BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

domingo, 11 de junho de 2017

PERANTE O CRISTO CONSOLADOR



Nasce Jesus, e o mundo de expiação recebe a mensagem do Cristo. A mensagem de amor e perdão cobre o planeta, porém a luta do bem contra o mal continua a impor batalhas ferrenhas na humanidade.
No período 300 a 400 anos, após a vinda do Messias, a igreja começa a deixar a pureza dos apóstolos. O poder e a fortuna passam a influenciar os erros e priorizar a riqueza em vez da devoção.
Perturbações históricas começam a acontecer, como investida do mal, contra os bons propósitos do cristianismo nascente. No ano de 325 acontece o concílio de Nicéia onde os participantes criam os dogmas; Teodósio, no ano de 381, se submete aos religiosos e, nessa época, aparecem os rituais e imagens. Em 607 d.C. cria-se o papado e o cristianismo nascente perde a humildade que devia reger a Igreja. Roma domina o mundo e a Igreja domina Roma. Na Idade Média cai o império romano e surgem os feudos, que é a expressão da servidão moral.
Fatos benéficos acontecem como reação do bem, como a reencarnação de S. Bento (Sanctus Benedictus), fundador dos beneditinos. Muitos bárbaros se convertem ao cristianismo. Maomé nasce em Meca no ano 590 com a missão de reunir as tribos árabes sob a luz dos ensinos cristão, mas fracassa pelo assédio do mal. Carlos Magno nasce no século VIII (reencarnação de Júlio César) e reina por 46 anos intensificando a cultura e a boa administração pública. É coroado pelo papa Leão III com a tríplice coroa e é considerado o novo imperador de Roma.
A partir do século XI inicia-se, pela Espiritualidade Superior, a restauração do cristianismo com o beneditino Hildebrando conhecido depois como Gregório VII. Importante pela fé inabalável e pela sinceridade, combatendo o tráfego das coisas religiosas, as honras eclesiásticas e tentando restabelecer a humildade nas hostes da Igreja.
Reencarnam os Espíritos Evoluídos, Pedro de Vaux, Francisco de Assis (reencarnação do apóstolo João Boanerges), Martin Lutero (provável reencarnação de Paulo de Tarso) que traduz a Bíblia para o Alemão tornando-a acessível ao povo em geral e popularizando o cristianismo.
Em 1860 Allan Kardec codifica o espiritismo recebendo revelações do Espírito de Verdade (Paráclito) através da psicografia de cinco médiuns crianças, na França.
“Vinde a mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei”, Mateus,11:28.
Jesus em João 14:15 a 17 e 26 promete outro consolador: o Espírito de Verdade, que vem na época prevista, através do Espiritismo, cumprir a promessa do Cristo. O Espiritismo vem abrir os olhos e os ouvidos, porquanto fala sem figuras nem alegorias, acaba com os dogmas e mistérios. Traz a consolação a todos os que sofrem pois mostra a causa dos sofrimentos e mostra como serão aplacados esses sofrimentos.
Ensina que o objetivo dos sofrimentos é o de depurar para garantir a felicidade futura. Ensina que a fé inabalável é a racional, pelo conhecimento das coisas, fazendo que o homem saiba donde vem, para onde vai e porque está na Terra.
Instrui o Espírito de Verdade: “Orai e crede, pois que a morte é a ressurreição, sendo a vida a prova buscada, e durante a qual as virtudes crescerão e se desenvolverão como a planta do bem. Amai-vos, este é o primeiro ensinamento, instrui-vos, este o segundo. Tomai por divisa duas palavras: devotamento e abnegação e sereis fortes. O sentimento do dever cumprido vos dará repouso ao espírito e resignação”. Evangelho Segundo o Espiritismo, cap V
I.
**IRAN RÊGOMédico cardiologista - espírita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO