BOAS VINDAS

Seja bem vindo! Espero que aqui encontre alento, beleza, amor e paz! E que possa espalhar isto para o mundo, que vive tão sedento de tudo isto.



Pesquisar este blog

Seguidores

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

QUAL É A INTERPRETAÇÃO DO SONO E SONHOS


Desde a antiga Mesopotâmia o sonho vinha sendo tido como sendo mensagem dos Deuses. 
Vamos definir que: Sono – descanso reparador do corpo físico; Sonho – As recordações das atividades desenvolvidas pela alma durante o descanso do corpo físico; Alma – é o espírito encarnado; e, Espírito – é quando nos encontramos na erraticidade. 
Mas qual é a finalidade dos sonhos? 
Somos normalmente levados, através do entorpecimento necessário para descanso do corpo físico, a locais com muitas finalidades entre elas: Sermos orientados para a próxima etapa de vigília. Sermos alertados quando ao correto caminho a seguir. Vivenciarmos, com espíritos afins, nos momentos de elevado ou de baixo padrão vibratório. 
O sono, tão importante para o descanso do corpo físico, também é necessário para nossas almas, é neste momento que vamos carregar nossas baterias no mundo espiritual com ensinamentos proporcionados pelos espíritos superiores e espíritos simpáticos a nós, que nos conduzem a locais onde possamos ver exemplos de bondade e felicidade com o trabalho desenvolvido na erraticidade. Aprender com os exemplos de Amor ao Próximo, Caridade, Bondade e a consequente Felicidade que todos almejamos. 
Às vezes, temos um dia repleto de compromissos, responsabilidades e “sonhamos”, esperando o momento de descanso do corpo físico. Principalmente quando este dia foi produtivo, cheio de realizações boas que conseguimos concretizar. 
Quem de nós ainda não experimentou esta sensação prazerosa, agradável de, após um dia de muitas atividades, cansativo, deitar na cama e sentir um bem-estar enorme e sem comparar com outras alegrias? Após uma noite de sono, onde os sonhos foram instrutivos, acordamos felizes, alegres, contentes e com a coragem moral de enfrentar os desafios de nossa vida material. 
Acordamos de bom humor e tudo fica mais fácil de resolver corretamente. 
Sentimos as intuições para a solução dos problemas fluírem com facilidade, pois durante o sonho recebemos as melhores orientações de como nos portar diante das dificuldades. 
Em todos estes momentos em que “fechamos os olhos” e nos ausentamos da vida em vigília, nossas almas são levadas a locais, no mundo espiritual, para o aprendizado e para reciclar conhecimentos, viver experiências importantes para nossos trabalhos, para nossos lares, etc. 
O sono mais reparador para o corpo físico é aquele após o cansaço do corpo físico, à noite, após um dia de exaustivo trabalho. Mas também existem diversos outros momentos em que descansamos. 
O mais comum nos dias atuais, e que muito se ouve falar, é após o almoço, quando sentimos uma moleza, uma lerdeza, uma malemolência entre outras, onde grande parte de nossas energias são utilizadas para digestão de alimentos. 
No Livro dos Espíritos, Kardec ( perguntas 400 a 412) perguntou ao Espírito de Verdade se os espíritos influem em nossas ações; a resposta foi significativa: muito mais do que possa imaginar; e completou dizendo que são eles que nos governam. 
Existem cálculos de outubro de 2009, de que temos aproximadamente 8 bilhões de almas na terra. São os espíritos encarnados que convivemos no planeta, mas, em contrapartida, de acordo com estes estudos existem mais de 18 (dezoito) bilhões de Espíritos na erraticidade que trocam informações conosco em nossa vida terrena. 
Quantos desses espíritos na erraticidade, (espaço que separa uma encarnação de outra), possuem estes profundos conhecimentos das coisas de nossa vida material e podem nos passar através de intuição e dos sonhos. Recebemos muitas vezes claramente, outras vezes de forma velada, ensinamentos da espiritualidade. Às vezes recebemos conselhos, intuições de como agir em situações que temos na vida. 
Nos surpreendemos com estas brilhantes ideias que pensamos “surgir do nada”, de nossas ideias ou de outra forma qualquer. Mas é a forma que Deus nos dá de os Espíritos Superiores, nossos constantes amigos, nos oferecem as melhores sugestões. Ver de perto como eles atuam nos elevados mundos do plano espiritual, as colônias espirituais, o que fazem estes, os bons espíritos, nossos amigos plenos, é que nos alimenta de boas ideias no nosso dia-a-dia neste mundo de provas e expiações. 
Por isso, a importância da leitura e meditação sobre uma mensagem edificante na hora de dormir, para irmos, mais facilmente, estar com os espíritos superiores, para nosso aprendizado e consequente melhoria. 
Acordar animado e com disposição para marcar um dia de vigília (de trabalho), com bom humor, alegre, feliz e contente, pode ser consequência deste descanso do corpo, que o espírito “viaja” com boas companhias. Quando dormimos, termos a possibilidade de estar em contato com espíritos, de modo a nos socorrer em momentos de dificuldade. 
O sono é uma porta que Deus abriu para os amigos do céu aproveitar para fazer contato conosco, já o sonho é o resultado das preocupações que dominaram durante o dia. Somos levados, através do sono, a locais cujo padrão vibratório seja semelhante ao que sentimos durante nosso estado de vigília. Se mesmo durante os momentos de vigília somos intuídos pelos espíritos, imagina quando estamos dormindo, onde a alma se encontra mais livre dos bloqueios naturais da auto-censura. Durante o sono estamos totalmente à disposição dos Espíritos para o aprendizado. 
Então é como se fosse um ciclo vicioso dos pensamentos e sentimentos evoluídos nutridos durante o dia de vigília, o bom sono e as orientações espirituais à noite com nossas viagens esclarecedoras e um novo dia cheio de boas recordações de vencimento de mais outros desafios, de alegria, prazer e satisfação. 
Vejam a importância do sono e dos sonhos na nossa vida. Muitas pessoas que não possuem estudo nenhum recebem esta oportunidade divina de aprender através destes conselhos, intuições ou através do sono, as orientações precisas para resolvermos seus problemas existenciais. Mas Deus deu a todos nós este recurso da intuição e do sono. Então o sono e os sonhos representam a escola para nossa vida terrena. 
Se durante os períodos de vigília em que os sentidos do corpo físico estão mais fortes, recebemos as intuições e idéias dos espíritos, imagine a facilidade que temos durante o sono, onde estes sentidos estão adormecidos. Quantas informações nos são passadas nestas oito horas de prazer e felicidade ou, de acordo com a nossa situação vibratória, de vivências infelizes e tristes. 
Quando se está na erraticidade tem-se uma visão mais perfeita dos fatos materiais e dos ensinamentos dos espíritos, que serão aceitos com mais facilidade. 
Vemos então que há uma relação bastante próxima entre a vigília e os períodos diários de sonos e os sonhos. 
Talvez até possamos dizer que há uma relação direta entre a nossa vida ativa no mundo material e os momentos de ensinamentos na vida espiritual que se encontram guardados em nossos arquivos mentais e são lembrados nos momentos em que nossos padrões vibratórios adequados durante o sono. 
Durante o sono recebemos muitas informações que poderão nos ser úteis em diversos momentos de nossa vida que ficam armazenadas no nosso perispírito (corpo espiritual). 
Não podemos estudar o sono e os sonhos sem nos reportar aos pensamentos e sentimentos que desenvolvemos durante o dia e consequentemente temos um bom sono e gozarmos de um bom e intuitivo sonho. 
Temos que cuidar de nossos estudos terrestres em seus diversos campos, ler, escrever, saber matemática, fazer contas, funcionamento do corpo humano, a física, química, conhecer como funciona a televisão (técnica em TV), como funciona o celular, como operar as diversas máquinas e equipamentos do mundo moderno. O computador com suas grandes novidades, que só conseguimos usar pequena parte de seus recursos etc. 
Todos os conhecimentos proporcionados pelo acúmulo de bens materiais e pela possibilidade de estudo têm a finalidade do uso prático em nossa vida material no dia-a-dia e que representa anos e anos de estudo no plano terreno e espiritual. 
E como os Espíritos se aproximam de nós? Eles se aproximam de nós através de nosso padrão vibratório e nos aconselham usando imã de nossos bons sentimentos. 
Por isso, a importância do “Orai e Vigiai” para mantermos elevado o nosso padrão vibratório. Vigiar constantemente os nossos pensamentos e sentimentos e corrigi-los, através da oração, para que não progrida e se materialize em uma ação má no mundo material. 
Aí está a importância desta correção de rumos de nossos pensamentos e sentimentos para o sono e os sonhos. É a forma mais adequada para termos bons sonos e sonhos, a manutenção deste bom intercâmbio com os espíritos. 
A ligação com a espiritualidade é constante, mas a ligação com os espíritos evoluídos é consequência deste elevado padrão moral que venha-nos a manter. 
Segundo a ciência os sonhos são “subproduto da atividade cerebral noturna”. 
Freud, em 1899, publicou “A interpretação dos sonhos”, sem levar em conta o conhecimento dos Espíritos, mas o estudou com profundidade, com os conhecimentos próprios do século XVII. 
Estudiosos acreditam que os sonhos trazem lembranças de vivências recentes e antigas e personagens da vida real. Alguns estudiosos já aceitam que, para estudar os sonhos, é preciso ir além do plano físico 
A alma, durante o sono, está sofrendo influência da matéria, e não se liberta totalmente, como o espírito puro na erraticidade. As preocupações de vigília plasmam situações ligadas àquilo com que nos preocupamos intensamente. Muitas vezes, durante um “cochilo”, recebemos frases inteiras, parecendo estarmos em vigília. 
O Sonho (lembrança do que ocorrer durante o descanso do corpo, isto é, o sono), traz a terra os acontecimentos desta ou de outras vidas, ou das duas juntas, formando conjuntos bizarros. 
Às vezes saímos de um para outro lugar instintivamente, vivendo de forma irregular para nossa vida em vigília, mas que para os espíritos, que se deslocam com maior velocidade, com rapidez do pensamento, é normal. Existem circunstâncias que parecem sem sentido a nossa vida na erraticidade, mas a alma vive próximo aos espíritos onde estes deslocamentos se tornam rápidos e explicam tudo. 
Nem sempre os sonhos anunciam algo a acontecer, como alguns pretendem afirmar. Pode ser uma visão passada nos locais onde a alma se encontra, dependendo da elevação de suas vibrações. Se Deus permitir, dependendo do fim útil, pode até oferecer este conhecimento anterior de um fato. 
Para finalizar podemos dizer que o Espiritismo classifica os sonhos em três categorias: a primeira é o de Atividade Mental onde recordamos as nossas lides do dia a dia. A segunda, é o sonho Cognitivo onde recordamos situações de encarnações passadas e a terceira é o sonho mediúnico onde temos uma franca comunicação com os espíritos que nos são queridos, encarnados e desencarnados. 


IRAN RÊGO

*Médico Cardiologista- espírita 
Membro da Academia Maçônica de Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALGUMAS DE MINHAS OBRAS

MEU MAIS NOVO LIVRO

MEU MAIS NOVO LIVRO