BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

sexta-feira, 6 de maio de 2011

FASES DO VAZIO



Às vezes as mudanças que surgem são tão grandes que nos deixam desorientados e alarmados. Um ente querido que se vai subitamente.
Uma carreira que termina de repente. Uma ligação de um amor profundo que se rompe. Esta é frequentemente a lição de Urano,
cortando-nos abruptamente do velho e nos liberando para o novo.
Ou a lição de Plutão, que nos despoja de tudo quanto é entulho.
Entre o velho e o novo, entretanto, está o vazio. E no vazio podemos sentir uma profunda tristeza.

A tristeza é a primeira fase do vazio. A fase na qual lamentamos o que está perdido. É um momento doloroso. Mas é também um período de limpeza, pois cada experiência de tristeza, quando plenamente compreendida, nos permite fazer uma limpeza profunda de toda a velha dor. Pois em cada episódio de profunda tristeza, o coração, quebrado, se abre, e a partir desta abertura, a energia das velhas feridas pode ser liberada.

Antigas dores de vidas passadas, da infância, os desapontamentos da vida atual, tudo o que esteve energeticamente trancado no coração,
pode ser sentido e, eventualmente, liberado.
Lágrimas, como a água, nos limpam e nos ajudam a manter o nosso coração aberto. As lágrimas contidas criam um endurecimento e uma obstrução no coração, o que nos paralisa e nos impede o estado de amor que procuramos para dar e receber. Este é um momento sagrado
e tem o seu propósito de cura.

A segunda fase do vazio é o que acontece quando a tristeza está quase esgotada. A dor começa a diminuir e nós aceitamos o que é. É quando surge um vislumbre da nova vida, novos sonhos começam a se formar,
como novos brotos germinam na primavera. Esta fase do vazio é uma fase de potencial, uma fase onde começamos a decidir para onde apontarmos a seta, a fim de criarmos o novo capítulo em nossas vidas.
Não importa quão profunda seja a perda, há sempre um novo capítulo,
um novo início esperando.
O vazio é o momento no qual nós começamos a definir a intenção da nova jornada à frente. Ao olharmos o que já terminou, podemos ver que, talvez, partes disto não fossem um verdadeiro reflexo de quem nós somos e podemos partir para criarmos algo que melhor combine com a nossa atual expressão. Se uma carreira termina, geralmente é porque nós a superamos. Se um relacionamento termina, geralmente é porque chegou a um ponto em que teríamos que nos afastar desta pessoa,
se quiséssemos evoluir. Até no caso de entes queridos que se despedem,
as Almas geralmente partem pelo acordo da Alma, quando os contratos que tínhamos com eles, expiraram. Assim, até nestas situações podemos ver que frequentemente os entes queridos nos deixam porque eles completaram o que eles vieram fazer, e também para que possamos ser liberados para avançarmos para novos territórios. Tão sem sentido quanto alguns de nossos términos possam parecer, raramente eles são aleatórios e quase sempre acontecem de modo que possamos ser liberados nas partes da jornada que não podemos seguir juntos, pelo menos nesta expressão do plano da Terra em particular.
Assim, em algum ponto, enquanto as lágrimas secam, é natural começarmos a aceitar a jornada à frente, de modo que possamos seguir em direção às novas experiências que nos acenam.
Se não tivermos certeza para onde ir, se os ventos da mudança estão soprando, mas o destino ainda não está claro, um modo de avançarmos
é pedirmos que o próximo nível do nosso projeto comece a ser ativado para que a nossa Alma ajude a atrair para nós todas as pessoas, situações, oportunidades e experiências que precisamos, a fim de realizarmos o próximo nível do desdobramento da nossa Alma
para esta existência, no tempo divino e perfeito.
Em breve, os novos passos a tomar se tornarão mais claros e novos caminhos se abrirão para trilharmos.
Observe a sincronicidade e as portas que logo se abrem repentinamente depois que fazemos esta solicitação e notem aquelas que se fecham abruptamente. Lembre-se sempre de almejar as qualidades que você quer criar em sua vida (paz, amor, tranqüilidade, diversão, emoção) e menos as espécies (um carro, uma casa, uma viagem), pois as qualidades lhes trarão as formas através das quais
eles possam ser canalizados, além do que as espécies podem vir até você vazias das energias que você busca.
Assim, peça as qualidades e veja o que se apresenta. Peça, por exemplo, uma carreira que seja um canal da expressão da sua alma
e o faça sentir grandioso, ao invés de um emprego com um determinado salário e horário. Peça um relacionamento que o ilumine,
inunde-o com o amor, a conexão e a felicidade da Alma, e não com um companheiro que preencha uma lista de coisas exteriores.
E deixe o universo escolher os detalhes. O Universo é muito mais criativo do que nós e geralmente nos surpreende com mais do que pedimos, pois a nossa habilidade para criar é limitada pelo nosso atual nível de imaginação, que está sempre baseado em nosso passado.
Confie que tudo em sua vida está acontecendo perfeitamente,

ainda que não possa entender completamente por que as coisas tinham que mudar, confie que um dia você compreenderá. Há muita pouca aleatoriedade em nossas vidas. Nós criamos as nossas próprias realidades sim, mas os golpes abruptos em nossas vidas são determinados pelos contratos de Alma. “NOSSOS” contratos de Alma.
Somos nós que estamos ainda criando, mas a partir de um nível mais elevado de ser, que devido ao véu que temos neste plano, permanece em grande parte inconsciente e que frequentemente parece uma guinada externa do destino. Mas é sempre a nossa Alma, decidindo que é o momento de avançarmos, para que experiências novas e mais plenas possam ser trazidas.
Lembre-se de que o objetivo da Alma é continuar a expandir quem nós somos, assim podemos nos tornar maiores, mais ousados, mais brilhantes em nossa luz e amor, e em nossa habilidade de canalizarmos
a plena expressão da nossa Alma, através do veículo físico.
Assim, aceite o vazio como a oportunidade de expandi-lo e de trazer a expansão a sua vida, para conter mais da sua verdadeira essência.
Viaje totalmente no vazio, sabendo que, eventualmente, você aterrissará em uma nova praia. E invoque o brilhante amanhã que o aguarda, para que possa receber a sua próxima aventura no ser.
Aguarde com expectativa a nova vida por vir.

KATIE GALLANTI
(DO BLOG "MUITO ALÉM DE MIM")

AUSÊNCIA


Enquanto o sol insiste em não raiar
e a escuridão sombria me envolve

os pensamentos sequestram a mente
a nostalgia aos poucos me absorve.


Ainda no ar, persiste o teu perfume

nos dedos ainda sinto a tua maciez

teu néctar, impregnou-se na minha boca

e a alcova vazia chora a tua escassez.


Esquecida na mesa tua caneca favorita

vazia como meu coração, jaz entristecida.

No peito sem razão reina firme um desejo

matar essa saudade, vontade de teu beijo.


Espalhados por armários e nas gavetas
te esperam esperançosos, teus pertences
como se de repente, você pudesse voltar
e, com teu sorriso nossa casa iluminar.

O relógio na parede é fria testemunha

das horas tristes que meu dia se compõe

minuto a minuto, escoando vai-se o tempo

enquanto em vão, busco por algum alento.

As vezes, minha mente trama loucuras

um modo de abreviar meu sofrimento

para então, ao teu lado caminhar

mas, fazendo isso jamais iria te encontrar.

E assim, de mãos dadas com a amargura

busco algo para preencher a sua lacuna

cumprindo a risca essa minha penitência

vou sobrevivendo...com a tua ausência.


Valter Montani


Do blog: http://valterpoeta.blogspot.

PENSAMENTO DO DIA


Agradeço todas as dificuldades que enfrentei; não fosse por elas, eu não teria saído do lugar. As facilidades nos impedem de caminhar. Mesmo as críticas nos auxiliam muito.


Chico Xavier

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO