BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

segunda-feira, 15 de junho de 2015

A SIMPLICIDADE DA VIDA


Engraçado, mas as pessoas vivem correndo atrás da felicidade como o cachorro corre atrás de seu próprio rabo.
Isto porque, na verdade, a felicidade não está em nosso exterior, mas dentro de nós.
Deixei um apartamento para viver em minha própria casa. Todos pensam que um apartamento é mais seguro, nos dias de hoje. Entretanto, pergunto: qual a verdadeira segurança que a vida nos proporciona? Ela é tão frágil! Podemos perdê-la a qualquer instante. Acho que não devemos nos preocupar tanto com esta questão. O importante é viver plenamente cada dia como se fosse o último e ser feliz.
Eu me julgo uma pessoa feliz. Encontro em minha casa e dentro de mim tudo de que preciso para isso. Tenho o privilégio de jardim e quintal, coisa rara hoje em dia.
Acordo com o canto dos passarinhos. Vejo cada flor que nasce em meu jardim e posso colher fruta em meu quintal.
Logo que me mudei para cá, um ninho de passarinhos me acolheu lindamente na árvore de meu jardim. Sinto o perfume da murta e da dama-da-noite. Aspiro o ar com delícia!
Á tarde, sento em minha varanda e fico contemplando a beleza da natureza. É uma paz completa!
Tenho livros, música e amigos, O que mais poderia desejar? Escrevo minhas crônicas, meus poemas e meus livros. Tenho um encontro marcado com Deus todos os dias. Faço de minha vida uma prece constante. E, assim, os dias correm, tudo morre e renasce e eu sigo tranqüila, grata e feliz.
Voltei há pouco de uma viagem em que pude encontrar  irmãos,  sobrinhos, tio e primos, que se espalharam por todo canto desse país e do planeta. A todos abracei com imensa alegria. Foi uma verdadeira festa! Passeei por belíssimos lugares e vivi com intensidade cada dia dessa curta e deliciosa viagem. Por acaso é diferente a vida? Curta, curta demais, mas deliciosa. Dores, perdas, aflições, quem não as tem? E poderia ser tão maravilhosa se não conhecêssemos o seu avesso?...
Para quê e por que tanto estresse? E a pressa em que as pessoas vivem?... Pressa para chegar onde?
Um dia, em Belo Horizonte, fui assaltada por três bandidos, com a arma em meu estômago.  Tratei-os com lhaneza e amorosamente, como irmãos. Sabem o que fizeram? Entreolharam-se, guardaram a arma e levaram-me apenas o dinheiro. Não tive medo. Acho que o medo e o pensamento negativo atraem apenas o que é ruim. É preciso que nos libertemos de qualquer emoção negativa. São elas que nos criam o inferno.
O paraíso está dentro de nós, sem dúvida. E eu o encontrei. Simples assim como a própria vida.

Maria Luiza Silveira Teles
Membro da Academia Montes-clarense de Letras
Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO