BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

domingo, 25 de novembro de 2012

SUICÍDIO: PREVENIR É O MELHOR REMÉDIO



    



 Pesquisa publicada no ano de 2012 pelo jornal inglês Lancet mostra que o suicídio é a principal causa de morte entre meninas de 15 a 19 anos, e entre os meninos de mesma faixa etária só perde para os acidentes de trânsito e a violência.

     Alexandrina Meleiro, psiquiatra do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP, lembra que normalmente a incidência maior da taxa de suicídio era na terceira idade, mas que agora isso vem crescendo assustadoramente entre os jovens, tendo essa taxa multiplicado por dez de 1980 a 2000: de 0,4 para 4 a cada 100 mil pessoas. Entre as causas do suicídio na juventude estão as gestações precoces e não desejadas, a prostituição, o abuso das drogas e o preconceito em procurar ajuda.

     Estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta aumento de 60% nos casos de suicídio nos últimos 45 anos, e que 1 milhão de pessoas no mundo morrem dessa forma por ano. No Brasil estima-se que ocorram 24 suicídios por dia, com até 20 vezes mais quando se leva em conta o número de tentativas e que não chegam a se consumar, mas ficam nos registros hospitalares.

     Ainda segundo as pesquisas, outra causa do suicídio são os transtornos mentais.

Fatores de risco
No mundo o suicídio é a segunda maior causa de morte entre pessoas de 10 a 24 anos, a primeira são acidentes de trânsito. No Brasil, entre pessoas de 15 a 29 anos, o suicídio é a terceira causa de morte, atra´s de acidentes e homicídios.

Entre os fatores de risco temos:

> Pobreza
> Preconceito sexual
> Distúrbios mentais
> Impulsividade
> Baixa autoestima
> Bullying
> Casos de suicídio na família
> Problemas na família, como divórcio ou morte dos pais
> Dificuldades de interação social
> Histórico de abuso sexual

     Nessa lista da OMS temos, como espíritas, que colocar a obsessão como uma das causas que levam uma pessoa a cometer o suicídio.

Medidas salutares
Os especialistas no assunto indicam como medidas públicas eficientes de combate ao suicídio:

1 - Oferta de atendimento psiquiátrico à população.
2 - Controle mais restrito de venda, legislação e veiculação de propagandas de bebidas alcoólicas.
3 - Esclarecimento da população sobre os fatores associados ao comportamento suicida.

     Ainda esclarecem que devemos questionar sobre ideias de suicídio e passar à pessoa confiança, acolhendo-a e permitindo que expresse seus sentimentos, ou seja, que desabafe. Também pedem que levemos a sério ameaças de suicídio, pois isso indica que a pessoa está sofrendo e necessita de ajuda. É bom lembrar que dois terços das pessoas que tentam ou que se matam expressam de alguma forma sua intenção para amigos, familiares ou conhecidos. E nunca sentir-se impotente para ajudar, procurando sempre passar amparo e esperança a quem está pensando em suicídio.

Tratamento espírita
     Tudo o que vimos até o momento neste artigo é de grande relevância, mas falta o principal, o essencial: nossa realidade espiritual. Sim, somos espíritos imortais, criados por Deus para chegarmos à perfeição, por isso que a morte não existe, significando apenas transferência para o mundo espiritual, de onde viemos através da encarnação e, na sequência, das reencarnações, pois necessitamos de muitas existências para realizar o progresso moral a que somos destinados.

     Morrer não é acabar, não é o fim. Continuamos vivos do outro lado da vida, carregando as mesmas angústias e frustrações, e ainda com maior sofrimento, pois o suicídio é considerado pela lei divina como um atentado contra a vida, como uma fuga às provas e expiações necessárias para nosso depuramento moral. E ainda com o remorso pela falta de coragem, pela falta de fé e por termos lesado o coração de familiares e amigos.

     A realidade espiritual igualmente nos mostra os casos profundos de obsessão, em que vítimas do passado tentam subjugar o algoz agora reencarnado e levá-lo ao suicídio, o que minimiza mas não tira a responsabilidade do suicida, pois o ato é sempre de livre-escolha, de não resistência ao assédio exterior. Neste caso a misericórdia divina entra em ação, pois as leis de Deus são justas, alcançando um e outro, mas a ambos impondo a expiação e a reparação, de conformidade com o grau maior ou menor de responsabilidade.

     A melhor prevenção para o doloroso drama do suicídio é o Evangelho, o estudo e a prática dos ensinos de Jesus, aliado ao atendimento fraterno e as terapias da oração, do passe e do esclarecimento através da reunião mediúnica de desobsessão. Mas essas são medidas preventivas de fora para dentro, do exterior para o interior. Se não houver a prevenção interior, ou seja, a que parte da vontade da pessoa em melhorar-se moralmente, em ter maior confianças na providência divina, elegendo para si mesma metas a alcançar, de nada adiantará a prevenção fornecida pela Medicina e pelo Centro Espírita.

     Agora que você está mais esclarecido, afugente de si qualquer pensamento suicida. Pelo contrário, auxilie a quem esteja em estado depressivo, fazendo com que saia desse equívoco, pois a solução dos problemas existenciais não está em fugir deles pela porta falsa do suicídio, mas em enfrentá-los com coragem, dignidade, fé e esperança, pois nunca somos abandonados, nada nos acontece por acaso ou injustamente, e Deus, Jesus e os Bons Espíritos sempre estarão conosco, apenas aguardando que façamos a nossa parte em favor da vida.



Marcus De Mario
 REDE  AMIGO ESPÍRITA

PENSAMENTO DE HOJE

A sabedoria de um homem não está em não errar, chorar, se angustiar e se fragilizar, mas em usar seu sofrimento como alicerce de sua maturidade.

 Augusto Cury

sábado, 24 de novembro de 2012

A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena. Tem coisas que o coração só fala para quem sabe escutar! 

 Frase de Chico Xavier

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

ASCENSÃO

(...) Qual é a mecânica da ascensão?

A Ascensão é um processo que tem componentes espirituais, emocionais, mentais e físicos. Este processo tem múltiplas camadas e é interconectado, significando que uma ação que ocorra a algum nível, afeta os outros níveis (pensem nisto como um efeito dominó). A mecânica do processo de ascensão segue algo como isto:

1 – Vocês pedem para que os seus medos se mostrem a vocês.

2 – Um medo se manifesta em sua vida como uma lição que tem que se manifestar.

3 – Vocês se movem através do medo, desejando experienciá-lo tão completamente quanto necessário, a fim de integrá-lo.

4 – Vocês integram o medo, aprendendo assim a lição. Nesta parte, vocês assimilam os sentimentos do medo associados com este medo/lição. Eles podem ser sentimentos tais como: culpa, vergonha, ódio, raiva, ressentimento, etc.. (Sim, nós realmente tememos ao sentirmos estas emoções porque nos foi ensinado que elas são más e se nós as experienciarmos, nós seremos maus.)

5 – Vocês experienciam a liberação quando o medo é integrado e a lição é aprendida. Nesta liberação vocês experienciam emoções tais como alegria, êxtase, gratidão ( pela pessoa que desempenhou o papel Escuro ) e compaixão (pela dor que a pessoa do papel Escuro) teve que experienciar a fim de desempenhar a sua parte). Quando vocês sentem compaixão, há uma sensação de formigamento em seu corpo, e em muitos casos, uma explosão orgásmica de energia em seu chacra coronário superior (isto é, a raiva, a vergonha, etc., sendo transmutada em compaixão), enquanto vocês liberam as pessoas envolvidas em sua lição, da culpa.

6 – A compaixão que vocês sentem transmuta um pouco mais do seu DNA baseado no carbono para o DNA baseado no cristal ou na sílica, permitindo assim mais luz em seu corpo. Ao mesmo tempo, quaisquer implantes (também conhecidos como padrões de comportamento), associados a este medo/lição são mudados (equilibrados). Se vocês estiveram trabalhando neste medo em todos os seus vários aspectos, estes implantes recentemente mudados liberam então sua partícula dos seus 10 cordões adormecidos do seu DNA, de modo que eles possam ser realinhados.

Quanto mais nos movemos através destas fases, (leiam a “Fórmula da Compaixão” para mais detalhes neste processo de integração/transmutação), mais recodificamos o nosso DNA, mudando a consciência para mais e mais próxima ao ponto de integração entre a Luz e a Escuridão. A Compaixão é a aceitação incondicional e igual de todas as coisas (Luz e Escuridão), em relação a quem ou o que vocês são. (...)


Jelaila Starr       do blog Portal dos Anjos e das Estrelas de Avalon

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

TEMPO DE DELICADEZAS


A ESSÊNCIA DO CALAR



Há muito momentos em nossa vida que possuimos a força e já temos certeza da escolha do caminho. Pode parecer aos olhos de muitos que estamos querendo muito mais do que somos capazes de conseguir.

Mas uma voz interna diz: - Vá em frente!

Despreze a opinião dos que, nem de longe, compreendem o que você está buscando e galgará mais um degrau que pode levar você à conquistas maiores.

Assim é o caminho espiritual, aquele que possui a força é visto como louco aos olhos dos que não o entendem. Ao usar a força para ajudar o mundo é preciso nunca ser visto.

Esta é a essência do CALAR dos verdadeiros ocultistas. 
a essência de tornar-se INVISÍVEL do xamanismo

E assim, os anacoretas se retiram da vida mundana, para simplesmente calar, todavia este calar não é não uma fuga, como muitos assim a interpretam. 

Acredito que vocês conhecem os quatros verbos dos ensinamentos ocultistas, segundo Eliphas Levi, estes verbos são: SABER, OUSAR, QUERER e CALAR. 

A grande experiência de transcendência mostra que estes quatros verbos podem ser conjugados solitariamente, mas pode ser unidos promovendo outra transmutação para alma, descortinando um mundo novo no caminho evolutivo.

Saber calarQuerer calarOusar calar.

Desta forma o "SABER CALAR", detém a sabedoria de silenciar, exatamente na hora certa em que deve-se emudecer. A palavra certa na hora errada é um tiro na culatra. A palavra certa na hora certa, muda toda a história. Assim sendo percebemos numa clareza palmar, que precisamos estar atentos para as oportunidades de "SABER CALAR", ter sensibilidade para falar na hora exata e de calar quando necessário.
Então, não basta apenas "CALAR", tem que "QUERER CALAR", esta energia o detém o poder de sua vontade, tem o domínio de seu livre arbítrio. Este querer manso, da vontade, do coração e da fala. Quando o "sim" é "sim" a vida se torna mais leve, suave e bela Quando o "não" é sim, é um potencial candidato a ter um colapso do miocárdio.

E por último "OUSAR CALAR" este é caminho solitário do ocultista, ele sabe a hora de ousar calar, sair do mundo para refazer sua alma, para planejar novos trajetórias ocultas e para adentrar ao mundo do desconhecido. Lembrando o outro princípio dos ocultistas que dizia: O Bem é silencioso, o Mal por si só é falastrão.
Ousar calar, é o ativo silêncio dos ocultistas, para transformar conhecimento em sabedoria, é preciso ousar calar. Nestes momentos é necessário calar para angariar lucidez e sentatez na instalaçao do bem. O mal tem muitos ouvidos e pode obstruir o canal do bem. Por isso, inúmeros mestres estiveram silenciosos por certo período, nada explanava sobre seus projetos porque eles ousavam calar, para realizar.

No xamanismo, com muita sabedoria eles ensinam ser invisível, que por analogia pode comparar com "ousar calar", torna-se uma pessoa comum, não chamar atenção para si mesmo. Caminhar com muita cautela, muito cuidado, como se estivesse pisando em pele de ovo, sem o direito de rompê-la. Na vida de muitos ocultistas, pode ser considerado a utilização do 'ousar calar' como um esconderijo, noutras vezes os mestres podem ser apenas discretos.
Este é o caminho essencial do "calar", e que muitas vezes pode parecer ao mundo, que aquele que sabe calar, é um bobo, é um fraco. Mas, é um momento essencial para a grande abertura rumo ao desconhecido mediante a visão transmundana.

Bem , creio que todos amigos blogueiros, que visitam este blog, tem conhecimentos suficientes para compreender esta conjugação do verbo "calar " como faziam os ocultistas.
Fica uma pergunta, como está seu lado ocultista?

Paz Profunda!
Felicidades.


Norma Villares, do blog "Sem fronteiras para o Sagrado"

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

FINADOS NA VISÃO ESPÍRITA



Todos os anos, na época em que se aproxima o dia de finados, muitas pessoas questionam nós espírita, querendo saber se devem ou não ir ao cemitério?o Espiritismo é uma doutrina educadora e libertária. Ela não nos proíbe e nem exige nada de ninguém, apenas nos informa em relação as leis da vida e seus mecanismos, para que, depois, cada um faz aquilo que sua consciência permitir ou determinar.
Nesse sentido, o Espiritismo esclarece-nos quanto aos aspectos mais profundos do entendimento existencial. Considera com muita propriedade que no túmulo não é o lugar que os espíritos moram ou ficam. Dependendo da data do sepultamento, às vezes, nem corpo existe mais ali.
Sabemos com nossa doutrina e com os posicionamentos dos Benfeitores Espirituais, que os espíritos de nossos entes queridos e amigos, assim como todos os demais espíritos, estão muito vivos e ficam, geralmente, à nossa volta com os quais nos acotovelamos todos os momentos. Ninguém morre. Deus não tem nenhum filho(a) morto(a). Todos vivem e se não estão materializados conosco estão vivendo em algum lugar nesse imenso Universo, que é a casa do Pai, onde, segundo Jesus, existem muitas moradas.
Cabe a nós espiritualistas, nos libertarmos dos atavismos firmados no período do entendimento da fé cega e, agora, sabedores das verdades espirituais novas, assimilarmos esses conhecimentos e criar novos hábitos para exaltarmos a vida e não a morte das pessoas que amamos e por elas somos amados.
Racionalmente, chegamos a conclusão que o cemitério não é o melhor lugar para os espíritos nos reencontrar e serem homenageados, sobretudo se tiverem recém-desencarnados. A aproximação deles junto do lugar onde estão os seus despojos carnais ainda trarão a eles um desconforto e constrangimento muito grande. Muitos nem suportam ficar ali por perto por muito tempo.
Existe uma maneira muito singela, amorosa, fraterna que podemos habituar a fazer para que os espíritos familiares e amigos possam sentir lembrados e homenageados por nós, não só em finados, mas todos os dias: uma prece sincera em favor da harmonia, paz e de que estejam felizes ao lado da família espiritual deles.
Podemos também colocar em nossos lares e/ou local de seu antigo trabalho, um recadinho do coração, uma flor perto de um porta retrato com a foto do desencarnado. Assim sentirão lembrados, amados e fortalecidos por ver que estamos exaltando a vida e não a morte.
Sempre virão ao nosso encontro os espíritos dos nossos parentes e amigos desencarnados? Não! Muitos deles demoram para aproximar dos entes queridos que ficaram na Terra, pois isso depende das condições espirituais em que se encontram e das possibilidades de vir junto dos familiares e amigos. Outros nem querem vir, pois muitas vezes nossos sentimentos não são sinceros, e o Espírito não se interessa por essa hipocrisia, eles vem muito mais pelo pensamento e sentimento puro.
Sabemos que tudo o que se faz no cemitério, não passa em muitos casos de demonstração de posses materiais. Seja para demonstrar para a sociedade uma atitude de respeito, às vezes desprovida até de sinceridade.
Portanto, todos são livres para fazer o que acham que devem, principalmente sendo de coração aberto e sincero, numa legitima demonstração de amor.
Então. Que tal aprendermos a referendar os nossos mortos-vivos em nossa casa recolhidos com a família e em prece proferida com sentimento? Aproveitar a oportunidade de amor e carinho entre os que ainda estão encarnados para mostrar a harmonia e a fraternidade dos descendentes que possibilitam um sentimento mais elevado ao desencarnado.
Preciso ainda lembrar que muitos espíritos que se encontram no Mundo Espiritual não ligam a mínima para certos fatos que a nós encarnados enche de orgulho, pois, muitos deles, estão acima das nossas conveniências e ilusões terrenas.
Uma pergunta para encerrar nossa reflexão. Quando você partir desse mundo, onde você gostaria de ser lembrado e reencontrar com os seus amigos e familiares, no cemitério ou em um lugar que só te inspira boas lembranças?
Então vamos lembrar de nossas almas queridas, exaltando a vida e não a morte.

Ismael Batista da Silva

 

COMUNICAÇÃO DE EXTRA-TERRESTRE



 SaLuSa, 14-Novembro-2012

1.O amor e a paz estabelecidos na Terra, estão a crescer exponencialmente e com o passar dos dias, estão a abranger todo o mundo. Em maior ou menor grau todas as almas estão a ser afetadas por ambos e algumas têm maior facilidade em mantê-las do que outros. Por isso, é dada a todas as almas a mesma oportunidade para crescer na Luz e participar na Ascensão. No entanto, não é necessário o conhecimento do processo da Ascensão para ter a certeza de estarem a erguer-se. De facto, podem ter um ponto de vista do futuro bastante diferente, mas não importa, porque, em breve, vão adaptar-se às mudanças que estão a surgir.

2. Como sabem, durante muito tempo, foi dado todo o encorajamento à Humanidade para se erguer para a Luz, porque desejamos que o maior número de almas seja elevado. Algumas almas negam-se a qualquer aproximação feita para os abranger pela Ascensão. Nessas circunstâncias, o conhecimento é-lhes fornecido igualmente para que possam continuar no caminho escolhido, que lhes dará oportunidades futuras de ascender. Não há pressão sobre essas almas, porque a vida é infinita e têm todo o tempo que quiserem para evoluir. Embora a Ascensão a chegar seja um ponto alto do vosso crescimento, ireis continuar a seguir o caminho da evolução da alma, mas nunca mais será tão duro e exigente como o período que têm atravessado.

3. Se estão bem implantados no caminho da Luz, terão determinado que “bagagem” que carregam, seja melhor descartada para vos preparar completamente para a Ascensão. Muitas vezes, estão agarrados à prática de hábitos que atribuem às necessidades do vosso corpo físico. Podem ser substâncias viciantes como a nicotina ou drogas em geral. Estejam certos que uma vez que desejem libertar-se delas, ireis achar mais fácil do que poderiam imaginar. Esses prazeres do corpo não têm lugar nas dimensões superiores e quanto mais altas forem as vossas vibrações, menos irão depender delas. Por isso, saibam que a resposta está nas vossas mãos, embora tenham a nossa ajuda deste nosso lado do véu. Nunca estão sós nas vossas tarefas para vos erguer, por isso, chamem os vossos assistentes para trabalhar convosco.

4. Com a vossa elevação, o que descobris é que há duma diferença nítida entre o amor físico e o amor da alma. O primeiro é a satisfação dos sentidos físicos, enquanto o outro é o Amor Universal para toda a vida e em toda a parte. Na Terra sois impulsionados pela atracção física e, muitas vezes, estabelecem relacionamentos sem realmente conhecer a pessoa. Nas dimensões mais altas podem ver as almas tal como elas são e não há maneira de esconder a verdade. Ao pertencer a uma vibração mais alta, podeis ver as cores das auras, uns dos outros e com a compreensão do seu significado, conhecereis o seu caminho dessa alma e as energias que estão a usar. As chamas gémeas ou as almas gémeas irão conhecer-se e habitualmente decidem juntar-se para evolução posterior. Há muito para aprender sobre as vossas oportunidades futuras, mas haverá muitos de nós prontos a dar-vos uma mão de ajuda.

5. Muita da vossa aprendizagem irá ter lugar a bordo das nossas naves, que irão estar à vossa disposição depois da Ascensão. Emociona-nos pensar na vossa alegria e surpresa quando puderem experimentar o que é estar numa Nave Mãe. Há muita coisa que ainda não ouviram ou que serão capazes de compreender. No entanto, queremos que fiquem familiarizados com as nossas tecnologias porque alguns estão preparados para usá-las. Como provavelmente já sabem, muitos de vós visitaram-nos em sonhos mas poucos retêm a recordação desse facto. Significa que, quando nos tornarem a visitar, tereis memórias subconscientes de tais visitas e compreendereis que vos é familiar. Ireis verificar que vários tipos diferentes de Seres de outras civilizações, trabalham, lado a lado, para a Federação Galáctica da Luz. Desfrutamos o conhecimento e as diferenças que outros Extraterrestres nos trazem e que podemos todos partilhar. Partilhar é a palavra-chave que exprime tudo que fazemos e que é feito para o bem de todos.

6. Na Terra, aprenderam a lutar por possessões e a falar da posse como um direito. Isso foi causado, em larga medida, pelos que pertencem às trevas, que vos mantiveram sistematicamente na condição de carência, mesmo dos bens essenciais que são necessários para existir. No futuro ireis experimentar a abundância e nunca mais tereis carência de nada. Deus providenciou e foi o Homem que dividiu, por isso é que há duas classes de povos e pessoas, os ricos e os pobres. As faltas foram o resultado do controlo e da manipulação para vos escravizar todos às grandes corporações. Também significou que vos foram subtraídas novas invenções, que vos teriam dado de imediato melhor qualidade de vida, como, por exemplo a energia livre. Vai ser-vos dada muito em breve e irá mudar, de um só golpe, a vossa qualidade de vida.

7. Sabemos como têm sido pacientes, pois a saga em derrotar os que pertencem às trevas foi exaustiva. Estamos satisfeitos por saber que têm pouco poder e estão a ponto de o perder totalmente. Com Obama no leme, mais uma vez, os assuntos podem ser acelerados e ele vai ser uma pessoa muito ocupada dentro em breve. Planeamos esta época com ele e nada nem ninguém será capaz de impedir o progresso. É como vocês costumam dizer: “Está escrito nas estrelas”, e ele recebeu sempre a nossa protecção. Realmente cada trabalhador da Luz está protegido, embora estejamos limitados pelo seu plano de vida, se pretenderem sacrificar a sua vida pelo bem superior de tudo. Têm na vossa história Seres superiores que fizeram isso e a maneira de partir não é acidental, é planeada. Nos tempos recentes, talvez o vosso Presidente mais amado, John F. Kennedy, seja um exemplo típico de uma dessas almas.

8. Eu sou SaLuSa, de Sírio, e estou grato e encantado por continuar com as minhas mensagens, destinadas a preparar-vos para a Nova Era. Olhando para trás, é extraordinário que tenhamos estado em contacto convosco há alguns 70 anos, e ver onde se encontram hoje. Estais familiarizados com a nossa presença e, de um modo geral, aceitais que somos da vossa família. Sentimos que alcançaram tanto num espaço de tempo relativamente curto e aqui estamos, tão perto de ser capazes de vos visitar sem restrições. Aguardamos ansiosamente essa ocasião em que iremos poder partilhar muitas coisas convosco.
 
Obrigado SaLuSa.
Mike Quinsey.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

REFLEXÃO


Optei pela alegria. Por raios de sol, pelo sorriso espontâneo.
Optei pelo amor maduro, pelo abraço que tranquiliza, pela presença que acolhe.
Resolvi juntar um punhado de tristezas, escolher uma esquecida gaveta e por lá deixar.
Acontece que o tempo é curto e a vida pulsa aqui dentro, sempre e sem parar, me ensinando, docemente, a conjugar o verbo continuar.

Erick Tozzo

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

PENSAMENTO DO DIA

A vida pode não ser  uma festa que sempre esperávamos mas,     enquanto estamos aqui, devemos dançar, respeitando sempre as pessoas que nos amam . Nós aprendemos a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas ainda não aprendemos a conviver como irmãos.

Desconheço autoria

domingo, 11 de novembro de 2012

PASSAGEIROS DA VIDA



 
 
Viajando céleres pelo trem da Vida,
Somos passageiros sem estação.
Uns desembarcam nas primeiras descidas,
Outros afortunados mais longe vão .
 
Crescendo, já moços,criamos família:
Passamos  de filhos a pais e avós ,
Enquanto vemos os nossos em partida
Até que um dia nos levam à urna, frios e sós!
 
E então me pergunto: de que vale o  viver
Se tudo é mera ilusão, percurso em desatino,
Passageiros  de uma aventura sem destino?
 
Responde-me o coração, de paixão enternecido:
- Vale-se viver para de amor se morrer  sorrindo...
 Mas , reflito:  - viver é a desventura de nada ser!


Nelson Antônio Corrêa
 

OS OUTROS TÊM O DIREITO DE NÃO GOSTAR DE VOCÊ


 Frequentemente, vejo pessoas se autodestruindo ou tentando destruir o outro porque não se conformam com o fato de não serem correspondidas. Afirmam insistentemente que “amam” e, em nome deste sentimento, julgam-se dona de toda e qualquer razão, como se qualquer atitude pudesse ser justificada por este sentimento. 
Claro que desejamos ser correspondidos quando gostamos de uma pessoa. Óbvio que queremos nos relacionar com ela e creio que seja muito saudável fazermos o melhor que conseguirmos para tentar conquistá-la; mas precisamos considerar que nenhuma investida é garantida. 
Faça o que fizer, haja o que houver e ainda assim o outro terá o direito de não querer, não gostar, não conseguir corresponder e oferecer os mesmos sentimentos. Acontece que algumas pessoas simplesmente não aceitam isso. São imaturas; comportam-se feito crianças que esperneiam e fazem birra a fim de conseguir o que querem. 
Algumas optam pela autodesvalorização. Diante da recusa do outro, entregam-se às lamentações e não se cansam de repetir que são feias, desinteressantes e não têm sorte na vida. Pisoteiam sua própria auto-estima até realmente ficarem muito menos atraentes do que poderiam ser. 
Existem as que mergulham tão profundamente nessas crenças que desenvolvem sentimentos próprios de depressão, instabilidade de humor, desânimo diante de tudo e de todos e, em alguns casos extremos, chegam até a desistir de viver. 
Outras preferem atacar quem as rejeitou. Ainda que esta opção também signifique autodestruição, tais pessoas se empenham em bagunçar a vida do outro. Fazem escândalo na família dele, em frente a casa, tentam difamá-lo entre os amigos e, seja através de diretas ou de indiretas, não medem esforço para causar-lhe transtornos de todas as ordens. 
Se você se derruba ou tenta derrubar o outro quando não consegue despertar nele o mesmo sentimento que o dedica, está na hora de crescer e amadurecer; de entender de uma vez por todas que as pessoas têm o direito de não gostar de você, assim como você também tem o direito de não gostar de alguém que se declara e revela o desejo de estar ao seu lado! 
Sei que é triste, que a gente fica mal, chora e se angustia com uma recusa. Até aí, muito compreensível: todos nós desejamos ser amados por quem amamos. Mas depois de algum tempo (sejam dias ou alguns meses), isso tem de passar. 
Aceitar o “não” é ser justo e democrático; é ser adulto o bastante para acatar os sentimentos do outro sem acreditar que ele tem o poder de lhe destruir caso não queira ficar com você. Não tem! E se você se vê destruído, saiba que a responsabilidade é sua e não do outro. Quem se destruiu foi você! 
E enquanto digere a tristeza de não ser correspondido, comporte-se com dignidade. Não alimente pensamentos insensatos e unilaterais. Tente perceber como você pode se tornar melhor depois deste episódio. Sempre temos algo a aprender e as dores do amor servem perfeitamente para isso. 
Por fim, não se esqueça: a gente só pode seduzir de verdade o coração de alguém quando usa, para tanto, atitudes de amor. Infantilidade, exageros, ofensas e acusações podem até fazer parte da reestruturação de uma relação, mas não podem persistir até que a única coisa que você mereça seja piedade. Porque, certamente, você merece bem mais do que isso!

Rosana Braga

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

ORAÇÃO DO AMIGO


SENHOR,


Olhai pelo meu amigo!
Que as pedras sejam removidas do seu caminho,
Que tenha forças para carregar seus fardos,
Que encontre coragem para resistir ao mal,
Que possa ver o amor em todos os seres,
Que seja abraçado pela lealdade,
Que encontre conforto e saúde se estiver doente,
Que seja próspero e saiba partilhar,
Que tenha paz cobrindo seu espírito,
Que sua mente obtenha os conhecimentos,
Que use sabedoria para aplicá-los,
Que saiba distinguir o Bem do mal,
Que tenha Fé para manter-se forte na dor.

SENHOR,

Olhai pelo meu amigo!
Protegei cada passo que ele der,
Que a cada novo dia ele aceite o novo,
Que saiba alegremente comunicar novidade,
Que Vos sinta em todos os momentos
E que tenha o Vosso colo
por toda a Eternidade!


Autoria desconhecida

A LEI DA ATRAÇÃO


"Cada pensamento vibra, cada pensamento irradia um sinal, e cada pensamento atrai um sinal de volta que combine com ele. Chamamos a este processo de Lei da Atração.
 A Lei da Atração reza: Semelhante atrai semelhante. Assim, você pode ver a Lei da Atração como um Diretor Universal que cuida para que todos os pensamentos que combinam entre si se alinhem.
 Este princípio pode ser entendido quando você liga seu rádio e deliberadamente o sintoniza com o sinal da torre de transmissão. Se você gira o seletor até o 98.6 FM você não espera ouvir o que está sendo transmitido na freqüência 101 FM. Você sabe que a freqüência vibratória do rádio deve combinar , e a Lei da Atração concorda com você.
 Por isso, na medida que sua experiência o induz a lançar projéteis de desejos, você precisa encontrar formas de manter-se consistentemente em harmonia vibratória com tais desejos para que possa receber a manifestação deles.
 Para O Que Você Está Dando Sua Atenção?
 Sempre que está dando atenção a alguma coisa você está emitindo uma vibração, e a vibração que emite é o mesmo que pedir por algo, que é igual ao seu ponto de atração.
 Se há alguma coisa que deseja que não tem agora, você só precisa colocar sua atenção nisto e, pela Lei da Atração, isto que deseja virá a você, porque ao pensar nesta coisa ou ao experimentar seu desejo, você emite uma vibração, então, pela Lei, esta coisa ou experiência deve vir para você.
 Entretanto, se existe alguma coisa que você queira que ainda não tem, e você colocar sua atenção em seu atual estado de não ter o que deseja, então a Lei da Atração continuará a combinar com a vibração de não ter o que deseja, e você continuará não tendo o que deseja. Esta é a Lei."

Abraham-Hicks - Ask and It Is Given - pags 25 e 26
Tradução de Claudia Giovani
Fonte:http://www.fadadasrosas.com.br


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

REFLEXÃO DE HOJE

" Uma vida sem Amor é como árvores sem flores e sem frutos. E um Amor sem beleza é como flores sem perfume. Vida, amor, beleza: eis a minha trindade"

 Gibran Khalil Gibran 

domingo, 4 de novembro de 2012

UM TEXTO QUE TODA MULHER DEVERIA LER...




             
 
Se eu tivesse que escolher uma palavra? Apenas uma? Para ser item obrigatório no vocabulário da mulher de hoje, essa palavra seria um verbo de quatro sílabas: descomplicar. 

Depois de infinitas (e imensas) conquistas, acho que está passando da hora de aprendermos a viver com mais leveza: exigir menos dos outros e de nós próprias, cobrar menos, reclamar menos, carregar menos culpa, olhar menos para o espelho. Descomplicar talvez seja o atalho mais seguro para chegarmos à tão falada qualidade de vida que queremos e merecemos ter.

Mas há outras palavras que não podem faltar no kit existencial da mulher moderna. Amizade, por exemplo. Acostumadas a concentrar nossos sentimentos (e nossa energia...) nas relações amorosas, acabamos deixando as amigas em segundo plano. E nada, mas nada mesmo, faz tão bem para uma mulher quanto a convivência com as amigas. Ir ao cinema com elas (que gostam dos mesmos filmes que a gente), sair sem ter hora para voltar, compartilhar uma caipivodca de morango e repetir as histórias que já nos contamos mil vezes? Isso sim, faz bem para a pele. Para a alma, então, nem se fala. Ao menos uma vez por mês, deixe o marido ou o namorado em casa, prometa-se que não vai ligar para ele nem uma vez (desligue o celular, se for preciso) e desfrute os prazeres que só uma boa amizade consegue proporcionar.

E, já que falamos em desligar o celular, incorpore ao seu vocabulário duas palavras que têm estado ausentes do cotidiano feminino: pausa e silêncio. Aprenda a parar, nem que seja por cinco minutos, três vezes por semana, duas vezes por mês, ou uma vez por dia, não importa, e a ficar em silêncio. Essas pausas silenciosas nos permitem refletir, contar até cem antes de uma decisão importante, entender melhor os próprios sentimentos, reencontrar a serenidade e o equilíbrio quando é preciso.

Também abra espaço, no vocabulário e no cotidiano, para o verbo rir. Não há creme anti-idade nem botox que salve a expressão de uma mulher mal-humorada. Azedume e amargura são palavras que devem ser banidas do nosso dia a dia. Se for preciso, pegue uma comédia na locadora, preste atenção na conversa de duas crianças, marque um encontro com aquela amiga engraçada, faça qualquer coisa, mas ria. O riso nos salva de nós mesmas, cura nossas angústias e nos reconcilia com a vida.

Quanto à palavra dieta, cuidado: mulheres que falam em regime o tempo todo costumam ser péssimas companhias. Deixe para discutir carboidratos e afins no banheiro feminino ou no consultório do endocrinologista. Nas mesas de restaurantes, nem pensar. Se for para ficar contando calorias, descrevendo a própria culpa e olhando para a sobremesa do companheiro de mesa com reprovação e inveja, melhor ficar em casa e desfrutar sua salada de alface e seu chá verde sozinha.

Uma sugestão? Tente trocar a obsessão pela dieta por outra palavra que, essa sim, deveria guiar nossos atos 24 horas por dia: gentileza. Ter classe não é usar roupas de grife: é ser delicada. Saber se comportar é infinitamente mais importante do que saber se vestir. Resgate aquele velho exercício que anda esquecido: aprenda a se colocar no lugar do outro, e trate-o como você gostaria de ser tratada, seja no trânsito, na fila do banco, na empresa onde trabalha, em casa, no supermercado, na academia.

E, para encerrar, não deixe de conjugar dois verbos que deveriam ser indissociáveis da vida: sonhar e recomeçar. Sonhe com aquela viagem ao exterior, aquele fim de semana na praia, o curso que você ainda vai fazer, a promoção que vai conquistar um dia, aquele homem que um dia (quem sabe?) ainda vai ser seu. Sonhe até que aconteça. E recomece, sempre que for preciso: seja na carreira, na vida amorosa, nos relacionamentos familiares. A vida nos dá um espaço de manobra: use-o para reinventar a si mesma. 
E, por último (agora, sim, encerrando), risque do seu Aurélio a palavra perfeição. O dicionário das mulheres interessantes inclui fragilidades, inseguranças, limites. Pare de brigar com você mesma para ser a mãe perfeita, a dona de casa impecável, a profissional que sabe tudo, a esposa nota mil. Acima de tudo, elimine de sua vida o desgaste que é tentar ter coxas sem celulite, rosto sem rugas, cabelos que não arrepiam, bumbum que encara qualquer biquíni. Mulheres reais são mulheres imperfeitas. E mulheres que se aceitam como imperfeitas são mulheres livres. Viver não é (e nunca foi) fácil, mas, quando se elimina o excesso de peso da bagagem (e a busca da perfeição pesa toneladas), a tão sonhada felicidade fica muito mais possível.
A vida não pode ser economizada para amanhã.


Rubem Alves

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO