BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

DESCULPE, MAS A VIDA ESTÁ À SUA ESPERA - O ESPANTOSO PODER DOS PENSAMENTOS POSITIVOS



"Alguns experimentadores" (...) provaram outra coisa talvez mais importante. Descobriram que, quanto maior fosse a carga de emoção com que o pensador/emissor carregasse os seus pensamentos, mais nítidas seriam as fotografias! Esses fulanos foram provavelmente os primeiros a provar que existe energia magnética ligada aos nossos pensamentos, e que o pensamento é impulsionado pelas nossas emoções. Porém, o que eles não perceberam foi que, tendo as ondas de vibração (emoção) que enviamos uma carga magnética, nós somos literalmente ímãs ambulantes, a atrair constantemente ao nosso mundo tudo o que estiver na mesma freqüência ou comprimento de onda.
Por exemplo, quando nos sentimos bem, cheios de alegria e gratidão, as nossas emoções enviam vibrações de freqüência alta que apenas trazem coisas boas, isto é, o que quer que possua a mesma freqüência alta de vibrações semelhante à que nós enviamos. Os semelhantes atraem-se.
Por outro lado, quando estamos a sentir coisas que são tudo menos alegres, tal como o medo, inquietação, culpa, ou até uma ligeira preocupação, essas emoções enviam vibrações de freqüência baixa. Uma vez que as freqüências baixas são tão magnéticas como as freqüências altas, vão atrair apenas coisas más, isto é, tudo o que possua essa mesma freqüência baixa que nos faz sentir (e vibrar) tão mal como aquilo que enviamos. O mal vai e vem; há sempre uma correspondência de vibrações.
"Como tal, quer seja uma vibração alta e alegre, ou uma vibração baixa e negativa, a cada momento, as vibrações que oferecemos são iguais às que atraímos. Somos nós quem inicia as vibrações, logo somos os ímãs, as causas. Quer gostemos, quer não, somos nós quem criou - e cria - tudo. Podemos ser de carne e osso, mas antes de tudo o mais somos energia - energia magnética, note-se!
O que faz com que sejamos ímãs que vivem e respiram. (Não adora a idéia? Você julga que é presidente de uma das 500 maiores empresas do pais, ou uma esposa e mãe, ou o orador de fim de curso da turma, ou um mecânico de aviões, mas na realidade é um ímã ambulante! Ah, como estava longe da verdade).
Por mais disparatado que isto pareça, está na altura de acordarmos para o fato de que somos seres eletromagnéticos com uma capacidade surpreendente para atrair magneticamente para as nossas vidas o que desejamos no mudo, controlando os sentimentos que têm origem nos nossos pensamentos."
Mas, uma vez que neste planeta a nossa existência tem lugar num campo de energia em que predominam as freqüências baixas geradas por oito bilhões de pessoas que vibram mais sentimentos de medo e stress que sentimentos de alegria, nós absorvemos involuntariamente essas vibrações e reagimos a elas. O que significa que, até que aprendamos a passar deliberadamente por cima das penetrantes freqüências baixas em que existimos, continuaremos a reciclar desenlaces desagradáveis nas nossas vidas, a cada fatigante dia. Tal como nadar em água salgada, se não nos lavarmos dos resíduos a seguir, mais cedo ou mais tarde isso vai fazê-los sentir muito desconfortáveis.
Não há como contornar isto: a forma como sentimos é o que vamos atrair. E, muito freqüentemente, esses sentimentos provem dos nossos pensamentos, desencadeando instantaneamente uma cadeia de reações eletromagnéticas que são o que faz com que as coisas aconteçam, se criem, nos sejam negadas, ou sejam destruídas (como a minha comissão polpuda).
Então, mais uma vez: os nossos sentimentos saem de nós em ondas eletromagnéticas. O tipo de freqüência que sair atrairá automaticamente uma freqüência idêntica, fazendo assim com que as coisas - boas ou más - aconteçam ao encontrar vibrações correspondentes.
As vibrações altas, alegres, atraem circunstancias alegres e de vibração alta. As vibrações baixas, soturnas, atraem circunstancias soturnas e de vibração baixa. Em ambos os casos, o que é atraído faz-nos sentir tão bem ou tão mal como aquilo que transmitimos (sentimos), porque se dá uma correspondência exata com as vibrações que enviamos.
O principio é semelhante ao de um diapasão. Se fizer soar um diapasão num compartimento cheio de diferentes tipos de diapasões calibrados para diferentes tons, apenas soarão os que estiverem afinados na mesma freqüência daquele que fizemos soar, mesmo se estivessem no extremo oposto do Astrodome. As forças semelhantes atraem-se; é uma regra clássica da física."

Lynn Grabhorn. (trecho do seu livro, cujo título é o da mensagem)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO