BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

CONCEITOS EVANGÉLICOS E A CONDUTA ESPIRITA



A conduta espírita é baseada nos princípios Evangélicos acrescentados, para efeito de raciocínios, ou melhor, para abrir os horizontes do raciocínio, dos conceitos de reencarnação, do resgate (carma) e das comunicações com os espíritos.
O estudo dos Evangelhos é feito pelos espíritas de forma comparada. Estuda-se cada passagem importante, daquilo que Jesus ensinou em cada evangelista, considerando a capacidade de cada um, sempre usando a lógica, à sombra da fé raciocinada. Temos ainda o privilégio de receber as explicações dos Espíritos Superiores, como aconteceu no “Evangelho Segundo o Espiritismo” de Allan Kardec, sempre nos orientando no sentido do bem, do conhecimento e da caridade.
Com relação á reencarnação, outro conceito básico do Espiritismo, desperta-nos primeiro a esperança, pois não existe a “condenação eterna” de algumas outras religiões.
O homem sempre terá a oportunidade de começar de novo, aprendendo aquilo que não conseguir na vida anterior. Lógico que tudo anda para frente e, em termos de conhecimento, não existe regressão. Podemos parar, estacionar. Nunca regredir. Portanto, por pior proveito que possamos tirar de uma encarnação há sempre progresso, mesmo que seja aprendendo com os nossos erros.
Em todo programa reencarnatório, feito pelo próprio reencarnante ou feito pelos espíritos orientadores que nos auxiliam, visa-se sempre a evolução por melhor ou pior que sejam os resgates a serem feitos.
Os erros do passado serão resgatados até o último ceitil conforme está no Evangelho. Isto é, sempre realizado dentro da “família espiritual” ou seja, espíritos que se organizam para progredirem juntos. Portanto, devemos ter muito cuidado com os amigos e parentes, pois certamente constam do programa reencarnatório como forma de atenuar nossos erros.
Compete-nos colocar a Racionalidade e a Caridade suportando as dificuldades e sendo tolerantes com os erros dos outros. Aqui é sempre bom usarmos da nossa intuição que na verdade são nossos amigos do Plano Espiritual falando conosco através da nossa consciência.
Não nos esqueçamos sempre da prece, que também pode atenuar os nossos erros a serem resgatados e também é outra forma de comunicação com o Plano Superior. Sempre somos atendidos quando ela é sincera e brota do fundo da nossa alma. A melhor prece é aquela criada no momento, pois ela expressa o nosso verdadeiro sentimento. São superiores às fórmulas decoradas.
Na conduta do nosso dia-a-dia, como espíritas sabemos explicar com o Raciocínio desde o trivial até o excepcional, dentro das Leis de Ação e Reação. Assim, quando perguntados, devemos responder sem muito estender sobre a doutrina, para não sermos taxados de fanáticos; tomar cuidado porque poucos suportam a verdade e, portanto, fujam das discussões dogmáticas, elas para nós simplesmente não existem.
Pode ocorrer que as discussões se encaminhem para coisas inúteis como se “Jesus teve irmãos ou não”, etc; são questões que em nada mudam a Doutrina deixada pelo Mestre da Galiléia, portanto devemos evitar o academicismo dessas questões.
Ainda, com relação á conduta diária, não devemos negar que somos Espíritas; não devemos ter vergonha de sermos. Somos cristãos como tantos. Nós espíritas, nunca devemos tirar alguém, de forma forçada de sua religião. Cada um tem a religião que precisa ter. Se houver interesse, indique livros, cursos, palestras e deixe que o principiante adquira o prazer de descobrir as maravilhas da fé raciocinada, do “amai-vos e instrui-vos” como nos deixou como mandamento o Espírito de Verdade (o Paráclito).
Ser bom, em todas as situações da nossa vida, usar da alegria como forma de adquirir energia, consolar sempre os aflitos, são condições que caracterizam o cristão espírita.

Iran Rego
Médico cardiologista – espírita.
Membro da Academia Maçônica de Letras do Norte de Minas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO