BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

quinta-feira, 24 de julho de 2014

DESAPEGO


O apego é a causa de todo o sofrimento humano. Diante disso, sabemos que precisamos nos desapegar, mas o que isso significa e como alcançamos isso?


Antes de mais nada, é preciso entender que o desapego maior que precisamos ter não é em relação à matéria ou a relacionamentos com outras pessoas, mas sim nos desapegarmos do nosso ego, da nossa personalidade, de ideias e crenças limitadoras, de emoções e sentimentos de baixa vibração e de pensamentos negativos. Se conseguirmos isso, seremos livres e serenos em todas as situações; capazes de ver as circunstâncias como elas são realmente, sem ilusões ou expectativas fantasiosas. Portanto, sem apego não teremos nenhuma ansiedade em relação a nada. Não esperaremos nada de ninguém, nenhum resultado pressuposto, nenhum reconhecimento alheio, seremos apenas o que somos, parte sagrada do Todo e só isso nos trará imensa paz e felicidade.

Na verdade, somos apegados ao nosso ego, às ideias criadas pela nossa mente, conceitos baseados em crenças, medos e anseios, geralmente uma imagem bastante distorcida do que seria o nosso Eu, uma imagem muito cristalizada e difícil de ser dissipada.

Todas as características da nossa personalidade foram criadas por projeções daquilo que imaginamos ser uma pessoa ideal para que ela seja aprovada pela sociedade, pelos nossos pais, amigos e outras pessoas importantes para nós. Pensamos que para “vencer na vida” temos que ser parecidos com esta ou aquela pessoa que se “deu bem”, deixando de lado a nossa real natureza, os nossos dons e as nossas virtudes divinas, causando-nos transtornos internos e externos. Estamos sempre nos comparando a alguém, desejando ser como outra pessoa e competindo com os outros; resumindo, nunca estamos satisfeitos com o que somos. A grande maioria tem a ilusão de que só será feliz se for bonito ou rico. Assim nos tornamos pessoas carentes e confusas, sem saber quem realmente somos, com muito medo de sermos rejeitados e de ficarmos sozinhos e sermos infelizes. Com isso, vamos criando máscaras e mais máscaras para nos defendermos da solidão e da insatisfação que temos conosco.

Bem, a primeira coisa a ser feita para nos desapegarmos do ego é abrir o coração e a mente para admitirmos que essa imagem não corresponde à realidade, pois o nosso Verdadeiro Eu é simplesmente Consciência e não tem nenhuma pretensão de ser algo além disso, pois já é completo em si mesmo. A missão do nosso verdadeiro Eu é ser o Amor em plenitude, alcançando assim a felicidade plena na União Consciente com o Todo. Na verdade, a nossa Consciência está apenas adormecida e precisa passar pela experiência da vida para despertar e se autorrealizar.

De fato, é o desapego ao ego que irá dissipar a falsa imagem de nós mesmos, trazendo alívio para os nossos conflitos ao nos revelar a nossa verdadeira identidade. Precisamos porém de coragem para enxergar a nossa própria sombra, humildade para admiti-la e determinação para não nos deixarmos influenciar por ela novamente. É necessário silenciar a nossa mente para apagarmos as imagens que criamos, abandonarmos os aspectos negativos e fantasiosos de nós mesmos e deixarmos aflorar do nosso coração o nosso verdadeiro Eu.

Concluindo, somente através do desapego real poderemos nos enxergar, assumir quem realmente somos e assim nos tornarmos seres realizados e felizes.

Marta Magalhães site STUM


ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO