BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

A VIDA MÍSTICA



Misticismo é uma forma de conhecimento que inclui práticas como a meditação, a contemplação e a prece, visando a união íntima e direta do espírito humano com o princípio fundamental do ser. A experiência mística não depende de organização ou hierarquia, nem templos materiais, nem escrituras sagradas, porque é uma percepção imediata do divino, uma atitude interior. 
Erro é supor que a experiência mística requer a fuga do mundo. Quando o indivíduo vive sua realidade divina liberta-se do apego às coisas exteriores que o mundo oferece (lucros e perdas, prazeres e tristezas, honra e difamação), porque passa a desfrutar da felicidade interior que, por ser plena, dispensa os prazeres ilusórios e transitórios. Contudo, seu estado de bem-aventurança, longe de o isolar de seus semelhantes, faz com que se relacione melhor com todos os seres, sendo compreensivo, paciente, compassivo, magnânimo, generoso, caritativo e pacífico, qualidades típicas do altruísta. 
Gurdjieff, filósofo e mestre espiritual que influenciou celebridades como Rudyard Kipling e Katherine Mansfield, chamava de “quarto caminho” o daqueles que querem permanecer no mundo, mas não pertencer ao mundo. A maioria dos rosacruzes, do passado e do presente, têm seguido esta via e contribuído admiravelmente para o melhoramento do mundo. 
Qualquer que seja a sua fé, o místico é sempre um ser que se harmoniza com uma ordem superior: o Uno, o Absoluto, o Tao, sem a necessidade, para tanto, da intermediação de uma organização religiosa ou de um sacerdote. O conhecimento que ele busca não é intelectual-racional, nem doutrinário-formal, mas intuitivo. Trata-se de um saber que é, ao mesmo tempo, um vivenciar – um contato direto com a Realidade Superior, pelo qual o homem descobre e atinge a sua essência, desfazendo-se das impurezas do eu inferior.


Sergio Carlos Covello, F.R.C

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO