada há muitas gerações a funcionar de determinada maneira. O impulso da não aceitação e de viver no futuro será forte no início. Mas, gradativamente, com persistência e paciência o padrão vai mudando. Vale a pena insistir.

Quarta dica: Pare de reclamar de qualquer coisa que seja: governo, marido, filhos, fila do banco, engarrafamento, impostos, funcionários, de você mesmo, dos homens, das mulheres, do seu corpo... A reclamação é a manifestação mais clara da não aceitação. Qual é a sensação interior que surge quando começamos a reclamar? É algo agradável? Traz paz interior? Claro que não. Do ponto de vista prático, reclamar não muda em nada a situação e nos faz sentir mal.

Um esclarecimento. Parar de reclamar não significa ficar cego ou deixar de reconhecer o mal funcionamento de alguma coisa e as atitudes negativas de alguém. Continuamos vendo tudo, mas sem gerarmos a negatividade no nosso interior que apenas nos prejudica. Podemos ainda tomar atitudes caso esteja a nosso alcance. Mas primeiro lembre-se que ficar em paz é seu maior objetivo, e depois aja.

Quinta dica: Afasta-se cada vez mais do noticiário da televisão, jornais, revista e internet. Muita ansiedade, pessimismo, medo e outros sentimentos são causados ou alimentados pela pesada carga de negatividade que as pessoas absorvem diariamente. As pessoas e a sua própria mente tentarão convencê-lo de que é preciso estar informado para não ficar "alienado". Mas o que observamos é que cada vez mais as pessoas ficam alienadas por consumirem informação demais. Se tornam negativas e cheias de crenças limitantes, mas pensam que são pessoas realistas e bem informadas.

Sexta dica: Busque auto conhecimento e ferramentas que podem ajudá-lo. Existem inúmeras técnicas e tratamentos: Pratique EFT (manual gratuito no meu site), pratique Ho'oponopono (técnica de cura havaiana, manual gratuito no site www.hooponopono.ws ), use florais, receba Reiki, pratique meditação, receba massagem, pratique alguma forma de arte (dançar, pintar, cantar...), invista em cursos de auto conhecimento, invista em trabalhos terapêuticos, e etc...

Sétima dica: Observe a sua mente tentando tirar a sua paz interior. É apenas um velho condicionamento. De repente você se pega relembrando de uma situação do passado e dizendo "eu deveria ter feito isso e aquilo", "foi muito desrespeito de fulano", "quem ele pensa que é". As vezes surgem lembranças de situações desagradáveis do passado e as alimentamos de forma automática com comentários e pensamentos. E outras vezes surgem discussões mentais que nem houveram. Imaginamos o que deveríamos ter dito e também coisas que e o outro nem disse, mas que supomos que ele deve ter pensado. É muita viagem mental. Mais uma vez, ao se dar conta desses pensamentos, tenha muita paciência com você mesmo. Aceite-os e procure não dar mais energia pra eles. As frases de paz interior o ajudarão novamente a manter o foco. Pratique o perdão. A EFT pode ajudar muito.

E por falar em perdão, quem quiser aprender sobre esse tema mais profundamente e como usar a EFT de forma eficaz, estarei ministrando Cursos de EFT e o Perdão nas seguintes cidades:

São Paulo - 07 e 08 de janeiro de 2012 - veja valores, conteudo, local e etc. acessando:
http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=40

Rio de Janeiro - 14 e 15 de janeiro de 2012 - - veja valores, conteúdo, local e etc. acessando:
http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=41
MiniCurso de EFT em São Paulo em 05/01
http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=35



Andre Lima - www.eftbr.com.br

81-8721-2534

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

PRESENTES QUE NÃO CUSTAM DINHEIRO


Presente de Escutar -Você realmente deve escutar. Nada de interromper, nada de sonhar acordado, nada de planejar sua resposta. Apenas escute com interesse, afeto e atenção!

O Presente do Afeto - Seja generoso com abraços e beijos, tapinhas nas costas e aperto de mãos na hora certa. Deixe estas pequenas atitudes demonstrarem o amor que você tem.

O Presente da Risada - Recorte desenhos. Compartilhe artigos e histórias engraçadas. Seu presente vai dizer "eu adoro rir com você."

O Presente de um E-mail - Pode ser um simples "Obrigado pela ajuda" ou um soneto inteiro. Um bilhete, mesmo pequeno, manuscrito, pode ser lembrado por toda a vida, e pode até mudar uma vida. Diga do seu amor, gratidão por algo específico que a outra pessoa fez ou simplesmente por sua amizade.

O Presente de um Elogio-Incentivador - Um simples e sincero, "Você fica muito bem de vermelho...", "Você fez um excelente trabalho." ou "A comida estava maravilhosa!" pode tornar o dia de alguém melhor, muito melhor.

O Presente de um Favor - Freqüentemente, saia da rotina e faça alguma coisa gentil. Telefone para perguntar como vai, passe por lá para deixar um abraço.

O Presente da Solidão - Há momentos quando não queremos nada além de ficar sozinhos. Seja sensível a esses momentos e dê o presente da solidão respeitando o amigo como pessoa sem, entretanto, deixar dúvidas quanto ao seu apoio incondicional.

O Presente da Disposição Alegre - O caminho mais fácil para nos sentirmos bem é dizer uma palavra amorosa a alguém. De fato, não é tão difícil assim dizer, "Olá!" ou "Muito Obrigado."






DESEJOS


"Para você, desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.
Para você, desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir,
Todas as músicas que puder emocionar.
Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas, mas nada seria suficiente para
Repassar o que realmente desejo a você. Então, desejo apenas que
você tenha muitos desejos. Desejos grandes, que eles possam te mover
a cada minuto ao rumo da sua FELICIDADE! Feliz Vida Nova!"

(Carlos Drummond de Andrade)

PENSAMENTO DO DIA


Há quem diga que todas as noites são de sonhos.
Mas há também quem diga nem todas, só as de verão.
Mas no fundo isso não tem muita importância.
O que interessa mesmo não são as noites em si, são os sonhos (…)

(Shakespeare)

domingo, 25 de dezembro de 2011

TÁBUA DE SALVAÇÃO? tÁBUA DE PERDIÇÃO




Eis a última cena: então a pessoa está se debatendo inutilmente, a água está entrando pela boca e pelas narinas e queimando-lhe os pulmões como fogo. E eis que, heróicamente, surge você como por encanto pula naquelas águas revoltas e agarra-se à pessoa que está-se afogando, procurando levá-la para a segurança da margem. Mas o desespero toma conta dela e ela se abraça a você firmemente, imobilizando-lhe os seus braços salvadores, enroscando-se em voce, levando os dois inexoravelmente para o fundo e para um dramático afogamento a dois! Um morre pelo desespero. Você, pela sua incauticidade.

Nas crises emocionais e existenciais também se vê a mesma cena: uma pessoa amiga, desesperada, afogando-se em seu desespero existencial , geralmente por problemas afetivos mal resolvidos , e lá chega a sua incauta alminha salvadora com seus aconselhamentos, com suas atitudes carinhosas de apego e solidariedade irrestrita , envolvendo e enrodilhando-se os dois numa trama sem saída que vai levá-los conjuntamente à asfixia emocional. Um quer se salvar ; você quer porque quer salvá-lo. Mas dois sacos vazios não ficam em pé. E assim, na mais completa miséria afetiva, ele te suga o melhor de você e de sua vida pois vê em você a tábua da salvação da sua agonia - afinal, navio que está afundando atraca em qualquer porto. E, nesta asfixia sentimental, porosmose você torna-se vítima de um estranho sentimento de carência existencial que antes era da outra pessoa mas veio a impregnar a sua alma , desprotegida e despreparada para um envolvimento que você não queria mas está aí posto, de tal monta enraizado que você não consegue mais desapegar-se : você já está tendo agora um caso sério em sua vida. Como um fanático religioso que deixa de viver a sua vida para se entregar integralmente a uma religiosidade doentia, seu propósito na salvação do outrem é de tal forma que os seus outros relacionamentos afetivos ficam descuidados e em plano secundário. Passam a ser negligenciados e desprezados por você que geralmente acaba também só e com a cara abismada pois é assim que começam as histórias de um amor adoecido e é assim que acabam : ambos afogados na dor inexplicável da carência emocional que não pode nunca ser chamada de amor . Atitudes gratuitas e impensadas cobram muito caro da gente... pois arranham nossos corações e levam a nossa PAZ . Perdidamente para as profundezas abissais de nós mesmos!Afogados em nós mesmos... e afundados nos divãs agradecidos dos psicanalistas freudianos .

nelson antonio, médico de almas



sábado, 24 de dezembro de 2011

MOTIVO DA ROSA



Não te aflijas com a pétala que voa:
também é ser, deixar de ser assim.

Rosas verá, só de cinzas franzida,
mortas, intactas pelo teu jardim.


Eu deixo aroma até nos meus espinhos
ao longe, o vento vai falando de mim.


E por perder-me é que vão me lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.

Cecília Meireles

REFLEXÃO


Quando 2011 começou, ele era todo seu. Foi colocado em suas mãos...
Você podia fazer dele o que quisesse...
Era como um Livro em branco, e nele você podia colocar um poema, um
pesadelo, uma blasfêmia, uma oração. Podia...
Hoje não pode mais; já não é seu.
É um livro já escrito... concluído.
Como um livro que tivesse sido escrito por você, ele um dia lhe será
lido, com todos os detalhes, e você não poderá corrigi-lo.
Estará fora de seu alcance.
Portanto, antes que 2011 termine, reflita, tome seu velho livro e o
folheie com cuidado. Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e
pela consciência; faça o exercí­cio de ler a você mesmo. Leia tudo...
Aprecie aquelas páginas de sua vida em que você usou seu melhor
estilo. Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito. Não,
não tente arrancá-las. Seria inútil. Já estão escritas.Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que lhe será entregue. Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu, e evitar repetir as ruins.
Para escrever o seu novo livro, você contará novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terá para preencher toda a imensa superficie do seu mundo.
Se tiver vontade de beijar seu velho livro, beije-o. Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e, a seguir, coloque-o nas mãos do Criador.
Não importa como esteja...
Ainda que tenha páginas negras, entregue e diga apenas duas palavras:
Obrigado e Perdão!!!
E, quando 2012 chegar, lhe será entregue outro livro, novo, limpo,
branco, todo seu, no qual você irá escrever o que desejar...

Desconheço autoria



PENSAMENTO DO DIA


Se as coisas são inatingíveis... Ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora a presença distante das estrelas!


(Mário Quintana)

PRECE PANTEÍSTA


Rio que ides rolando para o mar
Triturai o meu pranto às vossas águas!
Levai convosco as minhas grandes mágoas
para que assim eu cesse de implorar.

E vós, ó vento forte a remoinhar
tomai da minha vida as duras fráguas.
Já que passais do rio sobre as águas,
ide na frente a minha dor levar!

E as respeitáveis árvores frondentes
nossas irmãs, iguais aos outros entes
que São Francisco amou, nos dando o exemplo?

Pássaros que voais pelas alturas
falai a Deus das minhas amarguras,
já que ficais mais perto do Seu Templo!

Olyntho Alves da Silveira

HÁ UM PRESÉPIO NO BARRACO DO VIZINHO...



O velho ermitão andarilho,
Que a vida inteira caminha,
Sentado agora à entrada de sua tenda,
Ruminando um refrão do Profeta Isaias,
Circunspecto medita...

“No alto, morada santa e sublime ocupo,
“Na terra, a casa dos humildes e oprimidos habito,” Is 57,15

De súbito,
Ledo descobre o ermitão
Que o tão esperado “Menino”
Se arrancha no barraco ao lado,
Onde mora o casal de pobres vizinhos.

Lá dentro,
Afirma o sábio ermitão,
Numa manjedoura,
Preguiçoso o Menino ressona
E assim repousando espera
Que alegres, depressa, venham
Com Ele se entreter.

Romildo Ernesto Leitão Mendes

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

PENSAMENTO DO DIA


"Em uma época em que os desejos duram o tempo de uma estação, amar virou coisa de gente corajosa."

Fernanda Mello

FELIZ NATAL E UM MARAVILHOSO 2012


O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho.
É viver cada momento e construir a felicidade aqui e agora. Claro que a vida prega peça.
O bolo não cresce, o pneu fura, chove demais, perdemos pessoas que amamos...
Mas, pensa só:
Tem graça viver sem rir de gargalhar, pelo menos uma vez ao dia?
Tem sentido estragar o dia por causa de uma discussão na ida pro trabalho?
Eu quero viver bem...E você? 2011 foi um ano cheio de coisas boas, mas também de problemas, desilusões, tristezas e perdas, reencontros... (hum...)
Normal... 2012 não vai ser diferente.
Muda o século, o milênio muda, mas o Homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas, e aí?
Fazer o quê? Acabar com seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança?
O que eu desejo pra todos nós é sabedoria. E que todos nós saibamos transformar tudo em uma boa experiência.
O nosso desejo não se realizou?
Beleza... Não estava na hora, não deveria ser a melhor coisa para esse momento (me lembro sempre de uma frase que ouvi e adoro:
"cuidado com seus sonhos e desejos, eles podem se tornar realidade").
Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do ser humano...
Mas,se a gente se entender e permitir olhar o outro e o mundo com generosidade,as coisas ficam diferentes. Desejo para todo mundo esse olhar especial!
2012 pode ser um ano especial, se nosso olhar for diferente.
Pode ser muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmos e dermos a volta nisso.
Somos fracos, mas podemos melhorar.. Somos egoístas, mas podemos entender o outro.
2012 pode ser o máximo, maravilhoso, lindo, especial!
Depende de mim... De você.
Pode ser... E que seja!'

(Arnaldo Jabor)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A DIDÁTICA DE JESUS


Ensinar é um ato de amor. Os profissionais que se dedicam à transmissão de conhecimentos e o fazem com amor, salvam almas.

Resgatam espíritos das furnas da ignorância, das trevas em que se colocaram pelas vibrações ruins que carregam.

Instruir significa iluminar. Fomentar a auto-iluminação, que reflete conhecimento e aplicação das leis de Deus. “Fazei resplandecer vossa luz”, recomendava Jesus.

Segundo o dicionário Aurélio, a didática é “a técnica de dirigir e orientar a aprendizagem”. Tecnicamente, ela reflete a organização do conhecimento com o objetivo de transmiti-lo. É de
suma importância essa noção, pois a forma de transmissão do conhecimento é tão
importante quanto o conhecimento em si.

Como em todas as áreas do conhecimento, Jesus era mestre nessa transmissão.

Em determinadas circunstâncias, usava de parábolas e comparações para exemplificar conceitos, aplicando assim o Evangelho ao cotidiano.A parábola do “Bom Samaritano”,
“Festim de Núpcias”, “O Semeador” são exemplos dessa ferramenta usada pelo
Cristo.

Essa ferramenta era usada quando a questão principal do ensinamento era demasiada “alta” para os padrões de entendimento da época. As comparações ajudavam, pela praticidade dos exemplos.

Em outros momentos, Ele falava de forma clara a literal. São os princípios mais importantes de Sua doutrina, os que são citados textualmente. Vejamos alguns exemplos:

· “Amai à Deus acima de todas as coisas, e a teu próximo como a ti mesmo. Eis ai toda a Lei e os profetas”. Nessa passagem, Jesus resume toda a Lei de Deus (trazida por Moisés e os profetas) em duas passagens pequenas, mas textuais. Não se pode amar a Deus sem amar ao próximo.

A respeito do perdão, o Mestre orienta:

· “Perdoai, para que Deus os perdoe”. Também textual, o Cristo faz do perdão uma condição para que o Pai nos perdoe.

Ninguém nos ama mais que Jesus, e por isso Ele não cessa os ensinamentos. Envia-nos Consolador Prometido, fazendo compreensíveis seus ensinamentos.

Bendita Doutrina Espírita!


André Luiz Sobreiro - Rede Amigo Espírita

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

PAI NOSSO


Pai-Nosso... Mãe-Nossa... de olhos mansos, sabemos que estás invisível em todas as coisas.
Que o teu nome nos seja doce, a alegria de nosso mundo.
Traze-nos as coisas boas em que tens prazer: os jardins, as fontes, as crianças,
o pão e o vinho,os gestos ternos, as mãos desarmadas, os corpos abraçados...
Sei que desejas dar-nos nosso desejo mais fundo,
desejo cujo nome esquecemos... mas tu não esqueces nunca.
Realiza pois o teu desejo para que possamos sorrir.
Que o teu desejo se realize em nosso mundo da mesma forma que ele pulsa em ti.
Concede-nos contentamento nas alegrias de hoje: o pão, a água, o sono...
Que sejamos livres da ansiedade.
Que nossos olhos sejam tão mansos para com os outros como os teus são para conosco.
Porque, se formos ferozes, não poderemos acolher a tua bondade.
Ajuda-nos para que não sejamos enganados pelos maus desejos
E livra-nos daqueles que carregam a morte nos próprios olhos.
Amém.

Rubem Alves

blog de Patrícia Melo

QUE O ANO NOVO SEJA BEM-VINDO...


Há uma discreta agonia transbordando
No apressado término do velho ano
Que agonizando, ligeiro,
Consome os momentos derradeiros,
Como se ávido os bebesse,
Pois a parecença d´água
Por entre os dedos escorrendo,
Se esvaem no tempo diluindo...

Sorvendo jubiloso o cronos,
Que se desperdicem, sem avareza,
Os primeiros instantes do Novo Ano,
Nos surpreendendo a vislumbrar gulosos,
Multicoloridas flores ternas de esperança
Salpicadas ao acaso,
Por todo trajeto arenoso e belo
Da vida já percorrido...


Feliz Ano Novo!


Montes Claros 17-12-2011
Romildo Ernesto de Leitão Mendes

AMO EM SILÊNCIO


Carrego dentro de mim este amor por você
Um segredo que a sete chaves estou a esconder
Tenho um local somente meu para te encontrar
É quando a noite chega e você vem me amar

Você é a sombra que não deixo ir
É a lua que me espera para dormir
É como estrelas que fazem minha noite brilhar
Quando meu dia está triste por você não estar.

Passeio com você escondida em meu coração
Esperando apenas o momento de nos encontrar
Amo em silêncio, carrego oculto esta paixão.

Já não é possível mais dos outros te esconder
Pois em meus olhos todos podem te ver
É uma luz que reluz onde quer que eu esteja.

(Ataíde Lemos)

sábado, 17 de dezembro de 2011

LEMBRANDO O NATAL...




E já vai longe o Natal das rabanadas,
feitas em casa, de pão encomendado.
Dormido.
Mergulhadas em leite com açúcar,
lambuzadas de ovo e cheirando longe.
Servidas bem quentes,
ou no dia seguinte.

E já vai longe o Natal das frutas picadinhas.
Saladas coloridas em potes transparentes.
Das jarras de ponche,
dos vinhos baratos.
E bacalhau desfiado nos dedos.
Transformados em bolinhos,
sorrisos, mesas cheias de vizinhos,
amigos, euforias.

Mais longe ainda o Natal das cozinhas plenas,
de mães atarefadas.
Árvores de ráfia verde-escuro,
que desdobravam, um a um, seus galhos de arame.
E recebiam algodão do ano passado.
A neve dos dias quentes e suados,
na festa calorenta
que sabia esperar.

O Natal
das crianças sonolentas,
das bonecas com cheiro de brinquedo novo,
das roupas bem passadas,
dos presentes escondidos
dos amigos secretos.

O Natal dos afetos.

Ficou-nos o Natal que é janta simples e banal.
Que acende o pisca-pisca das varandas
e que detesta nostalgia
e jingle-bells.

Que esqueceu as cartas,
os sapatos novos,
os trenós.

Que nos deixou a sós.

Que já não faz visita, e nem passa cartão.

Ficou-nos o Natal meio sem graça,
que num instante passa.

E que não tem paixão.


de Therezinha Mello: poeta e contista
(1º lugar no concurso de contos da UBE/2011)

POR SAÚDE



Divino Amigo, em Tuas mãos estão a nossa integridade espiritual, o nosso equilíbrio, a saúde da alma e do corpo que nos reveste...
Fortalece-nos, possibilitando-nos servir-Te em todos os dias de nossas vidas.
Restaura-nos as forças combalidas e cura as chagas do nosso coração.
Vitaliza-nos, Senhor, ante o esmorecimento de nossas energias no corpo desgastado pelo tempo.
Não consintas que a morte nos sobrevenha antes que tenhamos cumprido com os nossos deveres primordiais.
Se possível, concede-nos indispensável moratória, através da intercessão daqueles que zelam pela nossa saúde.
Acima da Medicina dos homens, está a Vontade de Deus.
Cumpram-se em nós e por nós os Teus desígnios, hoje e sempre!


Assim seja.


Livro: Preces e Orações – Médium: Carlos A. Baccell - Irmão José

A VIDA ME ENSINOU...



A vida me ensinou...
A dizer adeus às pessoas que amo,
sem tirá-las do meu coração...
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem
quando isso não é verdade,
para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir;
aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças;
sorrir quando o que mais desejo é gritar
todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo
estão com problemas;
Ser carinhoso com todos
que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos
que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam
ou querem fazer de mim depósito
de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente,
pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente,
pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade
(sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade
sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos
para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba,
sempre lutando para preservar tudo
o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi,
e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar,
lhe dando forma da maneira que eu escolher.



Charles Chaplin

A CASA DE CADA UM



Nesta época, gosto de tratar da vida. Dou a roupa que não uso mais. Livros que não pretendo reler. Envio caixas para bibliotecas. Ou abandono um volume em um shopping ou café, com uma mensagem: "Leia e passe para frente!". Tento avaliar meus atos através de uma perspectiva maior.
Penso na história dos Três Porquinhos. Cada um construiu sua casa. Duas, o Lobo derrubou facilmente. Mas a terceira resistiu porque era sólida. Em minha opinião, contos infantis possuem grande sabedoria, além da história propriamente dita. Gosto desse especialmente.
Imagino que a vida de cada um seja semelhante a uma casa. Frágil ou sólida, depende de como é construída. Muita gente se aproxima de mim e diz: Eu tenho um sonho, quero torná-lo realidade! Estremeço.
Freqüentemente, o sonho é bonito, tanto como uma casa bem pintada. Mas sem alicerces. As paredes racham, a casa cai repentinamente, e a pessoa fica só com entulho. Lamenta-se.
Na minha área profissional, isso é muito comum. Diariamente sou procurado por alguém que sonha em ser ator ou atriz sem nunca ter estudado ou feito teatro. Como é possível jogar todas as fichas em uma profissão que nem se conhece?
Há quem largue tudo por uma paixão. Um amigo abandonou mulher e filho recém-nascido. A nova paixão durou até a noite na qual, no apartamento do 10º andar, a moça afirmou que podia voar. Deixa de brincadeira , ele respondeu.
Eu sei voar, sim! rebateu ela.
Abriu os braços, pronta para saltar da janela. Ele a segurou. Gritou por socorro. Quase despencaram. Foi viver sozinho com um gato, lembrando-se dos bons tempos da vida doméstica, do filho, da harmonia perdida!
Algumas pessoas se preocupam só com os alicerces. Dedicam-se à vida material. Quando venta, não têm paredes para se proteger. Outras não colocam portas. Qualquer um entra na vida delas.
Tenho um amigo que não sabe dizer não (a palavra não é tão mágica quanto uma porta blindada). Empresta seu dinheiro e nunca recebe. Vive cercado de pessoas que sugam suas energias como autênticos vampiros emocionais. Outro dia lhe perguntei: Por que deixa tanta gente ruim se aproximar de você?
Garante que no próximo ano será diferente. Nada mudará enquanto não consertar a casa de sua vida.

São comuns as pessoas que não pensam no telhado. Vivem como se os dias de tempestade jamais chegassem. Quando chove, a casa delas se alaga.
Ao contrário das que só cuidam dos alicerces, não se preocupam com o dia de amanhã.
Certa vez uma amiga conseguiu vender um terreno valioso recebido em herança. Comentei:
Agora você pode comprar um apartamento para morar.
Preferiu alugar uma mansão. Mobiliou. Durante meses morou como uma rainha. Quase um ano depois, já não tinha dinheiro para botar um bife na mesa!

Aproveito as festas de fim de ano para examinar a casa que construí. Alguma parede rachou porque tomei uma atitude contra meus princípios?
Deixei alguma telha quebrada?
Há um assunto pendente me incomodando como uma goteira?
Minha porta tem uma chave para ser bem fechada quando preciso, mas também para ser aberta quando vierem as pessoas que amo?
É um bom momento para decidir o que consertar. Para mudar alguma coisa e tornar a casa mais agradável.
Sou envolvido por um sentimento muito especial.
Ao longo dos anos, cada pessoa constrói sua casa.
O bom é que sempre se pode reformar, arrumar, decorar!
E na eterna oportunidade de recomeçar reside a grande beleza de ser o arquiteto da própria vida.


Walcyr Carrasco







--

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

MEU POEMA


Mostro minhas mãos,
Nunca as quis esconder
Sou essência, teimosa
Meus dedos, defeituosos
Querem apontar cada estrela
É meu passatempo
Galgar, estrelas cadentes
Assíduas, frágeis, nos prendem
Eu vejo assim as estrelas.
É no tempo que as vejo
Elas fortalecem a teia
Qual cavalo, que montado
Sacode sua própria sela.

Joaquina Vieira

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

TALVEZ...



Talvez eu venha a envelhecer rápido demais.
Mas lutarei para que cada dia tenha valido a pena.
Talvez eu sofra inúmeras desilusões no decorrer de minha vida.
Mas farei que elas percam a importância diante dos gestos de amor que encontrei.
Talvez eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais.
Mas jamais irei me considerar um derrotado.
Talvez em algum instante eu sofra uma terrível queda.
Mas não ficarei por muito tempo olhando para o chão
Talvez um dia o sol deixe de brilhar.
Mas então irei me banhar na chuva.
Talvez um dia eu sofra alguma injustiça.
Mas jamais irei assumir o papel de vítima.
Talvez eu tenha que enfrentar alguns inimigos.
Mas terei humildade para aceitar as mãos que se estenderão em minha direção.
Talvez numa dessas noites frias, eu derrame muitas lágrimas.
Mas não terei vergonha por esse gesto.
Talvez eu seja enganado inúmeras vezes.
Mas não deixarei de acreditar que em algum lugar alguém merece a minha confiança.
Talvez com o tempo eu perceba que cometi grandes erros.
Mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho.
Talvez com o decorrer dos anos eu perca grandes amizades.
Mas irei aprender que aqueles que realmente são meus verdadeiros amigos nunca estarão perdidos.
Talvez algumas pessoas queiram o meu mal.
Mas irei continuar plantando a semente da fraternidade por onde passar.

Talvez eu fique triste ao concluir que não consigo seguir o ritmo da música.
Mas então, farei que a música siga o compasso dos meus passos.
Talvez eu nunca consiga enxergar um arco –íris.
Mas aprenderei a desenhar um, nem que seja dentro do meu coração.
Talvez hoje eu me sinta fraco.
Mas amanhã irei recomeçar, nem que seja de uma maneira diferente.
Talvez eu não aprenda todas as lições necessárias.
Mas terei a consciência que os verdadeiros ensinamentos já estão gravados em minha alma.
Talvez eu me deprima por não ser capaz de saber a letra daquela música.
Mas ficarei feliz com as outras capacidades que possuo.
Talvez eu não tenha motivos para grandes comemorações.
Mas não deixarei de me alegrar com as pequenas conquistas.
Talvez a vontade de abandonar tudo torne-se a minha companheira.
Mas ao invés de fugir, irei correr atrás do que almejo.
Talvez eu não seja exatamente quem gostaria de ser.
Mas passarei a admirar quem sou.
Porque no final saberei que, mesmo com incontáveis dúvidas, eu sou capaz de construir uma vida melhor.
E se ainda não me convenci disso, é porque como diz aquele ditado: “ainda não chegou o fim”
Porque no final não haverá nenhum “talvez” e sim a certeza de que a minha vida valeu a pena e eu fiz o melhor que podia.


Sônia Carvalho

DEFINITIVO...


Sinto dizer que sem esforço nada vai acontecer!
Não adianta reza forte, nem macumba com 20 velas.
Se você não se decidir pelo primeiro passo, se você não sair desse quarto ou dessa sala, nem os anjos e nem Jesus poderão te ajudar, se você não se ajudar!

Quer emagrecer?
Caminhe todos os dias, pare de dizer que não tem dinheiro para a academia.
A rua é livre, de graça e está te esperando, seja noite, seja dia.
Quer um novo emprego?
Estude algo novo, aprenda um pouco mais do seu ofício, faça a diferença e as empresas vão correr atrás de você!
Quer um novo amor?
Saia para lugares diferentes assista a um bom filme, leia um bom livro, abra a cabeça, mude os pensamentos, e o amor vai te encontrar no metrô, no ônibus, na calçada, e em qualquer lugar, pois você será de se admirar. Pessoa que encanta só de olhar...

Quer esquecer alguém que te magoou?
Enterre as lembranças e o infeliz!
Valorize-se criatura!
Se você se valoriza, sabe quanto vale, sabendo quanto vale não se troca por qualquer coisa.
Se alguém te deixou é porque não sabe o seu valor.
Logo, enterre a criatura no lago dos esquecidos.
E rumo ao novo que o novo é sempre mais gostoso...
Quer deixar de dever?
Pare de comprar.
Não faça dívida para pagar dívidas!
Nunca! Jamais!
Faça poupança e peça para o povo esperar.
“Devo, não nego, pago quando puder.”
Assim, a cabeça fica livre e você vai trabalhar.
Em breve, não terá mais nada para pagar...

Quer esquecer uma mágoa?
Limpe o seu coração, esvazie-se...
Quem tem equilíbrio não guarda mágoas.
Só as pessoas com problemas emocionais é que se ressentem.
Ficam guardando uma dor, alimentando como se fosse de estimação.
Busque o equilíbrio emocional. Doe-se, ame mais e tudo passa.
Quer viver bem?
Ame-se!
Felicidade é gratuita, não custa nada.
É fazer tudo com alegria, nos mínimos detalhes.
Pergunte-se e se achar resposta que te satisfaça, comece tudo de novo:
- Pra que 2 celulares (1 pra cada orelha?)?
- Pra que 3 computadores, se não tem uma empresa?
- 4 carros?
- 6 quartos se é você e mais 1 ou 2?
- 40 pares de sapato, se tem apenas 2 pés?
A vida pede muito pouco e nós precisamos de menos ainda.
Acorde enquanto é tempo e comece a mudança, antes que o tempo venha e apite o final do seu jogo!
Espero que você pelo menos tenha vencido a partida.

Paulo Gaefke

O AMOR É UMA COMPANHIA...


O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
Um pensamento visível faz-me andar mais depressa
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.

Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo.
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.
Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.
Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.

Todo eu sou qualquer força que me abandona.
Toda a realidade olha para mim como um girassol com a cara dela no meio.

Alberto Caeiro

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

PENSAMENTO DO DIA


"A natureza, para ser comandada,
precisa ser obedecida"

(Francis Bacon)
Frases para Orkut

Recados de Natal


domingo, 11 de dezembro de 2011

REFLEXÃO PARA TERMINAR O DOMINGO...



No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas que o vento não consegue levar: um estribilho antigo, o carinho no momento preciso, o folhear de um livro, o cheiro que um dia teve o próprio vento...

(Mário Quintana - Para Viver Com Poesia)

PAZ NA CASA


...e em qualquer casa onde entrardes,dizei antes:
“paz seja nesta casa” – Jesus (Lucas 10:5)
Compras na terra o pão e a vestimenta, o calçado e o remédio, menos a paz.
Dar-te-á o dinheiro residência e conforto, com exceção da tranqüilidade de espírito.
Eis porque nos recomenda Jesus venhamos a dizer, antes de tudo, ao entramos numa
casa: "paz seja nesta casa".
A lição exprime vigoroso apelo à tolerância e ao entendimento.
No limiar do ninho doméstico, unge-te de compreensão e de paciência, a fim de que não
penetres o clima dos teus, à feição de inimigo familiar.
Se alguém está fora do caminho desejável ou se te desgostam arranjos caseiros, mobiliza
a bondade e a cooperação para que o mal se reduza.
Se problemas te preocupam ou apontamentos te humilham, cala os próprios
aborrecimentos, limitando as inquietações.
Recebe a refeição por bênção divina.
Usa portas e janelas, sem estrondos brutais.
Não movas objetos, de arranco.
Foge à gritaria inconveniente.
Atende ao culto da gentileza.
Há quem diga que o lar é ponto do desabafo, o lugar em que a pessoa se desoprime.
Reconhecemos que sim; entretanto, isso não é razão para que ele se torne em praça
onde a criatura se animalize.
Pacifiquemos nossa área individual para que a área dos outros se pacifique.
Todos anelamos a paz do mundo; no entanto, é imperioso não esquecer que a paz do
mundo parte de nós.

Palavras de Vida Eterna/Emmanuel

OS CUIDADOS COM A CRIANÇA E OS JOVENS


Há muito tempo, venho me preocupando com algo muito sério: o que o mundo atual oferece como "lazer" para a nossa juventude e os brinquedos das crianças. Uma coisa posso afirmar, de princípio: não são sadios e nem contribuem para a construção do Novo Homem do qual necessitamos para a construção de um novo mundo.
As crianças, desde cedo, têm como "babá" a televisão, o computador e os jogos eletrônicos. Não quero negar o lado positivo dessas invenções modernas, mas há, também, um lado terrivelmente negativo e mesmo perigoso, coisa que, como educadores, não podemos nos esquecer. Imbrica-se aqui algo que não dá para discutir nesse pequeno espaço. Existem realmente educadores? Onde estão eles? Quem são eles? Qual o seu embasamento cultural e como é o seu amor?
Crianças são como o barro mole ou flores tenras que necessitam de cuidados especiais. É preciso, além de amá-las, apurar-lhes os sentidos para melhor apreciarem as belezas da vida: olhar, escutar, apalpar, degustar de verdade. Transmitir-lhes, com o exemplo, valores necessários para uma vida plena: o respeito, a solidariedade, o acolhimento, a verdade, a honestidade, a limpidez de coração e de caráter. Mais que tudo: a Fé. A fé em Deus é uma adubo extraordinário para uma vida rica em bens espirituais e realizações. Mas, se os educadores não a têm, é preciso ensinar a fé em si, no outro, na vida. A fé é a pedra angular que sustenta os demais valores. Sem ela, a estrutura pode se quebrar. São Paulo colocou o Amor como a maior das virtudes e ele está certo, mas só quem tem fé em algo poderá, de verdade, ser amor e transmitir amor.
É bom para a criança, além do amor dos pais, brincar, brincar muito, mas brincadeiras que impulsionem a sua criatividade, o seu espírito inventivo e a socialização. A televisão pode mostrar coisas muito bonitas, mas, também, deformar o caráter, passando como "natural" comportamentos inadequados. A internet é maravilhosa: nos traz informações, nos faz conhecer o planeta, nos traz a beleza da música, da poesia, etc.: mas, esconde grandes perigos que podem desvirtuar as nossas criancinhas e levá-las até a situações extremas, excessivamente comprometedoras. Os jogos eletrônicos podem desenvolver a concentração e a rapidez de raciocínio, mas podem, também, ensinar a violência.
No entanto, mais sério que tudo isso, assisto com preocupação o destroçamento das famílias. Não sou preconceituosa nem tampouco anacrônica. Tenho a mente aberta e acompanho o tempo em que vivo com suas naturais transformações. Sei que, se um casamento traz infelicidade para ambos os cônjuges, com brigas constantes, traições, falta de companheirismo e cumplicidade, com alcoolismo e violência, todos têm direito à uma nova vida, a buscar a felicidade e ter uma segunda oportunidade. Aliás, casamentos sem amor e sem repeito fazem mais mal aos filhos do que uma separação amigável, em que pai e mãe continuem a respeitar, diante dos filhos, a figura do outro.Pai e mãe o são para sempre e na mente dos filhos são figuras indissociáveis.
Entretanto, o que a gente assiste são jovens se casando sem nenhuma responsabilidade ou compromisso. Diante das primeiras dificuldades que, qualquer convivência traz, já pensam em terminar o casamento. É preciso estrutura para encarar um casamento. Saber que toda convivência exige respeito, compartilhamento, confiança, lealdade e certa renúncia, pois quando escolho um caminho, estou abrindo mão de outros.
Outra coisa: paixão é fogueira que não dura muito e, infelizmente, as pessoas confundem bastante paixão com amor. O afogueamento da paixão, com frio na barriga, coração disparado, desejo desmesurado, não vai continuar eternamente, mas aquele(a) companheiro(a) pode ser a melhor amizade, o melhor apoio, o melhor conforto, aquele (a) que melhor haverá de nos conhecer e amar por toda a vida.
Acho que "cursos de noivos" jamais deveriam ser promovidos por religiosos ou com um cunho religioso, mas por psicólogos, médicos, psiquiatras, especialistas em relacionamento humano e pessoas casadas há muito tempo, com uniões felizes e realizadas.
Mas, acabo por me estender muito, o que não era meu objetivo. Assim, volto brevemente para a minha preocupação com os jovens: que lazer lhes são proporcionados? Serão sadias as baladas, onde proliferam as drogas, o sexo irresponsável, além de outros perigos escondidos num copo de bebida alcoólica?
Penso que a juventude de meu tempo tinha melhores opções, que nos distraiam e não destruíam o nosso caráter. Namorávamos no portão ou na varanda, dançávamos nas horas-dançantes promovidas em casas de famílias, jogávamos vôlei, ping-pong, nadávamos, fazíamos pique-niques, íamos ao cinema, líamos muito e tínhamos muitos amigos com quem nos distraíamos conversando simplesmente. Geralmente, nossos pais e os pais de nossos amigos também eram amigos.
É hora dos responsáveis acordarem para os perigos que rondam a nossa juventude. Que homens teremos para construir um mundo novo de justiça, paz e solidariedade? Façamos nós, os verdadeiros educadores, um sério exame de consciência e que a Luz Divina nos aponte novos caminhos para mostrarmos aos nossos jovens!

Maria Luiza

PAUSA PARA MEDITAÇÃO


Oramos demais para não termos dificuldades, mas seria necessário apenas pedir para desenvolvermos raízes mais fortes e profundas de tal maneira que, quando as tempestades cheguem e os ventos gelados soprem, possamos resistir com valor e não sejamos dominados.

Autor desconhecido

sábado, 10 de dezembro de 2011

REFLEXÃO


A inteligência caminha mais longe que o coração
porém não chega tão longe.

Provérbio chinês

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A REFORMA ÍNTIMA EM SEIS PERGUNTAS


1)O que é a Reforma Íntima?A Reforma Íntima é um processo contínuo de autoconhecimento,de conhecimento de nossa intimidade espiritual,modelando-nos progressivamente na vivência evangélica,em todos os sentidos da nossa existência.É a transformação do homem velho,carregado de tendências e erros seculares,no homem novo,atuante na implantação dos ensinamentos do Divino Mestre,dentro e fora de si.

2)Por que a Reforma Íntima?Porque é o meio de nos libertarmos das imperfeições e de fazermos objetivamente o trabalho de burilamento dentro de nós,conduzindo-nos compativelmente com as aspirações que nos levam ao aprimoramento do nosso espirito.

3)Para que a Reforma Íntima?Para transformar o homem e a partir dele,toda a humanidade,ainda tão distante das vivências evangélicas.Urge enfileirarmo-nos ao lado dos batalhadores das últimas horas,pelos nossos testemunhos,respondendo aos apelos do Plano Espiritual e intregando-nos na preparação cíclica do Terceiro milênio.

4)Onde fazer a Reforma Íntima?Primeiramente dentro de nós mesmos,cujas transformações se refletirãodepois em todos os campos de nossa existência,no nosso relacionamento com familiares,colegas de trabalho,amigos e inimigos e,ainda,nos meios em que colaborarmos desinteressadamente com serviços ao próximo.

5)Quando fazer a Reforma Íntima?O momento é agora e já;não há mais o que esperar.O tempo passa e todos os minutos são preciosos para a conquistas que precisamos fazer no nosso íntimo.

6)Como fazer a Reforma Íntima?Ao decidirmos iniciar o trabalho de melhorar a nós mesmos,um dos meios mais efetivos é o ingresso numa escola de Aprendizes do Evangelho,cujo o objetivo central é exatamente esse.Com a orientação dos dirigentes,num regime disciplinar,apoiados pelo própio grupo e pela cobertura do Plano Espiritual,consequimos vencer as naturais dificuldades de tão nobre empreendimento,e transpormos as nossas barreiras.Daí em diante o trabalho continua de modo progressivo,porém com mais entusiasmo e maior disposição.Mas,também,até sozinhos podemos fazer nossa Reforma Íntima,desde que nos empenhemos com afinco e denodo,vivendo coerentemente com os ensinamentos de Jesus.

Ari Carrasco Silveira

MISTÉRIOS


A mulher e o mar
dois mistérios para desvendar
no eterno vaivém das ondas
num infindável desejo de amar.

Valter Montani

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

PENSAMENTO DO DIA


Jamais poderemos amar perfeitamente ao próximo se não existe em nós um grande amor a Deus.

Teresa d'Ávila

MENSAGEM DE HOJE


"Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?

Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?
E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?

E, quanto ao vestuário, por que andais
solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;
E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.

Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal."

Mateus 6:25-34

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

O LUSCO-FUSCO DAS DERRADEIRAS CENTELHAS DE VIDA...


Contemplo, sorrindo enamorado,
O estreito e ladeiroso caminho,
Que fagulhento de amor se alumia,
Para o deslanchar sereno
Do atento andarilho peregrino.

Caminheiro ou andarilho,
Senhor do próprio destino,
De repente, com passos ligeiros,
Apressado toca o solo enluarado,
Tentando reacender
As derradeiras centelhas de vida,
Que aceleradas, sem dar satisfação,
Desgastadas declinam.

Montes Claros 30-11-2011
Romildo Ernesto de Leitão Mendes.

PRECE POR CARÁTER



Excelso Companheiro, não nos permitas a leviandade de caráter...
Livra-nos de máscaras e disfarces que afivelemos à face.
Que sejamos o que somos, com a obrigação de sermos sempre mais.
Não nos deixes continuar na condição de "sepulcros caiados"...
Que busquemos a integridade moral!
Todavia, que não nos tornemos moralistas para com os irmãos ainda frágeis...
Que não nos esqueçamos de que caminhamos tangenciando o abismo de nossas imperfeições.
Que a ninguém acusemos ou atiremos pedras...
Somos frágeis, Senhor, e, sem o Teu amparo, a qualquer instante, poderemos cair.
Despoja-nos das exterioridades do eu e sê conosco, em nossos propósitos de melhorar!


Livro: Preces e Orações – Médium: Carlos A. Baccelli - Espírito: Irmão José

CONTEMPLAÇÃO


Começa o alvorecer
E no silêncio do dia
Que se inicia
Apenas a música da mata...
Os mais belos trinados
e sons que não identifico...
Minha alma arrebatada
Sente a grandeza do Criador.
Dentro de mim somente a paz
E a vontade louca
de mergulhar no Infinito.
As plantas se cobrem
com as lágrimas da noite
a acariciar-me e deliciar-me
com seus odores e cores.
E o murmúrio das águas,
ali perto,
trazem-me alento e vigor...
A Natureza é tão bela
e nos transmite tanta harmonia.
Gostaria de esse momento perpetuar
E nada mais fazer
Senão a Beleza contemplar!
Conservar para sempre,
dentro de mim,
essa plácida quietude,
que só ela pode nos dar...

Maria Luiza

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

NOSSO AMOR MORREU...


O nosso amor morreu... Quem o diria!
Quem o pensara mesmo ao ver-me tonta,
Ceguinha de te ver, sem ver a conta
Do tempo que passava, que fugia!

Bem estava a sentir que ele morria...
E outro clarão, ao longe, já desponta!
Um engano que morre... e logo aponta
A luz doutra miragem fugidia...

Eu bem sei, meu Amor, que pra viver
São precisos amores, pra morrer,
E são precisos sonhos para partir.

E bem sei, meu Amor, que era preciso
Fazer do amor que parte o claro riso
De outro amor impossível que há-de vir!

Florbela Espanca

domingo, 4 de dezembro de 2011

TEMPOS...


Avesso ao calendário traço
no espaço o tempo onde me distraio:
sei do amanhecer que me acorda
do meio dia que me alimenta
da tarde propícia à tormenta
da noite em que me desoriento
revisito o tempo na capa
da magia e me refugio
em mim mesmo
mantenho o som do rádio
e me delicio em estáticas: olhos
fechados
imagino a cena na tela
despegada.

Pedro Du Bois

FENG SHUI INTERIOR



"Na matemática do ABRAÇO:
=quatro abraços por dia dão para sobreviver;
=oito ajudam a nos manter vivos;
=12 fazem a vida prosperar"

Falando nisso, "vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada".

Já ouviu falar em toxinas da casa? Pois são:
- objetos que você não usa,
- roupas que você não gosta ou não usa há mais de um ano,
- coisas feias,
- coisas quebradas, lascadas ou rachadas,
- velhas cartas, bilhetes,
- plantas mortas ou doentes,
- recibos/jornais/revistas, antigos,
- remédios vencidos,
- meias velhas, furadas,
- sapatos estragados...

Ufa, que peso!
Vamos 'destralhar', ou liberar as tralhas da casa...!!!
O 'destralhamento' é a forma mais rápida de transformar a vida e ajudar as outras eventuais terapias.
Com o destralhamento:

- A saúde melhora;
- A criatividade cresce;
- Os relacionamentos se aprimoram...

É comum se sentir cansado, deprimido, desanimado, em um ambiente cheio de entulho,
pois "existem fios invisíveis que nos ligam a tudo aquilo que possuímos".

Outros possíveis efeitos do "acúmulo e da bagunça":
- sentir-se desorganizado; fracassado; limitado; aumento de peso; apegado ao passado...

As tralhas viram sobrecarga;
restringem o fluxo da vida;
nos puxam para baixo;
são dores de cabeça;
poluem o sono".


"Oito horas, para trabalhar;
Oito horas, para descansar;
Oito horas, para se cuidar."

Perguntinhas úteis na hora de destralhar-se:
- Por que estou guardando isso?
- Será que tem a ver comigo hoje?
- O que vou sentir ao liberar isto?

...e vá fazendo pilhas separadas...
- Para doar!
- Para jogar fora!

Para destralhar mais:
- livre-se de barulhos,
- das luzes fortes,
- das cores berrantes,
- dos odores químicos,
- dos revestimentos sintéticos...
e também....
- libere mágoas,
- pare de fumar,
- diminua o uso da carne,
- termine projetos inacabados.

"Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente",
diz a sabedoria oriental.
O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.

"as frutas nascem azedas e no pé, vão ficando docinhas com o tempo"..
a gente deveria de ser assim também!
"Destralhar ajuda a adocicar."

Se os sábios concordam, quem sou eu para discordar?

"Dê a quem você ama: asas para voar, raízes para voltar e motivos para ficar !"
*Dalai Lama*

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente às suas costas
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos...
E, até que nos encontremos de novo,
Que Deus lhe guarde na palma de Suas mãos".


ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO