BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

MENSAGEM DO DIA


Se te transformas em ouro pelo toque da pedra filosofal, mesmo que fiques enterrado nas profundezas da terra durante milhares de anos, permanecerás sempre ouro e como ouro te comportarás quando fores encontrado.

Ramakrishna

domingo, 19 de fevereiro de 2017

PENSAMENTO DE HOJE


Unidade na diversidade é o plano do universo. Se é verdade que Deus é o centro de todas as religiões e que cada um de nós está se movendo em sua direção ao longo de um desses raios, então é certo que todos nós atingiremos esse centro, onde os raios se encontram e todas as diferenças deixarão de existir.

Swami Vivekananda

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

CAUSAS ESPIRITUAIS DAS DOENÇAS



A seguir produzimos perguntas e respostas de Emmanuel contidas no livro "Leis do Amor", psicografado por Chico Xavier e Waldo Vieira, sobre a questão das causas espirituais das doenças.
1 - O que estrutura espiritualmente o corpo de carne?
Emmanuel: O corpo espiritual ou perispírito é o corpo básico, constituído de matéria sutil, sobre o qual se organiza o corpo de carne.
2 - O erro de uma encarnação passada pode incluir na encarnação presente, predispondo o corpo físico às doenças? De que modo?
Emmanuel - A grande maioria das doenças tem a sua causa profunda na estrutura semi-material do corpo espiritual. Havendo o espírito agido erradamente, nesse ou naquele setor da experiência evolutiva, vinca o corpo espiritual com desequilíbrios ou distonias, que o predispõem à instalação de determinadas enfermidades, conforme o órgão atingido.
3 - Quais os dois aspectos da Justiça?
Emmanuel - A Justiça na Terra pune simplesmente a crueldade manifesta, cujas conseqüências transitam nas áreas do interesse público, dilapidando a vida e induzindo à criminalidade; entretanto, esse é apenas o seu aspecto exterior, porque a Justiça é sempre manifestação constante da Lei Divina, nos processos da evolução e nas atividades da consciência.
4 - Qual a relação existente entre doenças e a Justiça?
Emmanuel - No curso das enfermidades, é imperioso venhamos a examinar a Justiça, funcionando com todo o seu poder regenerativo, para sanar os males que acalentamos.
5 - O que faz o Espírito, antes de reencarnar-se visando à própria melhoria?
Emmanuel - Antes da reencarnação, nós mesmos, em plenitude de responsabilidade, analisamos os pontos vulneráveis da própria alma, advogando em nosso próprio favor a concessão dos impedimentos físicos que, em tempo certo, nos imunizem, ante a possibilidade de reincidência nos erros em que estamos incursos.
6 - Que pedem, para regenerar-se, os intelectuais que conspurcaram os tesouros da alma?
Emmanuel - Artífices do pensamento, que malversamos os patrimônios do espírito, rogam empeços cerebrais, que se façam por algum tempo alavancas coercitivas, contra as nossas tendências ao desequilíbrio intelectual.
7 - Que medidas de reabilitação rogam os artistas que corromperam a inteligência?
Emmanuel - Artistas, que intoxicamos a sensibilidade alheia com os abusos da representação viciosa, imploramos moléstias ou mutilações, que nos incapacitem para a queda em novas culpas.
8 - Que emendas solicitam os oradores e pessoas que influenciaram negativamente pela palavra?
Emmanuel - Tarefeiros da palavra, que nos prevalecemos dela para caluniar ou para ferir, solicitamos as deficiências dos aparelhos vocais e auditivos, que nos garantam a segregação providencial.
9 - Que providências retificadoras pedem para si próprios aqueles que abraçaram graves compromissos do sexo?
Emmanuel - Criaturas dotadas de harmonia orgânica, que arremessamos os valores do sexo ao terreno das paixões aviltantes, enlouquecendo corações e fomentando tragédias, suplicamos as doenças e as inibições genésicas que em nos humilhando, servem por válvulas de contenção dos nossos impulsos inferiores.
10 - Todas as enfermidades conhecidas foram solicitadas pelo Espírito do próprio enfermo, antes de renascer?
Emmanuel - Nem sempre o Espírito requisita deliberadamente determinadas enfermidades de vez que, em muitas circunstâncias quais aqueles que se verificam no suicídio ou na delinqüência, caímos, de imediato, na desagregação ou na insanidade das próprias forças, lesando o corpo espiritual, o que nos constrange a renascer no berço físico, exibindo defeitos e moléstias congênitas, em aflitivos quadros expiatórios.
11 - Quais são os casos mais comuns de doenças compulsórias, impostas pela Lei Divina?
Emmanuel - Encontramos numerosos casos de doenças compulsórias, impostas pela Lei Divina, na maioria das criaturas que trazem as provações da idiotia ou da loucura, da cegueira ou da paralisia irreversíveis, ou ainda, nas crianças-problemas, cujos corpos, irremediavelmente frustrados, durante todo o curso da reencarnação, mostram-se na condição de celas regenerativas, para a internação compulsória daqueles que fizeram jus a semelhantes recursos drásticos da Lei. Justo acrescentar que todos esses companheiros, em transitórias, mas duras dificuldades, renascem na companhia daqueles mesmos amigos e familiares de outro tempo que, um dia, se cumpliciaram com eles na prática das ações reprováveis em que delinquiram.
12 - A mente invigilante pode instalar doenças no organismo? E o que pode provocar doenças de causas espirituais na vida diária?
Emmanuel - A mente é mais poderosa para instalar doenças e desarmonias do que todas as bactérias e vírus conhecidos. Necessário, pois, considerar igualmente, que desequilíbrios e moléstias surgem também da imprudência e do desmazelo, da revolta e da preguiça. Pessoas que se embriagam a ponto de arruinar a saúde; que esquecem a higiene até se tornarem presas de parasitas destruidores; que se encolerizam pelas menores razões, destrambelhando os próprios nervos; os que passam, todas as horas em redes e leitos, poltronas e janelas, sem coragem de vencer a ociosidade e o desânimo pela movimentação do trabalho, prejudicando a função dos órgãos do corpo físico, em razão da própria imobilidade, são criaturas que geram doenças para si mesmas, nas atitudes de hoje mesmo, sem qualquer ligação com causas anteriores de existências passadas.
13 - Qual a advertência de Jesus para que nos previnamos dos males do corpo e da alma?
Emmanuel - Assinalando as causas distantes e próximas das doenças de agora, destacamos o motivo por que os ensinamentos da Doutrina Espírita nos fazem considerar, com mais senso de gravidade, a advertência do Mestre: “Orai e vigiai, para não cairdes em tentação”.

Fonte- LETRA ESPIRITA

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

SINAIS DE QUE ESPÍRITOS QUERIDOS ESTÃO POR PERTO




É difícil perder alguém a quem nos sentíamos bastante chegados. Todos perdemos alguém em algum ponto de nossas vidas, é uma realidade da natureza e, infelizmente temos que encarar isso da melhor maneira possível.
No entanto, apesar de o corpo de alguma pessoa não estar mais entre nós, não significa que a pessoa tenha desaparecido para sempre de nossas vidas! Aqui estão alguns sinais que podem significar que os seus entes queridos que se foram não deixaram o seu lado definitivamente!
1. Você sente o seu cheiro
Quando o espírito de alguém querido está por perto, ele pode se manifestar de diversas maneiras. Uma das mais comuns é o olfato. O cheiro de uma pessoa é, frequentemente, uma das conexões mais fortes com ela. Pode ser o cheiro de tabaco do cigarro ou um perfume, ou até mesmo o aroma de sua comida preferida sendo preparada. Aprecie isso, é uma mensagem sendo enviada diretamente de seu amado falecido.
2. Eles aparecem nos seus sonhos
Essa é uma das maneiras mais comuns que os espíritos usam para interagir conosco. Nossas mentes subconscientes sempre são mais abertas ao mundo espiritual, frequentemente deixando ele entrar. Sonhos envolvendo espíritos são incrivelmente realísticos e nem um pouco como sonhos normais. Preste atenção ao que eles podem significar, pode ser uma mensagem.
3. Suas coisas somem
Você pode sentir como se tivesse se perdido quando percebe que itens do dia a dia somem dos locais usuais. Pode ser um parente ou amigo falecido brincando com você. Pode parecer bobo, mas não significa que eles perderam o desejo de brincar com você. Ria com eles!
4. Pensamentos incomuns
Você pode experienciar pensamentos que sente não serem seus, quase como se seu monólogo interno seja ocupado por outra pessoa. Pode ser um sinal de que as pessoas falecidas ainda estão com você. Se você se sente com pensamentos externos, preste atenção a eles, especialmente quando eles começarem a conversar com você.
5. Sinais no funeral
Segundo James Van Praagh, um renomado psíquico, os espíritos vão aos seus próprios funerais. Eles andam pela sala tentando confortar os seus amigos mais queridos e dar sinais de que está tudo bem. Frequentemente, por que as pessoas estão tão desconcertadas no luto, esses sinais passam desapercebidos. Quando for a um funeral fique aberto aos sinais que eles oferecem..
Autor: James Van Praagh

James Van Praagh é um medium, escritor e produtor de televisão. Ele já escreveu vários best-sellers e livros que tratam de espiritualidade, por intermédio da comunicação com espíritos, que foram traduzidos em mais de 50 línguas no mundo inteiro.

PRECE AO ARCANJO METATRON




Vocês podem me invocar na meditação: ‘Arcanjo Metatron, queira estar presente comigo agora como um reflexo do meu eu iluminado. Apoie-me em lembrar-me, perceber e incorporar o meu eu iluminado, a verdade interior e a verdade do Criador. Estimule todo o meu ser com a frequência de luz que seja igual àquela que eu mantenho como meu eu iluminado, despertando a minha consciência e os meus sentidos para o meu eu iluminado interno. Estou pronto para experimentar e incorporar minhas oportunidades infinitas como o meu eu iluminado na Terra. Arcanjo Metatron, queira me demonstrar a minha verdade interior. Obrigado.

OS DEZ TESOUROS


O mestre sufi Abu Muhammad al-Jurayry costumava dizer: “a religião possui dez tesouros, que nos enriquecem. São cinco interiores e cinco exteriores; todos aqueles que seguem o caminho espiritual devem estar conscientes disto”.

“Eis os tesouros interiores: capacidade de ser verdadeiro, despreocupação com os nossos bens, humildade na aparência, equilíbrio para evitar dificuldades com os outros, e força para reagir”.
“Eis os tesouros exteriores: descobrir um amor supremo, despertar o desejo de estar junto a este amor, ter inteligência para ver as próprias faltas, estar consciente de tudo que acontece na vida, e ser grato pelas bênçãos recebidas”.
do site Gotas de Paz

domingo, 12 de fevereiro de 2017

MENSAGEM DO DIA


“As boas coisas que a vida nos traz são percebidas como boas porque as comparamos com as que consideramos más. É uma atitude sábia aceitar como parte de nossa aprendizagem as dores que precisamos suportar. Nenhum caminho é desprovido de pedras; nem sempre o céu está sem nuvens. A felicidade dependerá da habilidade de cada um em saber aproveitar cada uma das pedras encontradas para com elas construir o alicerce que será a base de sua capacidade de crescer em força e autoestima. Aceite o que a vida lhe traz. Ela é sábia! Mas saiba transformar o sofrimento em sabedoria”.

MARIA LUIZA

PRECE DE CIPRIANA


Senhor Jesus,
Permanente inspiração de nossos caminhos,
Abre-nos, por misericórdia,
Como sempre,
As portas excelsas
De tua providência incomensurável...

Doador da Vida,
Acorda-nos a consciência
Para semearmos ressurreição
Nos vales sombrios da morte;

Distribuidor do Sumo Bem,
Ajuda-nos a combater o mal
Com as armas do espírito;

Príncipe da Paz,
Não nos deixes indiferentes
À discórdia
Que vergasta O coração
De nossos companheiros sofredores;

Mestre da Sabedoria
Afugenta para longe de nós
A sensação de cansaço
À frente dos serviços
Que devemos prestar
Aos nossos irmãos ignorantes;

Emissário do Amor Divino,
Não nos concedas paz
Enquanto não vencermos
Os monstros da guerra e do ódio,
Cooperando contigo,
Em tua augusta obra terrestre;

Pastor da Luz Imortal,
Fortalece-nos,
Para que nunca nos intimidemos
Perante as angústias e desesperos das trevas;

Distribuidor da Riqueza Infinita,
Supre-nos as mãos
Com teus recursos ilimitados,
Para que sejamos úteis
A todos os seres do caminho,
Que ainda se sentem minguados
De teus dons imperecíveis;

Embaixador Angélico,
Não nos abandones ao desejo
De repousar indebitamente,
E converte-nos
Em teus servidores humildes,
Onde estivermos;

Mensageiro da Boa Nova,
Não permitas
Que nossos ouvidos adormeçam
Ao coro dos soluços
Dos que clamam por socorro
Nos círculos do sofrimento;

Companheiro da Eternidade,
Abençoa-nos as responsabilidades e deveres;
Não nos relegues à imperfeição
De que ainda somos portadores!
Dá-nos, amado Jesus, o favor de servir-Te
E que o Supremo Senhor do Universo Te glorifique
Para sempre.

Assim seja!...

(Parte final do livro "No Mundo Maior")

Médium: Chico Xavier – Espírito: André Luiz

COMO ORAR


Você conhece alguém que realmente confia em Deus? Quando era ateia, uma grande amiga minha costumava me contar toda semana algo específico pelo que ela estava orando, na certeza de que Deus iria tomar providências. E toda semana eu costumava contemplar Deus agindo de maneira incomum para responder suas orações. Você sabe como é difícil para uma ateia observar fatos como esses, semana após semana? Depois de um certo tempo, dizer que não passava de “coincidências” se tornou um argumento muito fraco.
Então, por que Deus respondia as orações da minha amiga? A maior razão para isso é porque ela tinha um relacionamento íntimo com Ele, desejava segui-lo e, realmente ouvia o que Ele tinha a dizer. Em sua mente, Deus tinha o direito de dirigir sua vida e ela o fazia se sentir bem-vindo para fazer justamente isso! Quando ela orava por determinada coisa, era porque, de certa forma, se sentia muito confortável ao se achegar a Deus com suas necessidades, suas preocupações, ou qualquer assunto referente a sua vida. Além disso, estava convencida, pelo que lia na Bíblia, que Deus queria mesmo que ela descansasse nele assim.
Ela basicamente colocava em prática o que esta frase bíblica diz: “Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve.” (1 João 5:14 ) “Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração, mas a face do Senhor está contra os que praticam o mal.” (1 Pedro 3:12 )

Então, por que Deus nem sempre responde às orações de todos?

Pode ser porque nem todos tenham um relacionamento com Ele. Eles devem saber que Deus existe, devem até adorar a Deus de vez em quando. Mas esses que nunca parecem ter suas orações respondidas, provavelmente não desenvolveram um relacionamento com Deus. Além disso, eles nunca devem ter recebido de Deus perdão completo de seus pecados. “O que uma coisa tem a ver com a outra?”, você deve estar se perguntando. Aqui está a explicação: “Certamente, o braço do Senhor não está encolhido para salvar, nem seu ouvido fechado para ouvir. Mas suas iniquidades separaram vocês de Deus. Seus pecados esconderam a face dele de vocês, então ele não os irá ouvir.” (Isaías 59:12)
É muito natural sentir essa separação de Deus. Quando as pessoas se voltam para Ele a fim de colocá-lo a par de algo, ou para pedir algo, o que geralmente elas fazem? Começam dizendo: “Deus, eu realmente preciso da tua ajuda neste problema…”. E aí há uma pausa, seguida de: “Eu sei que não sou uma pessoa perfeita, que realmente não tenho direito nenhum de te pedir isso…”. Existe um conhecimento pessoal de pecados e fracassos. E a pessoa sabe que Deus está ciente disso também. Há uma noção de: “Com quem penso que estou brincando?”. O que eles não devem saber é como podem receber o perdão de Deus por todos os seus pecados e como podem desenvolver um relacionamento pessoal com Deus, para que então Ele possa ouvi-los. Este é o fundamento básico para que Deus responda suas orações.

Como Orar: O Fundamento Básico

Primeiro você deve começar um relacionamento com Deus. Imagine que um rapaz chamado Marcos decide pedir ao reitor da Universidade de Federal do Rio de Janeiro (alguém que ele nem ao menos conhece) que autorize o empréstimo de um carro para ele. Marcos teria chance nula de conseguir ser atendido. (Estamos presumindo que o reitor da UFRJ não seja idiota). Por outro lado, se a filha deste mesmo reitor pedisse a seu pai que autorizasse um empréstimo de carro para ela, não haveria problema algum. Um relacionamento pessoal conta muito.
Com Deus, quando alguém é verdadeiramente seu filho, quando alguém pertence a Ele, Ele o conhece e ouve suas orações. Jesus disse: “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem. As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna, e elas jamais perecerão; ninguém as poderá arrancar da minha mão.” (João 10:14, 27-28)
Quando o assunto é Deus, você realmente o conhece? E Ele conhece você? Você tem um relacionamento com Ele que garanta a resposta de suas orações? Ou Deus está bem distante, sendo apenas um conceito em sua vida? Se Deus está distante, ou você não tem certeza de que o conhece, aqui está uma maneira de começar a se relacionar com Ele agora mesmo: Conhecendo Deus pessoalmente.

Será que Deus vai responder sua oração definitivamente?

Para aqueles que realmente o conhecem e descansam nele, Jesus parece ser muito generoso em sua oferta: “Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido.” (João 17:7 ) “Permanecer” em Cristo e ter as palavras dele dentro de nós significa que conduzimos nossas vidas sob o comando dele, descansando nele, ouvindo o que Ele tem a dizer. Assim, estaremos aptos a pedir a Deus qualquer coisa que desejarmos e Ele responderá. Aqui está outra vantagem: “Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve. E se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que temos o que dele pedimos.” (1 João 5:14-15) Deus responde nossas orações de acordo com a sua vontade (e de acordo com a sua sabedoria, seu amor por nós, sua santidade…).
Nós erramos ao assumirmos que sabemos qual é a vontade de Deus, quando somente alguma coisa faz sentido para nós! Nós assumimos que há somente uma “resposta” correta para cada oração específica, tendo a certeza de que AQUELA é a vontade de Deus. E é aí que fica mais difícil. Nós vivemos dentro dos limites do tempo e do conhecimento. Temos apenas informações limitadas sobre cada situação e sabemos algumas implicações de ações futuras nessas determinadas situações. O entendimento de Deus é ilimitado. Como um evento ocorre no curso da vida ou da história é apenas algo que Ele já sabe. E Ele deve ter propósitos muito além daqueles que podemos imaginar. Logo, Deus não fará algo simplesmente porque determinamos que essa deveria ser a sua vontade.

O que é preciso? O que Deus está inclinado a fazer?

Páginas e páginas poderiam ser preenchidas com as intenções de Deus para nós. A Bíblia inteira é uma descrição do tipo de relacionamento que Deus quer que experimentemos com Ele e do tipo de vida que Ele quer nos dar.
Aqui estão alguns exemplos:“…o Senhor espera o momento de ser bondoso com vocês; ele ainda se levantará para mostrar-lhes compaixão. Pois o Senhor é Deus de justiça. Como são felizes todos os que nele esperam!” (Isaías 30:18 ) Você captou isso? Como alguém que se levanta de sua cadeira para oferecer ajuda, “Ele se levanta para lhe mostrar compaixão”. “Este é o Deus cujo caminho é perfeito; a palavra do Senhor é comprovadamente genuína. Ele é um escudo para todos os que nele se refugiam.” (Salmo 18:30) “O Senhor se deleita naqueles que o temem [reverenciam], que colocam sua esperança em seu leal amor.” (Salmo 147:14)
De qualquer maneira, a maior demonstração do amor e da compaixão de Deus por você é expressa pelas seguintes palavras de Jesus: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos” (João 15:13 ), que nada mais é do que o que Cristo fez por nós. Então, “Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará, juntamente com ele, gratuitamente todas as coisas?” (Romanos 8:32)

E o que dizer das orações “não respondidas”?

Certamente as pessoas ficam doentes e até morrem; problemas financeiros são reais, e toda sorte de situações difíceis é passível de acontecer na vida de qualquer um. O que fazer então?
Deus nos diz para levar todas as nossas preocupações a Ele. Mesmo quando a situação parecer irremediável, “Lancem sobre ele toda ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” (1 Pedro 5:7) As circunstâncias podem parecer estar fora de controle, mas não estão. Quando o mundo inteiro estiver desabando, Deus ainda pode e sempre poderá segurá-lo em suas mãos. É aí que uma pessoa pode se sentir muito agradecida por ter o privilégio de conhecer a Deus. “Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:5-7) Deus pode providenciar soluções para os seus problemas além do que você considera ser possível. Provavelmente, qualquer cristão pode listar exemplos como esse em suas próprias vidas. Mas se as circunstâncias não melhorarem, Deus ainda pode nos dar a sua paz em meio a tudo isso. Jesus disse: “Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbem os seus corações, nem tenham medo.” (João 14:27)
É neste ponto (quando as circunstâncias ainda estiverem difíceis) que Deus nos pede para continuar a confiar nele – para “andar pela fé, não pela visão”, diz a Bíblia. Mas não é uma fé cega; é baseada no caráter de Deus. Um carro viajando pela ponte Rio-Niterói é totalmente sustentado pela integridade da ponte. Não importa o que o motorista possa estar sentindo, ou pensando, ou discutindo com o passageiro do outro assento. O que faz o carro chegar seguramente ao outro lado da ponte é a integridade dela, na qual o motorista resolveu confiar. Do mesmo modo, Deus nos pede para confiarmos em sua integridade, seu caráter, sua compaixão, amor, sabedoria, retidão e justiça em nossa defesa. Ele diz: “Eu tenho amado com amor eterno; com amor leal a atraí.” (Jeremias 31:3 ) “Confie nele todo o tempo, ó povo. Coloque diante dele o coração, pois ele é o nosso refúgio.” (Salmo 62:8)

Em Resumo…Como Orar

Deus se ofereceu para responder as orações de seus filhos (aqueles que receberam Jesus em suas vidas e buscam segui-lo). Ele nos pede para levar qualquer preocupação até Ele em oração, pois Ele agirá por nós de acordo com a sua vontade. Enquanto lidamos com dificuldades, temos de lançar sobre Ele nossas aflições e receber dele a paz que desafia as circunstâncias. A base da nossa esperança e fé é a pessoa de Deus. Quanto mais o conhecermos, mais aptos estaremos a confiar nele.
Marilyn Adamson
do site Gotas de Paz

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

CONVITE À HUMILDADE

Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração.”
(Mateus: capítulo 11º, versículo 28.)
Os que são incapazes de consegui-la identificam-na como fraqueza.Os pessimistas que chafurdam no poço do orgulho ferido e não se dispõem à luta, detestam-na, porque se sentem incapazes de possuí-la.Os derrotistas utilizam-se da subestima para denegri-la.Os fracos, falsamente investidos de força, falselam-lhe o significado, deturpando-lhe a soberana realidade.Porque muitos não lograram vivê-la e derraparam em plenos exercícios, desconsideram-na..Ela, no entanto, fulgura e prossegue.
Sustenta no cansaço, acalenta nas dores, robustece na luta, encoraja no insucesso, levanta na queda… Louva a dor que corrige, abençoa a dificuldade que ensina, agradece a soledade que exercita a reflexão, ampara o trabalho que disciplina e é reconhecida a todos, inclusive aos que passam por maus, por ensinarem, embora inconscientemente, o valor dos bons e a excelência do bem.
Chega e dulcifica a amargura, balsamizando qualquer ferida exposta, mesmo em chaga repelente.Identifica-se pela meiguice, e, sutil, agrada, oferecendo plenitude, quando tudo conspira contra a paz de que se faz instrumento.
Escudo dos verdadeiros heróis, tem sido a coroa dos mártires, o sinal dos santos e a característica dos sábios.Com ela o homem adquire grandeza interior, e considerando a majestade da Criação, como membro atuante da vida, que é, eleva-se e, assim, eleva a humanidade inteira.Conquistá-la, ao fim das pelejas exaustivas, é lograr paz.
No diálogo entre Jesus e Pilatos, esteve presente no silêncio do Amigo Divino e ausente no enganado representante de César…
         Seu nome é humildade.
       Convites da Vida. Divaldo P. Franco por Joanna de Ângelis


segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

POR QUE SOFREMOS?


Essa é uma boa pergunta. 
Se eu sou uma Alma, feito à imagem e semelhança de Deus, como garantem as sagradas escrituras, então eu sou perfeito. Ora, a imagem e semelhança de Deus é a perfeição.
Então, assim sendo, como é que eu vim parar numa situação tão repleta de conflitos, desafios, divergências, cheia de problemas de todos os tipos, doenças, desentendimentos, luta inglória pela sobrevivência ?
Tudo isso não faz sentido algum e nos lança num oceano de dúvida, insegurança, confusão que parece não ter fim. Na busca de respostas para toda essa instabilidade existencial nossa mente analítica fica racionalizando quais seriam as soluções e as saídas para nossa existência.
Bem, aí é que começam todos os nossos problemas; na mente analítica.
Para que pudéssemos expressar o nosso amor livremente para Deus, e é exatamente essa a "Lila" divina ( esse sonho do criador, essa brincadeira cósmica, esse passatempo celestial que consta como motivação primordial em todas as escrituras sagradas), foi garantido às almas encarnantes, doses de liberdade para que pudessem expressar esse amor expandido. Todas as religiões universais têm como seus princípios fundamentais dois mandamentos básicos:
1- Amar à Deus sobre todas as coisas
2- Amar ao próximo como a si mesmo.
Portanto, compartilhar amor é a base da criação, ou, em outras palavras, a criação é um ato de amor.
Quando Deus criou as almas e as acolheu em seu oceano de bem aventurança, ananda, Ele iniciou uma arquitetura fantástica onde essas almas pudessem expressar o seu amor livremente. Naquele oceano de bem aventurança divino era impossível isso acontecer porque lá só havia luz e nenhuma sombra. No útero da Mãe divina não pode haver sombra, tudo é resplandecência e luminosidade.
Então, Deus ( segundo as escrituras) começa a engendrar um universo ( os versos no uno, a diversidade na unidade) onde fosse possível a dualidade, porque na unidade não há liberdade, ou, em outras palavras, na essência de Deus só há luz e não sombra. A dualidade é luz e sombra. Liberdade é luz e sombras coexistindo. Só assim podemos escolher entre as polaridades.
Amar a Deus livremente significa que podemos não amá-lo livremente também.
Para que fosse possível essa escolha era necessário a criação de um plano de dualidade, coisa que não existia no seio divino. Então, segundo as escrituras, Deus começa a criar um universo onde a dualidade fosse possível. Cria primeiramente um plano causal ( de idéias, pensamentos), muito sutil onde a dualidade é impossível, continua "densificando " a sua criação e cria um plano astral ( de imagens, desejos e sentimentos), muito sutil ainda, continua com a criação de um plano etérico (de emoções e percepções) onde há energia em seu estado mais puro ( e portanto ainda bastante sutil) e finalmente densificando extremamente o fluxo cósmico, acaba por criar o plano da matéria ( o mais denso da criação ). Agora sim, neste plano de densidade máxima ( energia é matéria descongelada ou matéria é energia condensada, como dizia Einstein) é possível a dualidade, luz e sombras, positivo e negativo, elétrico e magnético, feminino e masculino.
E, neste cenário incrível as almas são convidadas a experimentar essa dimensão da dualidade para que possam cumprir o "sonho" do criador: compartilhar amor, amá-lo livremente. E, exatamente aí, nessa "descida" para a dimensão densa da matéria é que começam todos os nossos problemas.
Sem liberdade como poderíamos amar a Deus livremente?
Assim sendo, neste processo de experimentação do mundo material, onde a liberdade é o ingrediente fundamental desta experiencia, foi necessário que recebessemos corpos especiais para que pudéssemos experimentar os planos de criação. Então recebemos um corpo causal, outro astral, outro etérico e finalmente um físico.
A alma não poderia simplesmente encarnar. Ela é oriunda do oceano de bem aventurança divino, do útero da mãe divina e a matéria não tem como dar sustentação energética para a alma. Isso é impossível. Portanto recebemos corpos (sutis e densos) para que pudéssemos ir encarnando até chegarmos ao plano da matéria.
Estes corpos constituem os veículos materiais que precisamos vestir para podermos experienciar as dimensões densas. Eles constituem uma ferramenta que usamos para essa finalidade e que é um conjunto de sentimentos, pensamentos (inteligencia) e sensações (percepções), e que nós chamamos de EGO humano. Sem o EGO não seria possível experimentarmos a nossa humanidade. E é exatamente aí que TODOS os nossos sofrimentos e desafios se iniciam.
O EGO deveria ser o subgerente desse nosso processo de encarnação. Uma ferramenta à serviço da Alma. Mas, como ele é relativamente inteligente, e tem mente ( finita ), percebendo a sua "autonomia", porque tinha liberdade (restrita, é verdade, mas tinha), autonomia de escolher entre ser um subgerente ou o diretor (função para a qual ele não foi designado) da nossa existência, em um determinado momento da criação ( a história de Lúcifer) ele emborca o sistema e assume a liderança da nossa vida. Ele podia fazer isso e esse é o jogo divino de esconde-esconde onde Deus nos busca e nos nos escondemos, onde Deus se esconde e nós o buscamos.
O nosso EGO liderou a nossa existência desde que nos estabelecemos neste planeta, submetendo-nos à sua tirania da inquietude, da dispersão, da exaltação dos sentidos, em busca da saciedade. É claro que esse processo é diametralmente oposto à nossa missão mais profunda. O amor que o EGO busca, é o amor próprio, e sua prioridade é a sobrevivência. A nossa Alma quer uma conexão profunda, anímica. Mas como conseguir uma conexão profunda se o nosso EGO nos leva constantemente para o mundo da inquietude e da dispersão? Como poder colaborar com o plano divino, que é o compartilhamento de amor verdadeiro, expandido, se nosso EGO sempre nos conduz para o amor próprio, restrito, a luxúria, a vaidade e os jogos de poder?
Aí está o grande desafio da nossa existência: fazermos a redenção do nosso EGO, como Jesus e outros iniciados fizeram. Colocar o nosso EGO em seu devido lugar, como uma ferramenta poderosa para experimentarmos a existência na dualidade.
O EGO é um péssimo senhor, mas é um ótimo servidor. Difícil é domesticá-lo. Todo o nosso sofrimento vem deste erro de perspectiva, onde enxergamos o mundo pelo prisma da sobrevivência e não pelo da Alma (que é perfeita, iluminada e não tem necessidades). Os nossos desafios são na verdade uma forma de proteção divina que as hierarquias superiores, em seu infinito amor, nos proporcionam. Se pudéssemos levar os nossos desejos às ultimas consequências. ou seja à infinita busca de prazer infinito, certamente nos perderíamos nesse caminho de satisfação incansável e eterna dos sentidos. Por isso vem as hierarquias e nos "impõe" os limites desta saciedade, entendem? É um ato de amor porque estes mentores espirituais sabem exatamente que nós precisamos ir atrás da nossa conexão divina e com aquela ação tirânica do nosso EGO NUNCA conseguiríamos encontrar a paz, o equilíbrio, a alegria da bem-aventurança e nos perderíamos neste mar de desejos insatisfeitos. Por isso vem as doenças, as dificuldades, as divergências, as provações, todo nosso sofrimento e desafios mil. São atos de amor e proteção. Quanto mais você exorbita da liberdade, mais ela será restringida e limitada.
A Astrodinâmica e o estudo individual de um mapa proporcionam exatamente esta reflexão e fazem a pessoa entender o seu momento e como que ela pode se ajudar na redenção do seu EGO rumo à consciência cósmica.
A nossa Alma só aspira por uma coisa: Voltar para casa.
Namastê

PENSAMENTO DE HOJE



“É necessário compreender o que é 

o Amor.
 
A Beleza existe somente onde há Amor.
 
E a Beleza, o Amor, é Compaixão. 

E essa Beleza, esse Amor, essa Verdade, 

são a mais alta forma de inteligência.”

krishnamurti

sábado, 4 de fevereiro de 2017

SOBRE A POBREZA



Alguns acreditam que ser pobre é viver destituído de bens, serviços e necessidades fundamentais.
Quanto menos dinheiro se tem, mais pobre se é, pensam alguns.
Mas pobreza não consiste na ausência de capital, de salário ou de patrimônio.
A pobreza existe e se instala quando necessitamos de muitas coisas para viver.
O pobre pode ser pobre por precisar de muito, por muito desejar e por criar muitas dependências.
O rico pode igualmente ser pobre, pois mesmo tendo muito, ainda quer mais e mais, e sente que tem pouco.
Se tens muito e sente que tens pouco, serás pobre.
Se possuis o necessário e sentes que tem muito, serás rico.
Há muitos pobres mais ricos que os ricos.
E muitos ricos mais pobres que muitos pobres.
Pois a pobreza é desejar além do que a vida pode te dar.
A pobreza é um estado de espírito, e não a ausência de bens e dinheiro.
É pobre todo aquele que, tendo muito, está sempre insatisfeito.
E é rico aquele que, tendo pouco, está sempre satisfeito.
Quem considera pouco o suficiente vive sempre na infelicidade e insatisfação.
Quem considera o suficiente com satisfação, pode viver tranquilo e feliz.
Nada te satisfará se não estiveres satisfeito e em paz contigo mesmo.
As satisfações e prazeres humanos duram bem pouco,
O júbilo espiritual e a paz interior podem durar uma eternidade.
O rico que quer muito além do que possui, nada possui.
Vive mendigando mesmo dentro de um monumental palácio.
A maior riqueza é interior, é aquela que nada externo pode acrescentar ou diminuir.
O maior tesouro é aquele que não pode ser destruído,
Aquele que está eternamente guardado no mais impenetrável cofre do mundo: nosso coração.
De que nos adianta esmolar as migalhas deste mundo de ilusão e transitoriedade?
Contenta-te com o que tens, sede feliz com o que já possuis,
Alegra-te com a gratuidade da vida, que nada cobra e nada deixa faltar.
Quanto maior a tua ambição com o supérfluo, mais pobre serás.
Quanto maior a tua felicidade com o necessário, mais rico serás.
A maior riqueza é tudo aquilo que dinheiro nenhum no mundo pode comprar
E que tu não venderias por coisa alguma.
Nossa família, nossos amigos, nossos amores, nossa paz, nossas virtudes e nosso caminho espiritual.
Qualquer um pode ser tão rico quanto sua alegria espontânea de viver
E tão pobre quanto sua carência, sua mágoa, e seus intermináveis desejos materiais.
A solidão num imenso palácio pode ser maior do que a solidão num pequeno casebre.
Atenta para a verdade: nunca teu vazio interior será preenchido por ganhos mundanos.
Preferes ser o mendigo de tudo o que você não possui?
Ou o rei de tudo o que ganhaste com trabalho duro e honesto?
Cultive a paz, a graça, a verdade e o amor,
Estes são os maiores tesouros que terás acesso.
(Hugo Lapa)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

ORAÇÃO PARA OS ESPÍRITOS BENFEITORES


Espíritos sábios e benevolentes, mensageiros de Deus, cuja missão é assistir aos homens e conduzi-los pelo bom caminho, amparai-me nas provas desta vida; dai-me a força de sofrê-las sem lamentações; desviai de mim os maus pensamentos, e fazei que eu não dê acesso a nenhum dos maus Espíritos que tentariam induzir-me ao mal. Esclarecei a minha consciência sobre os meus próprios defeitos, e tirai-me dos olhos o véu do orgulho, que poderia impedir-me de percebê-los e de confessá-los a mim mesmo. Vós, sobretudo, meu Anjo Guardião, que velais mais particularmente por mim, e vós todos, Espíritos Protetores, que vos interessais por mim, fazei que eu me torne digno da vossa benevolência. Vós conheceis as minhas necessidades; que elas sejam satisfeitas segundo a vontade de Deus.

Meu Deus, permiti que os Bons Espíritos que me assistem possam ajudar-me, quando me achar em dificuldades, e amparar-me nas minhas vacilações. Senhor, que eles me inspirem a fé, a esperança e a caridade, que sejam para mim um apoio, uma esperança e uma prova da Vossa misericórdia. Fazei, enfim, que eu neles encontre a força que me faltar nas provas da vida, e para resistir às sugestões do mal, a fé que salva e o amor que consola.

Espíritos amados, Anjos Guardiães, vós a quem Deus, na sua infinita misericórdia, permite velarem, pelos homens, sede o nosso amparo nas provas desta vida terrena. Dai-nos a força, a coragem e a resignação; inspirai-nos na senda do bem, detendo-nos no declive do mal; que vossa doce influência impregne as nossas almas; fazei que sintamos a presença, ao nosso lado, de um amigo devotado, que assista os nossos sofrimentos e participe das nossas alegrias. E vós, meu Anjo Bom, nunca me abandoneis. Necessito de toda a vossa proteção, para suportar com fé e amor as provas que Deus quiser enviar-me.

Alan Kardec

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO