BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

domingo, 17 de julho de 2011

UM CONVITE PARA MARIA LUIZA



Revendo os caminhos palmilhados,
defronto-me com tua silueta graciosa
Recordei-me de belos momentos,
a enfeitar a tessitura de minhas andanças.
em que adentramos
por caminhos desconhecidos,
buscando o mistério das coisas.
Para mim, tua amizade era invólucro,
não chama que se apaga
ao suspiro da intriga.
Pois, amparados um no outro,
desvencilhamos empecilhos impostos entre nós.
Só tergiversávamos acerca de nossas fragilidades, postergando a solidão
que insistia em nos circundar. Em meu exílio,
partilhamos
sonhos de esperança, investindo na possibilidade
de acertar o caminho a ser trilhado.
Em jornal local,
utilizamos metáforas literárias,
exteriorizando a amizade tecida
na oferta do abraço consolador.
Chegamos a enfeitar
com guirlandas de lealdade
a travessia de nossas utopias.
Desafiamos a montanha
só pra contemplar
a beleza da flor lá resguardada
Há beleza demais,
no quadro da amizade,
que juntos pintamos.
Hoje, escondido,
no cerne de nossas recordações, aguarda ansioso, a conclusão do seu encantamento.

Romildo Ernesto Leitão Mendes

Observação: Não resisti à tentação de publicar aqui uma das mais belas homenagens que já me foi feita por um amigo querido.
Maria Luiza







AMO FLORBELA ESPANCA

TRISTEZA


Caminhos trilhados
Folhas pisadas
Amores perdidos
Dores sentidas
Tempos vividos.
Saudade doída.
Ventos de outono
Noites sem sono
Céu estrelado.
Cama vazia
Fria solidão.
Poesia triste
De um pobre coração.
E o silêncio se abate
Na noite quieta
Sons de trinados
De pássaros ao longe
E melodias de um triste poeta...

Maria Luiza

MEU JURAMENTO PARA VOCÊ



Quando você estiver triste... Vou secar suas lágrimas.
Quando você estiver com medo... Eu lhe darei conforto.
Quando você estiver preocupado... Vou dar-lhe esperança.
Quando você estiver confuso... Vou ajudá-lo a enxergar.
E quando você está perdido... E não pode ver a luz,
Vou ser o seu farol... Brilhando cada vez mais.
Este é o Meu juramento... Prometo até o fim...
Por que? Você pode perguntar... Porque você é Meu amigo.

Assinado: DEUS

DAI-ME, MÃE DE DEUS


Um pouco da tua força...para a minha fraqueza.
Um pouco da tua coragem... para o meu desalento.
Um pouco da tua compreensão... para o meu problema.
Um pouco da tua plenitude... para o meu vazio.
Um pouco da tua rosa ... para o meu espinho.
Um pouco da tua certeza... para a minha dúvida.
Um pouco do teu sol... para o meu inverno.
Um pouco da tua disponibilidade... para o meu cansaço.
Um pouco do teu rumo infinito... para o meu extravio.
Um pouco da tua neve... para o meu barro.
Um pouco de tua serenidade... para a minha inquietude.
Um pouco de tua chama... para o meu gelo.
Um pouco de tua luminosidade... para a minha noite.
Um pouco de tua alegria... para a minha tristeza.
Um pouco da tua sabedoria... para a minha ignorância.
Um pouco do teu amor... paa o meu rancor.
Um pouco da tua pureza... para o meu pecado.
Um pouco da tua vida... para a minha morte.
Um pouco do teu filho Deus... para teu filho pecador.
Com todos esses "poucos", Senhora, eu terei TUDO.

Nilze Maria Ortega

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO